Intel deve ser primeira a adotar DDR5 e PCI-E 5.0, com AMD aderindo em 2022

Intel deve ser primeira a adotar DDR5 e PCI-E 5.0, com AMD aderindo em 2022

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 17 de Junho de 2021 às 14h40
Divulgação/Sk hynix

Confirmada durante a apresentação da Intel na CES 2021, a 12ª geração de processadores Alder Lake chega ainda neste ano marcando mudanças radicais nos chips da companhia. Além de finalmente trazer a litografia de 10 nm da marca para o mercado de desktops, a linha empregará uma arquitetura híbrida, com núcleos de alto desempenho e de baixo consumo, similar à abordagem da arquitetura ARM.

Especula-se que as mudanças são mais profundas do que o esperado, com a Intel passando à frente da AMD ao ser a primeira a empregar as novas memórias DDR5, de velocidade substancialmente superior às atuais DDR4, bem como a interface PCI-E 5.0, ainda mais veloz que a recente PCI-E 4.0. Essas informações acabam de ser reforçadas por um novo rumor divulgado nesta semana.

Alder Lake chega no final do ano com DDR5 e PCI-E 5.0

Segundo fontes do site Videocardz, e informações divulgadas pelo editor e analista do site Uniko's Hardware, PJ, que já revelou informações acertadas no passado, a Intel será de fato a primeira a empregar os padrões DDR5 e PCI-E 5.0. Ambas as novidades estreariam com o chipset topo de linha Z690, esperado para chegar no último trimestre de 2021, entre os meses de outubro e dezembro, junto aos chips Alder Lake.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com o novo soquete LGA 1700, os chips Intel Alder Lake devem ser os primeiros do mercado com memórias DDR5 e PCI-E 5.0 (Imagem: Reprodução/Videocardz)

Ainda segundo as informações, o chipset intermediário B660 e de entrada H610 chegariam apenas no primeiro trimestre de 2022, corroborando os rumores de que a Intel priorizaria os processadores mais potentes em um primeiro momento, para então anunciar modelos mais simples no início do próximo ano.

A suposta agenda de lançamentos conhecidos da Intel é concluída com a 13ª geração Raptor Lake, prevista para o final de 2022, que receberá o chipset Z790. Assim como o antecessor, o soquete de instalação da CPU será o LGA 1700, já que as duas gerações serão retrocompatíveis.

AMD Zen 4 "Raphael" será resposta à altura

Por fim, os rumores indicam ainda a data de estreia da família 600 de placas-mãe da AMD, lideradas pelo chipset X670. Estreando o novo soquete AM5, essas placas chegariam no final de 2022, junto ao lançamento dos novos processadores Ryzen com arquitetura Zen 4, de codinome "Raphael". A fabricante aproveitaria o momento para trazer então o suporte a memórias DDR5 e à interface PCI-E 5.0.

Previstos para o final de 2022, os chips Ryzen Zen 4 "Raphael" devem ser os primeiros da AMD com DDR5 e PCI-E 5.0 (Imagem: Divulgação/AMD)

Infelizmente, ainda há poucos detalhes sobre a suposta família Ryzen 6000 com Zen 4, mas a empresa já garantiu que veremos saltos significativos de desempenho, de magnitude similar ao ganho de performance visto na passagem da arquitetura Zen 2 para Zen 3. Além disso, há grandes chances de vermos a tecnologia de cache 3D regressar, trazendo aprimoramentos.

Fonte: Digital Trends, Videocardz

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.