Publicidade

Review Ryzen 9 7900X | Muito mais poderoso que o antecessor

Por| Editado por Léo Müller | 20 de Outubro de 2022 às 09h47

Link copiado!

Review Ryzen 9 7900X | Muito mais poderoso que o antecessor
Review Ryzen 9 7900X | Muito mais poderoso que o antecessor

O Ryzen 9 7900X é o segundo processador mais potente entre os novos AMD Ryzen da série 7000, lançados pela AMD no final de setembro. A CPU é uma das mais rápidas em jogos, do mercado, e ainda possui poder de processamento de sobra para tarefas relacionadas à criação de conteúdo, sendo muito mais forte que seu antecessor, o Ryzen 9 5900X.

Os Ryzen 7000 foram anunciados no final de agosto, e, além do Ryzen 9 7900X, temos ainda o Ryzen 5 7600X, o Ryzen 7700X e o Ryzen 9 7950X. Essas CPUs são baseadas na nova arquitetura de chips Zen 4, codinome Raphael, que utilizam o novo soquete AM5.

Já sabemos que esta nova plataforma da AMD só é compatível com memórias DDR5, que ainda possuem um custo bastante elevado. Entretanto, precisamos avaliar se usuários que pretendem montar um PC do zero podem tirar grande proveito dos novos Ryzen a longo prazo, mesmo que seja em atividades específicas.

Continua após a publicidade

Confiram minha análise sobre este AMD Ryzen 9, com um comparativo entre ele e seu equivalente da geração anterior. Será que vale a pena o upgrade para a CPU da nova geração? Isso é o que descobriremos ao longo do texto.

Configuração dos PCs de teste

Continua após a publicidade

A AMD enviou um excelente kit para a montagem dos Ryzen 7000, e ainda pretendo fazer um review da placa-mãe – um modelo bem avançado da Aorus Master – separadamente.

Apesar de não termos um processador Intel para usarmos em nosso comparativo, o Ryzen 9 5900X cai como uma luva em nossa análise, já que ele é um dos processadores mais rápidos da geração anterior, e também é o equivalente direto ao Ryzen 9 7900X entre os Ryzen 5000.

Setup Ryzen 5 7900X:

Continua após a publicidade
  • Placa-mãe Aorus Master X670E (BIOS F8a);
  • 32 GB de RAM DDR5 G.Skill Trident Z5 Neo 6.000 MHz CL30 2x 16 GB.

Setup Ryzen 9 5900X:

  • Placa-mãe Gigabyte X570 Gaming X (BIOS F37d);
  • 16 GB de RAM DDR4 Kingston Fury Renegade 4.000 MHz CL19 2x 8 GB.

Peças usadas nos dois setups:

Continua após a publicidade
  • Placa de vídeo AMD Radeon RX 6800XT 16 GB;
  • SSD Samsung WD Black SN750 500 GB;
  • Monitor Samsung U28E590D;
  • Fonte Corsair HX850i;
  • Cooler Scythe Ninja 5.

Software

  • Windows 11 Home Versão 22H2 Build 22621.521 (22621.674 no AM5)
  • Driver Adrenaline Versão 22.9.1.0 (22.10.1 no AM5)

Ficha técnica do AMD Ryzen 5 7900X

Continua após a publicidade
  • Núcleos / threads: 12 / 24;
  • Clock base / turbo: 4,7 GHz / 5,6 GHz;
  • Cache L3 total: 64 MB;
  • Gráficos integrados: Radeon RDNA2;
  • Arquitetura: Zen 4;
  • Soquete: AM5;
  • Litografia: 5 nm;
  • Temperatura máxima: 95º C;
  • Refrigeração: Não incluída;
  • TDP: 170 W.

Testes com software de benchmarking

Os programas de benchmarking são essenciais em testes de hardware, pois podem medir o desempenho de processadores, placas de vídeo, dispositivos de armazenamento, etc., de forma simples e fácil, ajudando a poupar tempo e trabalho.

Cinebench R23

Continua após a publicidade

O Cinebench R23 analisa o desempenho bruto do processador quanto à utilização de apenas um núcleo e também com todos os núcleos em pleno uso. O programa exige bastante do hardware e é frequentemente utilizado em testes de estabilidade.

Blender

O Blender é uma ferramenta de código aberto utilizada em inúmeras atividades, como renderização, animação 3D, simulação, modelagem, edição de vídeos, etc. O software é muito eficiente na utilização de vários núcleos e threads, e também tira proveito de arquiteturas mais modernas, com maior quantidade de cache e outros aprimoramentos.

Continua após a publicidade

O aplicativo faz três tipos de benchmarks, Monster, Junkshop e Classroom, sendo que o 7900X venceu o 5900X por uma margem muito acima do esperado, considerando que as duas CPUs possuem o mesmo número de núcleos e threads.

V-Ray

O V-Ray analisa o desempenho do processador quanto à renderização de imagens, fazendo uso otimizado do multi-threading e de novas tecnologias.

Continua após a publicidade

Podemos perceber que o 7900X superou o 5900X por uma ampla vantagem, devido à otimização na nova arquitetura Zen 4.

PCMark 10

O PCMark testa o desempenho do chip quanto à execução de diversas tarefas de produtividade relacionadas ao trabalho em escritório. Ele simula a abertura de aplicativos, navegação na internet, realização de videoconferências, acesso a planilhas, entre outras atividades.

Continua após a publicidade

Como houve um espaço de alguns dias entre os testes realizados com as duas CPUs, pode ter havido algum tipo de atualização que bugou a coleta de dados do benchmarking do Ryzen 9 7900X na categoria “edição de vídeo”. Por isso, o software não informou a pontuação total do processador (veja as imagens abaixo).

7-Zip

O 7-Zip possui uma ferramenta de benchmarking integrada, que indica a performance do chip quanto à compressão e descompressão de dados.

Continua após a publicidade

Aqui, mais uma vez a arquitetura Zen 4 mostra sua força, com o 7900X superando o 5900X com ampla folga, mostrando um altíssimo ganho de desempenho.

HWBot x265

O HWBot x265 simula uma conversão de vídeo H264 para um vídeo H265/HEVC, usando o encoder x265, e medindo os quadros por segundo em duas resoluções possíveis: 1080p e 4K.

O Ryzen 9 7900X vence seu antecessor por uma margem muito grande, principalmente se transformarmos esse ganho em porcentagem.

Fire Strike

Benchmark para desempenho em jogos em 1080p, baseados no DirectX 11.

Fire Strike Extreme

Benchmark para desempenho em jogos em 1440p, baseados no DirectX 11.

Fire Strike Ultra

Benchmark para desempenho em jogos em 4K, baseados no DirectX 11.

Time Spy

Benchmark para desempenho em jogos em 1080p, baseados no DirectX 12.

Time Spy Extreme

Benchmark para desempenho em jogos em 4K, baseados no DirectX 12.

Por motivo desconhecido, o Time Spy Extreme não rodou na plataforma Zen 3 (Ryzen 9 5900X). De qualquer forma, fica o teste realizado com o Ryzen 5 7600X para que os usuários possam comparar com seus setups.

CPU Profile

Este software testa o escalonamento de desempenho do processador com diferentes quantidades de threads em uso.

Percebam como o Ryzen 9 7900X supera o Ryzen 9 5900X em todos os testes por uso de diferentes quantidades de threads. Além disso, a frequência do novo processador fica bem mais estável durante o benchmarking.

Testes com jogos

Embora os programas de benchmarking sejam confiáveis para indicar a performance do hardware, nada mais correto do que realizarmos testes com jogos em situações reais. A princípio, eu escolhi três títulos dentre os mais populares da atualidade. Posteriormente, poderei fazer mais testes, incluindo novos títulos, e também com novas versões de BIOS e drivers.

Forza Horizon 5 (Ultra)

Shadow of the Tomb Raider (Medium)

Counter-Strike: Global Offensive (High)

Temperatura e consumo

Durante a execução do Cinebench R23, o Ryzen 9 5900X chegou aos 73,6° C, com pico de consumo de 143,9 W, numa sensação térmica ambiente de 13° C. Durante o teste do 3DMark CPU Profile, o chip atingiu 91,3° C.

Já o Ryzen 9 7900X chegou ao pico de consumo de 170,68 W, com temperatura máxima de 95,4° C, em um ambiente com sensação térmica de 22° C. No benchmark do 3DMark CPU Profile, a CPU chegou aos 89,6° C.

Esses testes de temperatura e consumo são realizados com software que exige bastante dos processadores. Esses números costumam ser menos menores durante o uso normal, ou durante a execução de jogos.

Concorrentes diretos

O Ryzen 9 7900X está custando cerca de R$ 4.200 no momento de publicação desta análise. Considerando seu desempenho em jogos e em produtividade, o melhor processador da Intel que posso recomendar como concorrente é o Core i9-12900K. Essa CPU pode ser encontrada por valores entre R$ 3.800 e R$ 4.200.

O i9-12900K, assim como a maioria dos processadores high-end, seja da geração anterior ou da atual, tem excelente desempenho em jogos, e pode ser usado com memórias DDR4, que são mais baratas. O ponto fraco da CPU é que ele faz parte de uma plataforma que pode ser descontinuada em breve, ao contrário do R9 7900X.

Vale a pena comprar o Ryzen 9 7900X?

O Ryzen 9 7900X é uma grande evolução em relação ao seu antecessor, o Ryzen 9 5900X. O novo chip ganhou grande poder de processamento tanto em single-core como em multi-core, e chega a superar o processador mais rápido da AMD da geração passada, o Ryzen 9 5950X, em diversas tarefas.

Considerando que esta nova CPU tem 12 núcleos e 24 threads, contra 16 núcleos e 32 threads do Ryzen 9 5950X, percebemos que a arquitetura Zen 4 recebeu aprimoramentos importantes. Por esse motivo, o R9 7900X é um processador incrível em produtividade, e ainda bate de frente com as melhores CPUs do mercado em jogos.

O Ryzen 9 7900X é um processador indicado para usuários que vão montar um PC do zero, com foco em produtividade, mas que não abrem mão da possibilidade de jogar games com altíssimo desempenho. Neste caso, pode ser uma boa optar por uma nova plataforma, que traz compatibilidade com as mais recentes tecnologias.

Se você já tiver um PC baseado na plataforma AM4 e quer mais desempenho em jogos, o Ryzen 7 5800X3D é um excelente upgrade. Agora, se você pretende montar um PC com chip Intel, o i9-12900K surge como um bom concorrente para o Ryzen 9 7900X, principalmente em jogos.