Apple pode dispensar Intel e lançar computadores com chips próprios em 2020

Por Ramon de Souza | 02 de Abril de 2018 às 17h04
Tudo sobre

Intel

Parece que a Apple não anda muito satisfeita com os componentes fabricados pela Intel. De acordo com uma fonte anônima entrevistada pelo Bloomberg, a Maçã pretende dispensar os processadores da marca e fabricar os seus próprios para os computadores da linha Mac a partir do ano de 2020. Esse projeto estaria sendo chamado internamente de Kalamata e teria como objetivo unificar ainda mais o ecossistema de produtos da marca.

A manobra faria sentido — vale lembrar que a família Mac e MacBook são as únicas que ainda dependem de componentes projetados externamente, visto que os iPhones, os iPads, os Apple Watches e até mesmo as Apple TVs possuem processadores desenhados pela Apple (com base na arquitetura ARM). Tendo poder sobre o núcleo de seus desktops e notebooks, a empresa teria maior facilidade para integrar seu portfólio de produtos.

Além disso, acredita-se que, a partir do momento em que a companhia tenha um controle ainda maior sobre o hardware da linha Mac, ela poderá aprimorar a eficiência energética e desempenho computacional dos produtos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Quem não vai gostar nada dessa estratégia é a Intel, já que 5% de sua receita anual vem justamente do licenciamento de suas CPUs para a Maçã. Aliás, desde que tais rumores começaram a circular, as ações da fabricante de chips caíram em 8% — um claro indício de que ela pode estar prestes a perder um cliente importante.

Fonte: WCCF Tech, VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.