Para 28% dos EUA, Bill Gates quer COVID-19 para implantar chip nas pessoas

Por Wagner Wakka | 25 de Maio de 2020 às 15h45
Business Insider
Tudo sobre

Bill Gates

Saiba tudo sobre Bill Gates

Nas últimas semanas, uma teoria falsa ganhou projeção nas redes sociais: a de que Bill Gates estaria interessado em usar uma vacina da COVID-19 para implantar microchips nas pessoas sem que elas soubessem. O caso de teoria conspiratória pode parecer obviamente mentirosa, mas uma pesquisa do Yahoo e do YouGov revela que muita gente acredita nesta narrativa.

A pesquisa foi realizada com 1.640 norte-americanos entrevistados por um formulário on-line entre os dias 20 e 21 de maio, com margem de erro de 3%. Eles foram convidados a responder à seguinte indagação: “Por favor, diga se você acredita ser verdadeiro ou falso: ‘Bill Gates que usar a campanha de vacinação em massa contra a COVID-19 para implantar microchips [nas pessoas], os quais poderiam ser usados para rastreá-las com uma ID digital’”.

O resultado foi dividido em categorias de acordo com aqueles que responderam ter votado em Trump, ou serem Republicanos, por exemplo. Entre as pessoas que consideram a Fox News como principal fonte de informação, 50% disse que a teoria era verdadeira e 25% afirmou que não tinha certeza.

Resultados para o questionamento se acreditam na teoria contra Bill Gates (Arte e dados: Yahoo)

Entre os Republicanos, 44% disseram acreditar na teoria, número que também é visto entre os eleitores de Donald Trump, na campanha de 2016. No campo que engloba somente os adultos, sem distinção de orientação política, 40% dizem ser falsa esta afirmação.

Em abril, o New York Times realizou uma pesquisa que apontava o CEO da Microsoft como um dos principais alvos de conspiracionistas relacionados à COVID-19. Entre as teorias, há também a ideia de que Gates tenha a intenção de reduzir a população mundial, por isso, apoiando a disseminação do novo coronavírus.

Vídeos pegam números de doações do executivo para a Fundação Bill e Melinda Gates, voltada a incentivar pesquisas relacionadas à saúde. Pelo estudo do New York Times, há 16 mil menções a Gates e teorias conspiratórias no Facebook. Já no YouTube, 10 vídeos sobre o tema ganham projeção entre os mais populares na plataforma em abril, somando mais de 5 milhões de visualizações em um mês.

Fonte: Yahoo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.