AMD pode lançar novas CPUs Ryzen "Zen 4" e GPUs Radeon "RDNA 3" no final de 2022

AMD pode lançar novas CPUs Ryzen "Zen 4" e GPUs Radeon "RDNA 3" no final de 2022

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 08 de Junho de 2021 às 10h20
Divulgação/AMD

A AMD está em um excelente período, dando trabalho para rivais como Intel e Nvidia. Enquanto a linha Ryzen 5000, baseada na microarquitetura Zen 3, ganha o mercado pelo forte desempenho em jogos e aplicações profissionais, as placas de vídeo Radeon RX 6000 ameaçam a linha GeForce com performance similar e a estreia de recursos que tornam as GPUs da AMD mais competitivas, como o recém-anunciado FidelityFX Super Resolution.

Sabe-se que a fabricante já prepara a próxima geração de processadores e placas de vídeo, baseados nas novas microarquiteturas Zen 4 e RDNA 3, com rumores sugerindo que o salto de desempenho será grande, graças a mudanças profundas feitas na estrutura dos chips. Previstas para 2022, as novidades acabam de ganhar uma janela de lançamento mais precisa em um novo rumor.

Ryzen "Zen 4" e Radeon "RDNA 3" chegam no final de 2022

Segundo o leaker @Broly_X1, os primeiros chips com as novas microarquiteturas da AMD chegarão juntos, durante o quarto trimestre de 2022, que compreende os meses entre outubro e dezembro. Se o lançamento da linha Ryzen 5000 servir de indicativo, o anúncio da próxima geração de processadores e placas de vídeo da empresa deve acontecer em algum momento do mês de outubro.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O rumor também aponta que as GPUs RDNA 3 atingirão a fase de "tape-out" ainda em 2021. O termo é usado para indicar que a fita de circuitos que será aplicada sobre a placa está finalizada, e será então enviada para as fábricas, para que a etapa de produção seja iniciada. Isso sugere que o desenvolvimento das próximas placas de vídeo da família Radeon já está bastante avançado.

Zen 4 e RDNA 3: o que se sabe das novas microarquiteturas?

Destinada à suposta família Ryzen 6000, a microarquitetura Zen 4 promete ser mais uma revolução na linha de processadores da AMD. Esperadas para serem fabricadas no processo de 5 nm da TSMC, as CPUs Zen 4 estrearão a nova plataforma AM5, com soquete LGA1718, o suporte a memórias DDR5 em dual-channel e um aumento nos canais PCI-E 4.0, que passam a ser 28 ligados diretamente à CPU.

Os chips Ryzen baseados em Zen 4 chegam fabricados em 5 nm e podem entregar desempenho 25% superior (Imagem: Divulgação/AMD)

As grandes novidades chegarão na forma do ganho massivo de instruções por clock (IPC) de 25%, o que na prática significa 25% de aumento no número de comandos realizados por segundo, além da estreia da microarquitetura RDNA 2 nas GPUs integradas dos processadores, promovendo outro salto substancial em desempenho gráfico.

A microarquitetura RDNA 3 deve equipar a família Radeon RX 7000, também sendo baseada no processo de 5 nm. Há menos informações sobre as GPUs, mas acredita-se que a AMD deve adotar o uso de chiplets, isto é, diversos chips menores com alto números de núcleos para aumentar a contagem total. Isso faria com que as placas RX 7000 chegassem a mais de 10 mil núcleos, contra 5.120 da RX 6900 XT.

Também esperadas para chegar em 5 nm, as placas de vídeo baseadas em RDNA 3 podem trazer ganho de performance na casa dos 50% (Imagem: Divulgação/AMD)

Essas modificações prometem entregar ganhos similares aos que a linha RX 6000 trouxe sobre a série RX 5000, o que significa que podemos esperar por algo próximo dos 50%.

Fonte: WCCFTech, NotebookCheck

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.