Publicidade

Intel culpa fabricantes de placas-mãe por problemas em CPUs

Por| Editado por Jones Oliveira | 29 de Abril de 2024 às 16h11

Link copiado!

ASUS
ASUS
Tudo sobre Intel

Alguns processadores Intel de 13ª e, principalmente, 14ª geração sofrem com problemas de estabilidade há algum tempo. Depois de centenas de reclamações e explicações da Nvidia sobre a falha não ter nada a ver com suas placas de vídeo, a Intel finalmente se manifestou sobre o ocorrido através de uma nota enviada ao Igor's Lab, criticando e culpando os erros por ações não recomendadas de fabricantes de placas-mãe. O caso ainda é apurado internamente.

No comunicado, a Intel diz entender que embora a origem do problema não tenha sido identificada, o problema segue um padrão. Grande parte dos erros vêm de processadores combinados com placas-mãe desbloqueadas ou overclockadas, que aumentam as capacidades energéticas das CPUs e, consequentemente, geram erros. 

Com mais foco no desbloqueio, essas motherboards podem estar chegando ao consumidor com configurações de segurança desativadas que expõe o processador a frequências e voltagens altas por muito tempo. É interessante notar que a própria recomendação de certas fabricantes, como a MSI, é desabilitar perfis extremos, como o padrão de PL1 que configura o consumo energético em 4.096 W.

Continua após a publicidade
“A Intel requisita que as fabricantes de placas-mãe forneçam aos consumidores uma opção de perfil de BIOS padrão compatível com as configurações recomendadas pela Intel”, revela a companhia em nota oficial.

Mesmo que as fabricantes de placas-mãe possam ter culpa ao lançar produtos que extrapolam as configurações recomendadas da Intel, o time azul também não está isento. Problemas relacionados ao aquecimento e instabilidade em modelos topo de linha são crônicos nas últimas gerações, mas só com o estopim de casos recentes que a companhia resolveu se pronunciar.

Por fim, a Intel revela que investiga a causa dos problemas e explicará o ocorrido em uma declaração futura. Por enquanto, a recomendação é usar os processadores em configurações de BIOS sem alterações drásticas.

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Fonte: Igor's Lab