Óculos inteligentes substituirão os iPhones em dez anos, segundo analista

Óculos inteligentes substituirão os iPhones em dez anos, segundo analista

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 26 de Novembro de 2021 às 14h59
The Sun

O futuro pode estar mais próximo do que se espera. De acordo com o conhecido analista Ming-Chi Kuo, a Apple possiu planos internos para substituir os iPhones pelos seus óculos de realidade aumentada daqui a somente dez anos. Portanto, os vestíveis assumiriam o posto de principais dispositivos eletrônicos móveis, e os investimentos da marca de Cupertino seriam mais voltados para eles.

Funções de smartphones seriam feitas pelos óculos (Imagem: EverythingApplePro)

A companhia já trabalha em seus óculos de realidade mista há anos, o que indica a intenção da Maçã em lançar um produto que apresente alto nível de excelência. Com dispositivos do tipo, será possível realizar tarefas típicas dos smartphones — como fazer ligações, acessar redes sociais e consumir conteúdos — com um display que projeta as imagens a poucos centímetros dos olhos dos usuários.

Além disso, várias funções poderão ser integradas com algoritmos de posicionamento, acelerômetros e componentes similares, que permitirão uma maior praticidade em tarefas como indicação de direções para qualquer lugar por meio do aplicativo de mapas, por exemplo. Também será possível interagir com imagens e objetos virtuais em tempo real, com maior velocidade de resposta e agilidade geral da experiência, especialmente após a completa popularização do 5G.

Serviços de localização serão aprimorados com os óculos (Imagem: Jordan Singer)

Outros momentos que poderão ser revolucionados com a popularização dos óculos e da conectividade 5G têm relação com o chamado "Metaverso" imaginado por Mark Zuckerberg, o criador do Facebook. Com ele, será possível criar espaços colaborativos virtuais, onde as pessoas poderão interagir para realizar afazeres produtivos ou de entretenimento — não é difícil acreditar que a Apple já esteja pensando em sua própria versão do "Metaverso".

Óculos como mais que um acessório

Primeiros óculos VR da Apple serão apresentados no ano que vem (Imagem: Antonio de Rosa)

De acordo com Kuo, a Maçã considera essencial que os óculos não sejam um simples acessório: "Se o headset de realidade aumentada for posicionado como somente um complemento para o Mac e iPhone, isso não será propício para o desenvolvimento do novo produto. Um item que funciona de forma independente significa que ele terá seu próprio ecossistema, e providenciará a experiência mais completa e flexível para os usuários", aponta o analista.

A Apple deverá lançar a primeira geração dos seus óculos de realidade virtual já no ano que vem, mas vários detalhes técnicos do dispositivo ainda não são conhecidos. O que se sabe até o momento é a possibilidade da parceria com a Unimicron, fornecedora de componentes eletrônicos como placas de circuitos e elementos de display — além disso, nos próximos anos a marca apresentará um produto com design mais discreto, e armação similar aos óculos comuns.

Fonte: BGR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.