Steve Ballmer quer fazer jogadores de basquete desistirem de usar iDevices

Por Redação | 26 de Setembro de 2014 às 17h36

Steve Ballmer anunciou sua aposentadoria da Microsoft no ano passado e finalmente cedeu sua cadeira de presidente executivo a Satya Nadella em fevereiro deste ano. Contudo, mesmo tendo saído do cargo de chefia da gigante de tecnologia, o excêntrico executivo parece ter planos para continuar colaborando com o crescimento da companhia.

Com tempo e dinheiro de sobra, recentemente Ballmer adquiriu o time da liga profissional americana de basquete Los Angeles Clippers após seu antigo dono ter se envolvido em um escândalo racista. No entanto, ao invés de se preocupar com a estrutura do time e prepará-lo para a temporada que começa no mês de outubro, Ballmer está mais interessado em fazer com que seus funcionários deixem de usar iPads e quaisquer aparelhos da Apple.

Em seu primeiro discurso como proprietário da equipe, Ballmer deixou escapulir que "a maior parte da equipe do Clippers usa Windows, mas alguns jogadores e treinadores não". À agência Reuters, ele ainda revelou que está satisfeito com o desempenho da equipe angelina e que por isso pode se dar ao luxo de pensar em como pode contribuir para ajudar todos a melhorarem a forma como trabalham. Ao que parece, ele já teria inclusive discutido seus planos com o técnico da equipe, Doc Rivers.

"Doc sabe que este é um projeto nosso. Ele até me falou: 'Nós provavelmente nos livraremos desses iPads, não é mesmo?' e eu disse 'Sim, provavelmente'. Contudo, prometi que faríamos isso apenas quando a temporada acabar [em abril de 2015]", revelou Ballmer.

Como sempre, a decisão de Ballmer causou controvérsia e fez com que vários veículos especializados nos dois segmentos se referissem a ela com deboche e ironia. Chris Matyszczyk, do CNET, por exemplo, prevê que Ballmer em breve telefonará para Chris Paul e Blake Griffin, os astros da equipe, para convencê-los a usar os tablets Surface da Microsoft. Com as duas grandes estrelas usando o equipamento, o caminho para persuadir os demais jogadores ficaria livre.

Especula-se que os planos de Ballmer incluem persuadir os dois principais jogadores da equipe para fazer com que eles usem aparelhos como o Surface e convençam os demais companheiros de trabalho a fazerem o mesmo

Especula-se que os planos de Ballmer incluem persuadir os dois principais jogadores da equipe, Chris Paul e Blake Griffin, para fazer com que eles usem aparelhos como o Surface e convençam os demais companheiros de trabalho a fazerem o mesmo (Imagem: Reprodução)

O jornalista ainda diz que são grandes as chances do ex-presidente executivo de Redmond organizar uma palestra motivacional onde ele gritará incessantemente exaltando os benefícios de usar tecnologias Microsoft, como fez quando exaltou os desenvolvedores num evento da empresa há alguns anos.

Já o jornal norte-americano LA Times acredita que Ballmer não forçará a migração para os novos gadgets, contudo o executivo pode estar preparando uma grande jogada de marketing para o time e para a Microsoft. Se for esse o caso, ele exaltaria a ascensão dos Clippers, que sempre estiveram à sombra do também angelino Lakers – uma das mais badaladas equipes de toda a NBA – e agora são melhores que eles. Com isso, Ballmer conseguiria associar o sucesso da equipe, por exemplo, à utilização dos novos dispositivos e, de alguma maneira, convencer os fanáticos pelo esporte e pela equipe a adotarem os gadgets.

É claro que parece uma ideia sem pé e sem cabeça, mas partindo de Steve Ballmer, nós não podemos duvidar de nada.

Leia também: Relembre os momentos mais marcantes (e ridículos) da carreira de Steve Ballmer

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.