Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review iPhone 15 Pro | Excelente e com melhorias reais

Por| Editado por Léo Müller | 12 de Abril de 2024 às 16h22

Link copiado!

Review iPhone 15 Pro | Excelente e com melhorias reais
Review iPhone 15 Pro | Excelente e com melhorias reais

A Apple finalmente cedeu e trouxe o conector USB-C ao iPhone 15 Pro. Mas o novo celular mais potente da empresa tem algumas outras novidades além disso. O Canaltech pegou o celular para testar e contar o que mais há de novo e o que ficou igual ao antecessor na análise a seguir.

Continua após a publicidade

Design e tela

As mudanças em design são sutis, mas existem. O visual é o mesmo desde o iPhone 12 Pro, com laterais retas e quinas bem arredondadas. A Ilha Dinâmica da câmera e sensores frontais segue igual à que chegou no iPhone 14 Pro, e o módulo de câmeras traseiro mantém o estilo 'cooktop', e aumentou um pouco de tamanho.

"Mas o que mudou, então?", você deve estar se perguntando. O material da moldura lateral, que era aço inoxidável e agora é titânio. É um metal mais leve e, em teoria, mais resistente. De fato, o peso da nova geração é de cerca de 20 gramas a menos que o dos modelos da geração anterior nos modelos Pro.

Há ainda duas outras novidades: o conector Lightning deu lugar ao USB-C, finalmente; e a chave do modo silencioso agora é um botão de ação configurável. De resto, a proteção IP68 segue igual, e a tela também é, basicamente, a mesma, com 6,1 polegadas e painel LTPO Super Retina XDR OLED.

O nome assusta um pouco, mas é o jeito da Apple tentar diferenciar o painel de seus celulares dos concorrentes. Porém, a tecnologia é quase a mesma do que vemos em muitos topo de linha Android. É uma tela OLED com bastante contraste, cores vívidas e ótima taxa de brilho, baixo para locais escuros e alto para ambientes externos.

Continua após a publicidade

Desempenho de sobra

Quando o Canaltech testou o iPhone 15 Pro Max, que tem o mesmo chip A17 Pro do seu "irmão menor", notamos aquecimento excessivo em tarefas simples. Havia uma promessa de correção via software, que aparentemente resolveu o problema.

Não senti aquecimento incomum durante o período em que testei o iPhone 15 Pro. O celular consegue rodar qualquer tarefa proposta de maneira tranquila, e roda muito bem qualquer jogo disponível da App Store.

A pontuação no AnTuTu ficou em 1,5 milhão de pontos, mesma faixa do iPhone 15 Pro Max e de Androids mais recentes como a linha Galaxy S24. O iPhone 14 Pro somou 977 mil pontos no mesmo benchmark, então há um aumento considerável entre as duas gerações.

Continua após a publicidade

Duração da bateria e tempo de recarga

Bateria deixou de ser o maior ponto fraco do iPhone já tem algum tempo. Se você ainda é daquelas pessoas que gosta de fazer piada com isso, passou da hora de parar. Todos os modelos mais recentes têm boa duração, e o iPhone 15 Pro não é diferente, com 26 horas de previsão, segundo o teste padrão do Canaltech.

Continua após a publicidade

Importante ressaltar que o teste é mais exigente que a média de uso brasileira. Consideramos que 18 horas são suficientes para entregar um dia de uso tranquilo. Ou seja, o smartphone da Apple ultrapassa a marca com folga, e deve conseguir até dois dias longe da tomada, a depender do seu uso.

O tempo de recarga vai variar bastante. Como a Apple não envia adaptador de parede, e só inclui cabo USB-C 2.0, fica difícil fazer um teste justo. Plugar o cabo em um computador significa carga muito demorada. A Apple recomenda o uso de carregador de 20W, e foi o que eu usei. A recarga de 0% a 100% demorou cerca de 1,5 hora.

Câmera

Continua após a publicidade

O conjunto de câmeras do iPhone 15 Pro não tem novidades em relação ao antecessor. A Apple manteve o sensor principal de 48 MP, telefoto de 12 MP com zoom óptico de 3x e ultrawide de 12 MP. A frontal também segue com a mesma resolução e recursos, também com 12 MP. Só a super grande-angular não tem estabilização óptica de imagem (OIS).

As fotos têm uma qualidade muito boa, com um nível de texturas impressionante em quase todos os cenários. Por característica, as imagens têm cores mais saturadas, mais vibrantes. Até pouco tempo atrás, a Apple preferia manter as imagens mais "cruas" para permitir ao usuário fazer edições por conta própria.

Não acho que dar uma forçada nas cores seja ruim, pelo contrário. A maioria das pessoas prefere assim, e isso evita o trabalho de fazer edição posterior. Se você prefere cores mais suaves, pode mexer nas configurações da câmera ou usar o ProRAW, que salva mais informações e aumenta as possibilidades de edição.

A gravação de vídeo é a parte imbatível nas câmeras da Apple. Quando falamos em filmagem com celular, o iPhone ainda é a melhor opção. Além da alta qualidade, as opções de ajustes são ótimas. E o celular da Maçã ainda tem o modo Cinema, que inclui profundidade de campo e transições de foco aos vídeos.

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Recursos e conectividade

Quando falamos de sistema do iPhone, todo mundo já sabe. O modelo mais novo já chega com a versão mais recente do iOS, que neste caso é a 17. Eu testei o 15 Pro com a 17.4.1, que traz algumas melhorias em segurança e outras alterações pequenas. A Apple deve atualizar este modelo até o iOS 22.

O celular oferece ainda recarga sem fio via MagSafe e sistema de som estéreo, apesar de não ter conector para fones de ouvido. O novo botão de ação pode ser configurado para silenciar notificações, abrir a câmera, ativar o modo foco, ligar a lanterna e outras seis opções.

Continua após a publicidade

Em conectividade, o iPhone 15 Pro tem quase tudo de mais recente que um celular pode oferecer. Isso inclui bandas 5G, NFC para pagamento por aproximação e Bluetooth 5.3. Porém, fica devendo o Wi-Fi 6 de banda tripla, limitado à banda dupla. O conector USB-C está na versão 3.2 Gen 2, o mais atual disponível.

Concorrentes diretos

No Brasil, o concorrente direto do iPhone 15 Pro pode ser qualquer modelo da linha Galaxy S24. Por ser mais ou menos o intermediário da linha, o mais comum é compará-lo ao S24 Plus.

E aí você tem uma escolha entre Samsung e Apple, Android e iOS. Ambos são excelentes e vão durar mais de três anos com ótima experiência.

Continua após a publicidade

Outras opções são modelos anteriores da própria Apple, ou o iPhone 15, que é mais em conta e quase tão bom quanto o modelo Pro.

O iPhone 15 Pro vale a pena?

Se você pode arcar com o alto valor cobrado pelo mais atual celular da Apple, o iPhone 15 Pro vale a pena. Pessoalmente, eu acho que o iPhone 15 é mais jogo, porque é quase tão bom quanto o Pro e custa bem menos.

Continua após a publicidade

O modelo mais avançado tem chip mais atual e mais recursos de câmera. Mas o processador do iPhone 15 já é bom o bastante para qualquer tipo de uso. E os recursos de câmera a mais do 15 Pro são mais para quem tem um conhecimento mais avançado de fotografia.

Sendo assim, você é quem escolhe se paga quase R$ 6.500 no iPhone 15 Pro, ou se economiza um pouco e investe R$ 4.800 no 15 básico. Dá para comprar alguns acessórios junto e ainda gastar menos. Mas a opção é sua, eu só estou fazendo uma sugestão com base no que testei dos aparelhos.