Apple pode não usar modems 5G da Intel em seus iPhones de 2020

Por Jessica Pinheiro | 05 de Julho de 2018 às 12h50
Tudo sobre

Apple

Um recente documento divulgado pela Calcalist revela que a Apple pretende se afastar de sua principal parceira, a Intel, evitando utilizar os modems com tecnologia 5G da fabricante de chips em sua linha de produtos que chegará em 2020.

É constatado no documento também que a Intel parou de desenvolver o dito modem 5G porque a Apple deveria ser sua principal cliente, consumindo assim a maior demanda de fabricação dos componentes. Todavia, a fabricante de chips parece estar se empenhando em não desistir da relação, concentrando-se em melhorar seu produto para atrair a atenção da Maçã com um modem 5G melhor, estabelecendo, assim, uma união estável na linha de 2022.

Caso tudo isso venha a se confirmar, não seria exatamente uma surpresa, já que a Apple tem estado de olho em se aventurar com a MediaTek para os modems 5G de seus próximos produtos. Além disso, em abril, uma fonte anônima havia revelado que a companhia de Cupertino estaria interessada em dispensar a Intel de qualquer forma, ao menos no que tange os computadores da Maçã para 2020.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Por enquanto, a Intel continua desenvolvendo modems modulares especialmente para os iPhone que serão lançados ainda este ano, permanecendo firme e forte ao lado da Maçã, enquanto esta ainda estava lutando para superar a barra que era estar ao lado da Qualcomm, com quem enfrenta em conflitos judiciais — os quais ainda não foram completamente resolvidos. Há ainda a possibilidade de a Apple futuramente projetar seus próprios chips e fabricá-los internamente, isso enquanto (ou após) experimenta a MediaTek.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.