Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Twitter suspende conta de jornalistas que publicaram sobre foguete da SpaceX

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 04 de Janeiro de 2023 às 17h05

Link copiado!

SpaceX
SpaceX
Tudo sobre Twitter

O Twitter começou a suspender contas de jornalistas que escrevem sobre o espaço por postarem fotos e vídeos de foguetes. As contas do blog Spaceflight Now, do profissional Michael Baylor e do perfil NASASpaceFlight foram punidas supostamente por publicar imagens de espaçonaves da SpaceX.

Tanto o editor-chefe da NASASpaceFlight, Chris Bergin, quanto o editor do Spaceflight Now, Stephen Clark, apontaram a postagem de lançamentos da empresa espacial de Elon Musk como a causa das suspensões temporárias. Bergin sugeriu que várias outras pessoas também teriam sido bloqueadas após postar sobre foguetes.

Continua após a publicidade

A dupla disse que a conta foi banida pelo Twitter por violar regras, mas não sabem qual exatamente. A suspeita seria uma possível retaliação à cobertura de um lançamento da SpaceX, embora isso nunca tenha feito ninguém ser penalizado em rede social alguma.

Mais um banimento injustificado do Twitter

Após a repercussão, a conta de Baylor foi retomada em 24 horas e ele veio a público esclarecer o que aconteceu. O jornalista explicou que sua conta foi suspensa por publicar um vídeo de uma rede que usa para rastrear foguetes em movimento. Aparentemente, a regra aplicada ao jato de Elon Musk pode ter sido novamente usada para punir quem monitora os foguetes da SpaceX.

O CEO da empresa espacial e do Twitter, Elon Musk, respondeu a Bergin fazendo piada do caso. Ele postou um meme zombando do software usado pelo profissional da imprensa, sem qualquer manifestação ou pedido de desculpas.

A conta do Spaceflight Now também já foi reestabelecida após o gancho de 24 horas. Os jornalistas não sabem até agora qual foi a causa do banimento nem como evitá-lo futuramente, por isso mantém-se a apreensão na imprensa especializada em espaço e foguetes.

Twitter segue perseguindo jornalistas

Esta não é a primeira vez que o Twitter bane jornalistas sem motivo aparente. No mês passado, o site suspendeu as contas de vários profissionais da imprensa dos Estados Unidos por publicarem sobre a história do jovem que monitorava o avião particular de Elon Musk.

Continua após a publicidade

Em outra ocasião, repórteres do The New York Times e do Washington Post também foram penalizados em motivo aparente. Os profissionais alegam ter apenas criticado Musk por sua condução desastrosa à frente do Twitter.

Para conter o uso do Twitter por rivais, a plataforma decidiu banir links para outras redes. Jornalistas, influenciadores e empresas reclamaram da medida, feita sem qualquer aviso, o que obrigou a empresa a desistir da polêmica diretriz em menos de 24 horas. Mesmo assim, contas de empresas rivais como o Mastodon foram excluídas da plataforma definitivamente.