Publicidade

Baidu processa Apple por falsificações de chatbot Ernie na App Store

Por| Editado por Claudio Yuge | 11 de Abril de 2023 às 15h20

Link copiado!

Unsplash/James Yarema
Unsplash/James Yarema
Tudo sobre Apple

A empresa chinesa Baidu está processando a Apple e alguns fabricantes de aplicativos depois que "cópias falsas" do chatbot ERNIE AI apareceu na App Store. Segundo a empresa, o chatbot está disponível apenas para um número limitado de contas testes e não possui lançamentos oficiais.

Em entrevista ao portal The Register, a Baidu afirma que entrou com uma ação contra os supostos fabricantes de aplicativos com a inteligência artificial em um Tribunal Popular do Distrito de Haidian em Pequim, assim como a Apple, que disponibilizou o software para seus usuários.

“Atualmente, não há aplicativos oficiais para o ERNIE Bot... qualquer aplicativo ERNIE Bot encontrado na App Store e em outras lojas de aplicativos é falso”, disseram os porta-vozes do Baidu ao El Reg.

Continua após a publicidade

Resposta ao ChatGPT

O ERNIE é a resposta do Baidu ao ChatGPT do Ocidente, sendo considerado um dos favoritos na corrida da China para garantir um análogo doméstico da OpenAI. A empresa apresentou a ferramenta em uma apresentação fechada para empresas interessadas, no último dia 27.

Para o The Register, a empresa afirma que na época, a demonstração foi "transformada em uma reunião de comunicação a portas fechadas para o primeiro lote de empresas de teste convidadas", pois isso "permitiria trocas e interações técnicas mais profundas e abrangentes".

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Ao que foi apresentado pelo público, a IA apresenta uma gama de funcionalidades, como resumir relatórios financeiros, gerar apresentações em slides, criar roteiros de viagens e comandar streamers virtuais para divulgar anúncios. Em um dos destaques da demonstração, o chatbot ficou em branco quando foram feitas perguntas que podem ofender as sensibilidades de Pequim.

Assim como o ChatGPT, a ferramenta também comete erros e pode "alucinar" ao responder perguntas. Relatos indicam, porém, que chatbot tem um bom domínio da língua chinesa.

Fonte: The Register