Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Jovem que monitorava voos de Elon Musk tem contas banidas do Twitter

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 14 de Dezembro de 2022 às 17h13

Link copiado!

Montagem: Matheus Bigogno/Canaltech
Montagem: Matheus Bigogno/Canaltech
Tudo sobre Twitter

O jovem Jack Sweeney, de apenas 19 anos, teve sua a conta @ElonJet banida do Twitter. O perfil foi configurado para monitorar todos os deslocamentos aéreos feitos pelo bilionário Elon Musk em seu jatinho particular. A conta pessoal do jovem (@jxcksweeney) também foi banida da rede social, possivelmente em uma ação de retaliação.

A conta @ElonJet foi criada em junho de 2020 e desde então seguia mostrando para qual local o atual dono do Twitter foi. O perfil era automatizado para publicar sempre que o avião de Musk pousava ou decolava. Eram mais de 500 mil seguidores acompanhando diariamente a movimentação do CEO da Tesla e SpaceX pelo mundo.

Continua após a publicidade

Musk chegou a ofertar cerca de US$ 5 mil para que Sweeney tirasse a página do ar. O jovem fez uma contraproposta de US$ 50 mil, alegando que o dinheiro seria usado para pagar a faculdade ou comprar um Tesla Space Model 3.

A ideia parece não ter agradado o dono do Twitter, que se sentiu chantageado pelo jovem e garantiu que não pagaria. Jack mudou a proposta e pediu apenas um estágio em uma de suas empresas, porém Musk parece tê-lo ignorado.

Com o banimento, os usuários agora recebem uma mensagem de erro avisando que a conta foi suspensa. Segundo a rede social, a suspensão ocorreu por causa de violação das regras da plataforma, porém sem especificar quais.

Jovem já esperava a punição

A suspensão ocorre uma semana após o criador compartilhar uma suposta restrição aplicada à sua conta. Ele havia usado o perfil pessoal para exibir o print que tratava sobre a penalidade.

A captura de tela mostrava um pedido da líder de segurança do Twitter solicitando aos funcionários que tirassem a conta que monitorava o seu chefe do ar. A conta ElonJet e o perfil pessoal de Sweeney seguem ativos em outas plataformas, como o Facebook e o Instagram.

O Twitter permite a criação de contas mantidas por robôs, desde que os proprietários deixem isso explícito. A plataforma até chegou a criar uma tag para diferenciar os "bots do bem" dos posts feitos por humanos.

Segurança de Musk em jogo

Continua após a publicidade

Possivelmente, Musk deve ter se sentido incomodado em ser monitorado o tempo todo, inclusive por uma questão de segurança. Algum criminoso ou desafeto poderia rastreá-lo mais facilmente com essa ferramenta, o que obviamente deve ter acendido o alerta na cabeça do bilionário.

O dono do Twitter, porém, havia prometido que defenderia seu conceito de "liberdade de expressão total" sem banir nenhum desafeto. "Meu compromisso com a liberdade de expressão se estende até mesmo a não banir a conta que segue meu avião, mesmo que isso seja um risco direto à segurança pessoal", disse na época.

Ainda não está claro se as contas foram banidas a pedido de Elon Musk ou se apenas pela ação da própria equipe de segurança da plataforma. Fato é que o jovem ainda seguirá monitorando os voos de jatos particulares de outros 21 bilionários, como o antigo dono do clube inglês Chelsea, Roman Abramovich, e o proprietário do clube francês Monaco, Dmitry Rybolovlev.