Snapdragon 875 deve contar com poderosas CPUs Cortex-X1 e A78

Por Diego Sousa | 27 de Maio de 2020 às 13h40
Reprodução/Google Images
Tudo sobre

Qualcomm

Saiba tudo sobre Qualcomm

Ver mais

Anualmente, a Qualcomm realiza o evento Tech Summit para lançar suas soluções para dispositivos móveis. De acordo com o site chinês MyDrivers, na próxima edição, a ser realizada em dezembro, deveremos conhecer o chip topo de linha Snapdragon 875 com uma combinação poderosa das CPUs Cortex-X1 e A78 anunciadas pela ARM nesta semana.

O novo processador da Qualcomm será fabricado em 5 nm e deve manter os oito núcleos de processamento divididos em três grupos — formato introduzido em 2018 com o Snapdragon 855. Ou seja, o primeiro grupo seria formato por um grande núcleo Cortex-X1 (sem frequência especificada), que, segundo a ARM, oferece desempenho 30% maior do que o Cortex-A77 em processamento tradicional e duas vezes maior em tarefas de inteligência artificial.

O segundo grupo, formato por três núcleos, contaria com a CPU Cortex-A78, que trouxe desempenho 7% superior em relação ao A77. Sem especificar quais seriam os outros quatro núcleos restantes, é esperado que o novo chip traga o eficiente Cortex-A55, geralmente usado em parceria com CPUs mais potentes para desempenhar tarefas de baixo consumo energético.

Snapdragon 865 5G é o chipset mais potente do mercado (Foto: Divulgação/Qualcomm)

Vale lembrar que atualmente o Snapdragon 865 é o chipset mais poderoso do mercado. Fabricado no processo de 7 nm, a plataforma também traz um processador com oito núcleos no formato 1+3+4. O núcleo principal, chamado de "Prime", é um Cortex-A77 com frequência máxima de 2,85 GHz, e há também três A77 rodando a 2,5 GHz e quatro A55 funcionando a 1,8 GHz. Na parte gráfica, há um Adreno 650.

Além da Qualcomm, outra fabricante que deve apostar na combinação Cortex-X1 + A78 é a Samsung. O Exynos 990, seu atual processador topo de linha, aposta em dois núcleos próprios da empresa, além de dois Cortex-A76, quatro A55 e duas unidades de processamento neural — este último para tarefas de inteligência artificial. No caso da sul-coreana, a mudança seria muito bem-vinda, visto que seu atual carro-chefe não agradou público nem imprensa.

Fonte: MyDrivers (chinês)  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.