Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

SSDs PCIe 5.0 devem aparecer em notebooks só no fim de 2024

Por| Editado por Jones Oliveira | 12 de Setembro de 2023 às 09h30

Link copiado!

Divulgação/Kingston
Divulgação/Kingston

Os primeiros SSDs PCIe 5.0 devem começar a integrar notebooks a partir do fim de 2024. A projeção foi feita por Liu Yaoren, gerente de produtos da Silicon Motion durante a Flash Memory Summit. Na ocasião, também foi dado mais detalhes sobre um poderoso Solid State Drive da companhia que deve chegar ao mercado no futuro.

Embora diversas placas-mãe já possuam o barramento PCIe Gen 5 para realizar a conexão com esse tipo de armazenamento, ainda é difícil encontrar os SSDs no mercado. Na verdade, poucas marcas estão comercializando os produtos. É comum que empresas como a Apacer anunciem os dispositivos, mas a disponibilidade ainda é escassa.

Alguns notebooks da MSI estão entre os primeiros a virem com slots que utilizem essa tecnologia. No entanto, a companhia não insere o SSD nos modelos, deixando essa tarefa para os usuários que quiserem comprar o armazenamento e plugar no laptop. Com a popularização desses dispositivos nos PCs de mesa, a tendência é que as empresas comecem a apostar cada vez mais no recurso em portáteis, embora deva ser uma adição bem cara para os consumidores.

Continua após a publicidade

SSD da Silicon Motion tem velocidade de 14 GB/s

No lado da Silicon Motion, a companhia parece entusiasmada com seu novo SSD. Chamado de SM2508, o modelo tem velocidade de transferência de 14 GB/s com 2,5 milhões de IOPs e nível de memória 3D TLC/QLC.

O dispositivo possui um controlador que utiliza um chip de 6nm da TSMC com base em um processador ARM Cortex R8 para fluxos de trabalhos mais intensos. Esse controlador trabalha com um TDP (Thermal Design Power) de apenas 3,5W, logo pode ser uma das soluções com maior foco em eficiência energética anunciada até agora.

Vale salientar que os SSDs PCIe Gen 5 anunciados para desktops possuem dissipadores de calor bem grandes, justamente pelo consumo de energia alto. Dessa forma, nem todo SSD vai funcionar em qualquer notebook, visto que esses heatsinks ocupam muito espaço e não haveria área para inserir os modelos em determinados laptops.

Fonte: ITHome