Review Samsung Neo QLED QN90B | Smart TV gamer de respeito

Por Diego Sousa | Editado por Léo Müller | 14 de Junho de 2022 às 20h30
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

A Samsung Neo QLED QN90B é a principal TV 4K com Mini LED da Samsung para o ano de 2022. Ela é sucessora direta da QN90A, mas traz um diferencial importante para se destacar no mercado em relação à irmã: a promessa de ser uma TV gamer com recursos para agradar tanto o jogador de console quanto o de PC.

Pode parecer batido quando uma empresa cerca um produto com promessas gamer, mas a Neo QLED QN90B foi pensada para esse público. Os modelos da TV com 43” e 50” vêm com taxa de atualização de 144 Hz, além de quatro portas HDMI 2.1 e uma série de recursos interessantes no sistema Tizen.

Mas, afinal, será que ela consegue agradar os dois públicos, de console e PC? E para consumo de mídias, é boa? Eu testei a Neo QLED QN90B e conto todas as minhas impressões nos próximos parágrafos!

Compre a Samsung Neo QLED QN90B

Prós

  • Design fino e elegante
  • Conexões favoráveis para gamers
  • Ótima Tela Mini LED 4K
  • Sistema operacional Tizen
  • Controle remoto SolarCell

Contras

  • Sistema sonoro básico
  • Um pouco de vazamento de luz

Construção e design

A QN90B não mexeu em time que estava ganhando e manteve o design acertado da QN90A. É sóbria, com tampa traseira na cor preta e lateral inferior de alumínio, e extremamente fina para a categoria, sendo mais de 50% menos espessa que a Q80T, modelo de 2020.

A Neo QLED QN90B é extremamente fina, mais de 50% menos espessa em relação ao modelo de 2020 (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

A smart TV da Samsung praticamente não possui calombo na parte traseira, o que é um tanto impressionante devido à quantidade de recursos e tecnologias embarcadas. A região mais protuberante fica, mesmo, onde se encaixa tanto o suporte quanto a base.

Com relação a essas peças, temos o que se espera de uma TV premium: são resistentes e demonstram firmeza. O formato da base metálica parece estranho num primeiro momento, mas gostei por sair da aparência padrão com dois pezinhos.

Mesmo não apresentando risco de cair, o fato do apoio ser apenas central faz com que haja uma má distribuição de peso, consequentemente balançando. Não é um problema se você mantiver a TV em um local sem muito perigo, no entanto.

Base central da TV da Samsung é muito bonita (Imagem; Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Infelizmente, embora a QN90B seja premium e minimalista, não há um organizador de cabos por aqui. As conexões ficam todas expostas na lateral esquerda, o que é uma pena.

Portas e conexões

Por falar em conectividade, a Neo QLED QN90B tem o que praticamente todo jogador de consoles sonha: são quatro entradas HDMI 2.1. Para quem não está familiarizado com a versão, é a mais recente e presente nos novos PlayStation 5 e Xbox Series S|X.

Com a combinação, será possível aproveitar jogos, desde que sejam compatíveis, claro, com resolução 4K a até 120 Hz, feito inédito desta geração de videogames. Mas o HDMI 2.1 também habilita o 144 Hz em PCs, caso sua placa de vídeo seja boa o suficiente para suportar a velocidade.

Portas e conexões são completas, mas não tem gerenciador de cabos (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Além disso, uma das portas HDMI 2.1 tem tecnologia eARC (Enhanced Audio Return Channel), versão aprimorada do já conhecido ARC (Audio Return Channel), que basicamente permite TVs, receptores de sinal, videogames e outros dispositivos acessarem padrões de áudio mais avançados, como Dolby Atmos e semelhantes.

A TV gamer da Samsung ainda conta com duas portas USB-A, uma Ethernet para cabo de rede e outra de antena para TV a cabo.

"A Samsung Neo QLED QN90B 4K não muda muito no design em relação à QN90A. É tão fina quanto a antecessora, e a base é elegante. Entretanto, a menor espessura prejudica a qualidade sonora, que é básica para categoria."

— Diego Sousa

Controle remoto SolarCell

O controle remoto da Neo QLED QN90B é o mesmo da QN90A, a qual a Samsung chama de SolarCell. “Solar” porque ele pode ser recarregado por energia solar ou pela própria luz ambiente da sua casa. Mas também há uma entrada USB-C, caso queira usar um carregador de celular.

A iniciativa, obviamente, tem foco na sustentabilidade, já que abandona as pilhas AAA, ainda muito usadas no mercado. Além disso, o próprio controle foi feito de “quase um terço de plástico reciclável”.

Com exceção da proposta ecológica, o controle remoto da Samsung não se destaca muito. É fino, leve e ergonômico, e tem a maioria dos botões que você provavelmente usará no dia a dia, como os acessos rápidos para a Netflix, GloboPlay, assistente de voz e controladores de volume e canais.

Também há um botão dedicado para o serviço Samsung TV Plus, que pouca gente conhece, mas oferece acesso gratuito a diversos canais de notícias, esportes, entretenimento e mais — não há muitos canais conhecidos, até por isso não deve cair no gosto da galera.

O que eu senti falta, mas acabei acostumando depois de um tempo, foi de um acesso rápido para as configurações. Fora isso, é um ótimo controle.

Tela

A principal característica de uma TV é a tela, e a Samsung deixa isso bem claro no seu carro-chefe da família de TVs 4K com Mini LED para 2022. A Neo QLED QN90B que testamos foi a de 50 polegadas, mas ela pode ser encontrada, ainda, nas opções de 43", 55" e 65".

O destaque, é claro, vai para o painel LCD com tecnologia Mini LED. Resumidamente, essa solução é uma evolução do LED tradicional, que ainda vemos com bastante frequência nas TVs, tablets e outros dispositivos.

A principal mudança está na diminuição dos já pequenos diodos que emitem luz do LED — daí que vem o nome Mini LED. Com isso, a promessa é de oferecer melhores níveis de brilho e contraste em cenas mais claras em relação ao LED comum, além de escurecer os tons de preto.

Como ainda estamos falando de uma tecnologia que precisa de uma fonte de iluminação, diferente do OLED que possui pixels que acendem e apagam individualmente para formar cor, o preto ainda não é 100%, mas é bem próximo ao de um OLED.

Contraste e brilho do painel Mini LED são extremamente fortes (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

No geral, a qualidade de imagem da QN90B é excelente. O brilho é extremamente forte, assim como o contraste é intenso. A resolução 4K é outro destaque no consumo de mídias, porém, novamente, não oferece uma imagem muito superior em relação à QN90A ou a outras TVs Mini LED do mercado.

Assistir a filmes e séries nessa TV é uma experiência incrível, principalmente se o conteúdo for compatível com o HDR10+. Mas a falta de um suporte ao Dolby Vision continua sendo uma das principais ausências, o que é uma pena porque outras TVs concorrentes já possuem o padrão.

Um ponto positivo da tecnologia Mini LED em relação à OLED, por outro lado, é que não há risco de burn-in na tela, quando pixels individuais queimam. Ou seja, você sacrifica um pouco dos níveis de preto para ter uma TV sem perigo de sofrer com burn-in.

Assim como na QN90A, que sofria com um vazamento de luz perceptível em conteúdos com uma iluminação mais baixa, o chamado “blooming”, a QN90B também possui esse “defeito”, porém com muito menos intensidade. Nada que atrapalhe a experiência.

Para jogadores, há taxa de atualização de 144 Hz (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Aos jogadores, a estratégia da TV da Samsung é de ser uma boa opção tanto para players de console como de PC. Por isso, a QN90B possui taxa de atualização de 144 Hz nos modelos de 43 e 50 polegadas — a que testamos —, focadas para uso com computador e apartamentos de médio e pequeno porte.

Já os modelos maiores têm, “apenas”, taxa de atualização de 120 Hz. Mas elas são voltadas para uso doméstico, mais familiar, com streaming e entretenimento. E sim, você vai conseguir tirar o máximo proveito do seu PlayStation 5, Xbox Series S|X ou qualquer outro console disponível atualmente.

A Samsung diz que você também pode utilizar a Neo QLED QN90B como monitor. É possível, mas só recomendo o uso no modelo de 43 polegadas e se você tiver uma mesa de escritório bem larga. Outra possibilidade é se você puder prendê-la na parede, pois sua visão não ficará muito próxima da TV. Nas versões maiores, o melhor uso é, mesmo, em uma sala.

"A tela Mini LED com resolução 4K da QN90B é excelente. O brilho e o contraste são muito intensos, além dos níveis de preto muito próximos aos do OLED. Além disso, os 144 Hz nos modelos "menores" fazem do modelo uma boa opção de monitor."

— Diego Sousa

Sistema operacional e recursos gamer

A Neo QLED QN90B vem com o sistema operacional Tizen. Sinceramente, com a parceria da Samsung com o Google, eu gostaria que as TVs da sul-coreana já viessem com Google TV em vez do Tizen, mas não é um problema, já que o SO ainda é um dos melhores atualmente.

Eu não tenho nada do que reclamar do Tizen. Tem suporte para basicamente todos os serviços de streaming, como Netflix, Globoplay, Disney+, Amazon Prime Video e HBO Max. O Star+, que estava ausente na QN90A, também está presente por aqui, o que é uma ótima adição.

Visualmente, a interface não mudou tanto em relação às TVs mais antigas. Isso significa que ela tem uma navegação bem familiar, sem muitas “barreiras” para chegar em uma opção, por exemplo.

E, por se tratar de uma TV premium, a fluidez é um dos destaques. A alternância entre apps é extremamente rápida e suave, e os menus são bem menos poluídos do que outras interfaces, como a WebOS, da LG.

A QN90B ainda tem compatibilidade com as assistentes de voz Alexa, Google Assistente e Bixby — caso você ainda queira dar chance para ela. Com isso, você também consegue controlar outros dispositivos inteligentes na sua casa na plataforma SmartThings, da própria Samsung.

Como a TV tem foco em games, há um espaço totalmente dedicado para os jogadores. Você vai saber quando estiver nele quando o menu rápido for alterado para uma temática futurista, bem “Cyberpunk 2077”.

Eu achei o visual cafona, mas pelo menos é interessante e oferece algumas opções de configurações para dar um up na jogatina, como modo de imagem e baixa latência. Também é possível alterar o formato da tela de 16:9 para 21:9 ou 32:9.

Mas a novidade que achei mais interessante foi o anúncio da chegada do aplicativo do Xbox para rodar jogos via Cloud Gaming. Resumindo, quem for assinante do Game Pass e comprar a Neo QLED QN90B poderá rodar os títulos via Cloud Gaming diretamente da TV, sem precisar de console ou instalação. O lançamento ocorre no dia 30 de junho.

Som

No som, os falantes de 40 W são bem comuns e basicamente fazem com que a compra de uma soundbar seja obrigatória. Mesmo com suporte ao Dolby Atmos, os hardwares espalhados pela TV fina não reproduzem graves muito bem, deixando a experiência, digamos, sem graça.

Os alto-falantes são distribuídos pelo corpo da TV (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Mas não são só críticas negativas que rondam o departamento sonoro da Neo QLED QN90B. O som é bem definido, tem médios e agudos decentes e, mesmo em volumes mais elevados, não estouram ou corrompem as frequências. No geral, é agradável, mas aquém da sua categoria.

Inclusive, “sabendo” dessa limitação no som, a Samsung nos enviou a soundbar HW-Q600B para testarmos em conjunto com a Neo QLED QN90B. É a melhor companheira para a sua TV, pois além de ter uma qualidade sonora ótima, possui muita integração com o modelo.

Concorrentes diretos

A Neo QLED QN90B tem como concorrente a QNED90, da LG. O modelo mais “básico” dela possui 65 polegadas e custa cerca de R$ 10.000. A TV da LG também tem resolução 4K e 120 Hz de taxa de atualização, além da tecnologia Mini LED e suporte aos padrões HDR10+ e Dolby Vision.

LG QNED90 é o principal concorrente da QLED QN90B (Imagem: Divulgação/LG)

No entanto, a TV da Samsung ganha quando o assunto são conexões, já que tem quatro HDMI 2.1, enquanto a QNED90 tem apenas duas. Na minha opinião, o sistema operacional Tizen também é melhor que o WebOS.

Outro concorrente da Neo QLED QN90B é a própria QN90A, da Samsung. Não há alterações muito significativas que justifique o upgrade, então se você já possui a QN90A ou encontrá-la por preços menos, compre ela.

Vale a pena comprar a Samsung Neo QLED QN90B 4K?

A Samsung Neo QLED QN90B é uma ótima TV Mini LED que cumpre o prometido de entregar recursos realmente úteis para quem quer jogar com qualidade de imagem excelente.

É claro que a tela extremamente brilhosa e definida chama bastante atenção, mas vale destacar, também, a taxa de atualização de 144 Hz, que permite usá-la como monitor, e a chegada do aplicativo do Xbox ao Gaming Hub para assinantes do Game Pass jogarem via nuvem.

Alguns pontos que poderiam ter melhorado no carro-chefe de 2022 ficaram de fora, como o suporte ao Dolby Vision. Não faz sentido a principal TV Mini LED da Samsung ainda não suportar a tecnologia. O sistema sonoro também poderia ser melhor, embora a empresa teria que aumentar espessura.

No geral, é um conjunto decente e uma das melhores TVs Mini LED do mercado. Vale a pena se quiser entrar ou continuar no ecossistema da Samsung — além de, claro, ter dinheiro para investir numa smart TV dessa categoria, que não será pouco.

Compre a Samsung Neo QLED QN90B