Apple está em negociações para aquisição da MGM, diz site

Por Felipe Ribeiro | 28 de Janeiro de 2020 às 12h36
MGM
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

O serviço de streaming da Apple, o Apple TV+, tem um catálogo até interessante, mas restrito apenas a produções originais, ou seja, criadas pela própria empresa. Isso, porém, pode ser ampliado e a solução não será nem um pouco barata. Segundo o pessoal da CNBC, a gigante de Cupertino estaria disposta a comprar a MGM - Metro Goldwin Mayer, que detém franquias como James Bond, Robocop e Sete Homens e um Destino) e que recentemente anunciou que "está à venda".

De acordo com o veículo norte-americano, a MGM teria conversado com algumas empresas sobre possíveis fusões. Além da Apple, a Netflix também foi procurada, muito embora existam produtos da MGM no catálogo da gigante do streaming. O objetivo da MGM é "avaliar seu interesse em uma aquisição" depois de criar uma biblioteca de conteúdo "no valor de mais de US$ 10 bilhões". Grande parte desse valor, claro, vem das franquias da MGM, além da rede premium de TV a cabo Epix e séries como The Handmaid's Tale e Live PD.

A MGM teve receita de mais de US$ 1 bilhão nos primeiros nove meses de 2019, com cerca de US$ 600 milhões oriundos de licenciamento de TV e filmes, enquanto o restante, algo em torno de US$ 300 milhões, vieram de assinaturas Epix. O lucro da empresa, descontados todos os gastos e impostos, foi de US$ 123 milhões.

Apple TV + só tem conteúdos próprios. Comprar outros estúdios é a solução?

Assim como a primeira abordagem desse caso, feita pelo Wall Street Journal, a matéria desta semana não traz detalhes sobre o status atual das negociações entre a MGM e a Apple, ou se as tratativas - caso existam mesmo - ainda estão em andamento.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.