Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

AMD pode lançar novos Ryzen 4000 para combater Core i3 de 12ª geração

Por| Editado por Wallace Moté | 02 de Dezembro de 2021 às 14h30

Link copiado!

Reprodução/AMD
Reprodução/AMD
Tudo sobre AMD

Informações divulgadas pelo leaker Enthusiastic Citizen sugerem que a AMD pode relançar antigas APUs modificadas da família Ryzen 4000G. De codinome "Renoir-X", os processadores teriam a intenção de combater os avanços da Intel no segmento de entrada, mais especificamente do aguardado Core i3 da 12ª geração Alder Lake, que promete agitar a categoria com elevados custo-benefício e eficiência de acordo com vazamentos.

AMD pode lançar novos Ryzen 4000 para combater Core i3

Em publicação no fórum Chiphell, Enthusiastic Citizen indica que a AMD pode trazer de volta os chips Ryzen 4000G, exclusivos de fabricantes de desktop, lançando-os sem as GPUs integradas para o público, sob a família Ryzen 4000 e o codinome "Renoir-X". As informações são reforçadas por uma certificação da USB-IF, órgão internacional que regula as portas USB, vazada em julho.

Continua após a publicidade

O documento citava os chips Ryzen 3 4100 e Ryzen 5 4500, além do Athlon 4100GE, ainda inéditos, apoiando também o relato quanto à ausência de um modelo topo de linha da série Ryzen 7. Enthusiastic Citizen sugere que as especificações dos novos processadores seriam idênticas às das APUs Ryzen 4000G, com exceção da remoção das iGPUs.

Assim sendo, é provável que o Ryzen 5 4500 seja um espelho do Ryzen 5 4600G, com 6 núcleos e 12 threads baseados na microarquitetura Zen 2, clocks de até 4,2 GHz e 11 MB de cache. Já o Ryzen 3 4100 pode ser idêntico ao Ryzen 3 4300G, com 4 núcleos e 8 threads Zen 2, clocks de até 4,0 GHz e 6 MB de cache.

Ao que parece, o lançamento da família Renoir-X tem o objetivo de combater os avanços da Intel no segmento de entrada, especificamente com o aguardado Core i3 12100. O componente também protagonizou rumores nesta semana, mostrando potência superior ao Ryzen 3 3300X, atual oferta de entrada da AMD, mas consumindo menos energia e gerando menos calor pelo mesmo preço.

Novos detalhes sobre chips Ryzen 7000 e Intel Raptor Lake

Enthusiastic Citizen também reforçou algumas informações sobre as famílias Vermeer-X, aguardada para estrear a tecnologia 3D V-Cache de cache empilhado nos supostos Ryzen 6000 e Raphael da AMD, bem como das linhas Sapphire Rapids para workstations e Raptor Lake de 13ª geração da Intel. Começando pelo time vermelho, o leaker aponta que os chips Ryzen 6000 devem ser apresentados já em janeiro, durante a CES 2022.

As CPUs Raphael, esperadas para serem lançadas sob o nome Ryzen 7000, ficariam para o final de 2022, entre o fim do segundo trimestre e o início do terceiro trimestre. Além da primeira mudança de soquete desde os Ryzen 1000, os componentes contarão com a microarquitetura Zen 4 de 5 nm, e serão acompanhados das placas X670 e B650, com suporte ao barramento PCI-E 5.0 e, curiosamente, compatibilidade exclusiva com RAM DDR5, mais cara.

Continua após a publicidade

Partindo para o time azul, as informações apoiam os rumores de que os chips Xeon Sapphire Rapids, até então exclusivos de servidores, podem ganhar variantes para desktops de alto desempenho (HEDT), mirando entusiastas e profissionais, e visando atacar a linha AMD Threadripper. Essas CPUs contariam com o inédito chipset W790, substituindo o X399, soquete LGA4677 e suporte a memórias DDR5 e barramento PCI-E 5.0.

Por fim, a 13ª geração Raptor Lake manteria muitas das características da 12ª geração Alder Lake, incluindo suporte a memórias DDR4 e o soquete LGA1700, mas não deixaria de oferecer bons avanços em múltiplas áreas. Isso porque, junto a otimizações em cache, a Intel liberaria todo o potencial dos núcleos Golden Cove, chamando-os então de Redwood Cove. Os chips Raptor Lake são aguardados para meados do terceiro trimestre de 2022, possivelmente em outubro.

Fonte: VideoCardz