Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

O Galaxy Tab S7 FE ainda vale a pena em 2023?

Por| Editado por Léo Müller | 29 de Maio de 2023 às 18h15

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/ Canaltech
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

A Samsung é uma das marcas mais regulares no mercado de tablets e atualiza seu portfólio com novos produtos do tipo a cada ano. O Galaxy Tab S7 FE, no entanto, é um modelo lançado há mais de dois anos, em 2021, mas ainda é bastante procurado, seja pelas especificações ou pelo preço mais “acessível” em relação aos novos topos de linha.

Mas será que ele ainda vale a pena em 2023? O modelo chamou bastante atenção, na época do seu lançamento, pelo custo-benefício maior entre os flagships do ano e tem um hardware que, na teoria, ainda dá conta do recado.

Porém, faz sentido comprá-lo atualmente, principalmente considerando que tantos outros modelos foram lançados após ele, como a nova versão do Tab S6 Lite e a linha Galaxy Tab S8 completa? Aqui, te ajudo a lembrar um pouco das suas características, a fim de entender se ainda faz sentido atualmente.

Continua após a publicidade

🛒 Veja ofertas do Galaxy Tab S7 FE no Magazine Luiza

🛒 Veja ofertas do Galaxy Tab S7 FE no Zoom

🛒 Veja ofertas do Galaxy Tab S7 FE na Amazon

Design e construção topo de linha

Por ser um modelo com a proposta de ter recursos premium, mas ser mais acessível, a Samsung precisou fazer alguns cortes de gastos no Galaxy Tab S7 FE, mas isso, sem dúvidas, não foi feito na construção do aparelho.

Afinal, ele tem a mesma estrutura de toda a linha Tab S7 e Tab S8, ou seja, acabamento todo em metal nas laterais e na traseira. Isso mostra que, apesar de ser mais acessível, o Galaxy Tab S7 FE ainda tem o design premium dos seus irmãos mais caros.

As bordas também são planas, com um arredondamento bem discreto, seguindo a identidade visual vista até hoje. Isso garante que ele ofereça uma pegada mais confortável, apesar do peso elevado por conta da construção metálica.

Continua após a publicidade

O único ponto em que ele começa a perder um pouco o aspecto mais flagship é na sua tela de 12,4 polegadas. Em vez do painel LTPS visto nos modelos mais avançados, ele conta com um display TFT. Como vimos em seu review, isso dá um tom mais amarelado para o visor, mas não chega a comprometer o uso.

Hardware intermediário, mas ainda competente

A principal redução nos gastos do Galaxy Tab S7 FE em relação aos modelos mais completos da linha aconteceu com o chipset. Em vez do Snapdragon 865 Plus, que era o topo de linha naquele ano, o tablet é equipado com o Snapdragon 750G — um intermediário de alto desempenho.

Na prática, isso resulta em uma perda significativa em desempenho, principalmente se você procura um dispositivo para usar bastante com apps de edição ou até mesmo para aproveitar jogos mais pesados. Não que ele não dê conta disso, mas ele poderá ter um pouco mais de dificuldade e apresentar um pouco de engasgos.

Continua após a publicidade

No dia-a-dia, porém, o S7 FE ainda dá muita conta do recado, e, se você quer um tablet para um uso mais comum, ele irá atender bem.

Fora isso, o aparelho traz uma combinação de 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno, configurações bem interessantes para um tablet, que permitem realizar bastante atividades em multi-tarefas ou segundo plano.

Usabilidade geral

Em relação à usabilidade geral, o Galaxy Tab S7 FE é quase como qualquer outro tablet da Samsung, com apenas algumas diferenças singelas. Com ele, por exemplo, você terá toda a integração dentro do ecossistema da sul-coreana — desde que tenha outros aparelhos, como celular, relógio, fone de ouvido ou notebook da marca.

Continua após a publicidade

A integração entre tablet e celular, por exemplo, permite que você copie e cole um arquivo de um para o outro de forma instantânea. Outra possibilidade é usar a rede móvel do celular como roteador para o tablet quando estiver fora de casa. Tudo isso já é configurado de forma nativa, e você não precisa ativar nada: basta que os dois dispositivos estejam com a mesma conta da Samsung.

A principal diferença na usabilidade, no entanto, é em relação à caneta S Pen. Apesar de ela também já ser inclusa no kit, ela é um pouco mais simples do que as versões mais recentes e não permite fazer algumas funções específicas, como usá-la com gestos para o tablet. Ainda assim, ela é uma ótima companheira para desenhar ou realizar trabalhos com edição, por exemplo, já que oferece um controle mais preciso sobre a tela.

Outro ponto que pode incomodar bastante é que, diferente dos demais modelos da linha, e até mesmo mais recentes, o Galaxy Tab S7 FE não conta com sensor de impressões digitais, então não é possível desbloqueá-lo por biometria ou utilizar a tecnologia para autenticação em apps bancários, por exemplo.

Continua após a publicidade

Bateria de longa duração

Este é um aspecto que pesa bastante a favor do Galaxy Tab S7 FE, principalmente se você for compará-lo com outros tablets da Samsung. Com bateria de 10.090 mAh, ele tem uma capacidade maior que o Tab S7 e Tab S8 “comuns”, ficando em um patamar mais próximo das versões Plus.

Na prática, ele pode aguentar tranquilamente um dia de uso se você trabalhar o dia todo com ele. Se usar de forma mais regular ou moderada, ele pode passar de dois dias. É claro que isso depende bastante de quantas horas você passa com o tablet diariamente, mas já é uma ótima média.

O carregamento também é eficaz, apesar de não ser tão rápido. Com potência de 45 W, ele pode ter sua carga completamente abastecida de forma mais ágil.

Continua após a publicidade

Conjunto de câmeras

O conjunto de câmeras do Galaxy Tab S7 FE é básico, mas oferece exatamente o que você precisa para videochamadas ou para fotografias mais ocasionais. Afinal, é justamente para isso que você irá utilizá-lo na maioria das vezes.

Ele tem uma câmera traseira de 8 MP e uma frontal de 5 MP, que fica posicionada na borda maior do tablet — uma posição estratégica para privilegiar apps como Google Meet ou Microsoft Teams, por exemplo.

A diferença entre ele e modelos mais “completos” — mais uma vez comparando com Tab S7 e Tab S8 —, é que estes têm uma dupla de câmeras traseiras: um com configuração de 8 MP + 6 MP e o outro com 8 MP + 5 MP.

Continua após a publicidade

Para gravação de vídeo, todos eles, inclusive o S7 FE, filmam em no máximo 4K a 30 fps com a traseira. Apenas o Tab S8 filma em 4K a 30 fps com a câmera frontal.

Samsung Galaxy Tab S7 FE ainda vale a pena?

O Galaxy Tab S7 FE ainda é um ótimo tablet em 2023. Com um chip intermediário de alto desempenho, o Snapdragon 750G, ele consegue executar bem as tarefas do dia-a-dia, então se você procura um aparelho completo, funcional e com desempenho aceitável, ele é uma ótima opção.

Continua após a publicidade

A usabilidade e a integração dele com outros aparelhos também o torna excelente para quem trabalha com vários dispositivos. Mas, neste ponto, é importante destacar que você precisa de outros aparelhos da Samsung para aproveitar o ecossistema da marca.

A construção também é bem premium, e ele tem a mesma estrutura de topos de linha mais avançados, como o Tab S8 e S8 Plus. Só perde um pouco na qualidade da tela, mas não chega a ser algo crítico.

Em relação ao preço, ele é cerca de R$ 1.000 mais barato do que o Galaxy Tab S8 5G. Então, se você quer economizar um pouco e não se preocupa tanto com desempenho bruto, o S7 FE é uma boa escolha. Se esses mil reais não fizerem a diferença, no entanto, é mais válido apostar no modelo mais recente, que entrega uma S Pen mais funcional, um hardware mais potente e, de quebra, tem suporte para a rede móvel da nova geração.

🛒 Veja ofertas do Galaxy Tab S7 FE no Magazine Luiza

Continua após a publicidade

🛒 Veja ofertas do Galaxy Tab S7 FE no Zoom

🛒 Veja ofertas do Galaxy Tab S7 FE na Amazon