Publicidade

Não, o Rio Nilo não ficou vermelho recentemente

Por| Editado por Luciana Zaramela | 15 de Novembro de 2023 às 15h39

Link copiado!

vladimir prieto/CC-BY-2.0
vladimir prieto/CC-BY-2.0

Nos últimos dias, tem circulado uma suposta notícia de que o rio Nilo, no norte do Egito, teria ficado vermelho, com um vídeo costumeiramente anexado mostrando o fenômeno, acompanhando ligações do evento com profecias bíblicas do fim do mundo. Como pudemos apurar, no entanto, praticamente todas as informações são falsas — o local mostrado não seria o Nilo (ou sequer um rio), o aspecto avermelhado da água seria puramente resultado de algas ou sedimentos e o vídeo não seria do Egito, mas sim de um lago do Chile.

Para além da busca por uma explicação metafísica religiosa, verificações do local e da natureza da vermelhidão da água passaram por diversas teorias. Uma diz se tratar do Lago Natron, local na Tanzânia com águas vermelhas e tóxicas pela quantidade de sal, e outra se refere a Laguna Roja, no Chile, outro corpo de água com uma cor característica, assemelhando-se ao sangue.

Rio Nilo não ficou vermelho

Continua após a publicidade

Como uma pesquisa no Google já consegue mostrar, não há notícias locais afirmando que o rio Nilo teria ficado vermelho recentemente, o que já é um forte indício de que a suposta profecia não ocorreu. Como os lagos tanzaniano e chileno ficam vermelhos com frequência, também não há eventos especiais gerando comoção em seus respectivos países, dificultando, inclusive, localizar precisamente onde o vídeo da água vermelha teria sido gravado.

Para descobrir onde o registro foi feito, é preciso prestar atenção em alguns fatores. Pela paisagem, é difícil cravar um lugar, já que o aspecto desértico combina com trechos do Egito, da Tanzânia e do Chile. Na filmagem, é possível ouvir a voz de alguém, que não está falando espanhol, e não também não parece estar falando árabe, podendo ser uma língua africana.

Continua após a publicidade

O problema é que tanto a voz quanto a música podem ter sido inseridas artificialmente após a gravação, não sendo um indício forte do local. Ademais, pode se tratar de um turista visitando qualquer um dos lugares.

O aspecto da água é a melhor dica que temos para descobrir a misteriosa localização: ao ver imagens do Lago Natron, notam-se seções esbranquiçadas, lembrando as rachaduras no chão que ocorrem durante secas severas. Além disso, a coloração tem um tom mais vermelho-sangue, com um aspecto berrante que se afasta da aparência mostrada no vídeo.

Nesse sentido, Laguna Roja se assemelha muito mais às imagens em aparência e cor. Frente à falta de notícias egípcias sobre o Nilo, o Chile parece ser o local mais provável, e já aparece em diversas Notas da Comunidade em postagens do vídeo na rede social X (antigo Twitter). Mas por que suas águas são vermelhas?

Continua após a publicidade

O que deixa a água vermelha em Laguna Roja?

Especificamente em Laguna Roja, o Ministério do Turismo do Chile afirma que a presença de sedimentos e da microalga Chlamynodephris são a causa mais provável da coloração avermelhada, junto à temperatura consideravelmente alta do corpo d’água, entre 40 ºC e 50 ºC.

Continua após a publicidade

Uma explicação parecida também se aplica ao Lago Natron, que é altamente salino e abriga organismos resistentes à substância, incluindo cianobactérias que colorem a crosta alcalina local e dão o curioso pigmento vermelho às águas. No rio Betsiboka, em Madagascar, as águas também recebem cores interessantes por conta de sedimentos, em outro evento ambiental que fascina, mas, por vezes, preocupa.

Fonte: Chile Travel, Tanzania Specialist