Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

FSR 3.1 permitirá usar o Gerador de Quadros no DLSS e XeSS

Por| Editado por Jones Oliveira | 21 de Março de 2024 às 12h00

Link copiado!

AMD
AMD
Tudo sobre AMD

Após o lançamento do FidelityFX Super Resolution 3 no final de 2023, a AMD revelou que a primeira atualização da tecnologia estará disponível para uso até o fim de 2024. Chamado de FSR 3.1, esse update permitirá que os jogadores usem o Gerador de Quadros da AMD em outras técnicas de upscaling, como o DLSS e o XeSS, além de melhorar a qualidade de imagem.

Em anúncio durante a GDC 2024, a AMD disse ter trabalhado para desacoplar o gerador de quadros do FSR, conhecido como AFMF (AMD Fluid Motion Frames), da técnica de upscaling. Assim, os jogadores poderão usar técnicas de upscaling como o DLSS da NVIDIA e o XeSS da Intel enquanto utilizam o gerador de quadros da AMD de maneira independente. 

Essa solução continua a premissa da AMD em oferecer o seu próprio frame generation a nível de driver. Diferente do DLSS 3, essa tecnologia não usa nenhuma estrutura física das placas de vídeo para funcionar e, portanto, pode ser implementada na maioria dos hardwares atuais. O XeSS ainda não tem nenhum recurso desse tipo, mas essa situação pode mudar no futuro.

Continua após a publicidade

Menos flickering nas imagens

Além da novidade da geração de quadros, o AMD FSR 3.1 irá melhorar a qualidade de imagem no upscaling. O time vermelho comenta que otimizou a estabilidade temporal das formas e objetos em uma imagem, reduzindo a ocorrência do flickering e de imagens fantasmas, que geralmente ocorrem mais nos modos performance do upscaling, criando um efeito cintilante na imagem.

Essa atualização também acompanha uma nova API para o FidelityFX. Com isso, a expectativa é que os desenvolvedores tenham mais facilidade para implementar esses recursos nos games. A tecnologia da AMD também ganhará compatibilidade para kits de desenvolvimento da Vulkan e Xbox Games.

O AMD FSR 3.1 deve ser lançado para o público até o fim de 2024 e poderá ser usado em mais de 40 games, mas já estará disponível para desenvolvedores no GPUOpen a partir do segundo semestre.