Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como saber se o fusível do filtro de linha queimou | 5 dicas

Por| Editado por Wallace Moté | 25 de Abril de 2024 às 07h33

Link copiado!

(Imagem: Renan da Silva Dores/Canaltech)
(Imagem: Renan da Silva Dores/Canaltech)

Os filtros de linha são uma das formas mais acessíveis de garantir o mínimo de proteção aos seus eletrônicos quando problemas como quedas de luz afetam o fornecimento de energia. Entre os mecanismos usados para proporcionar essa proteção está o fusível.

Encontrados em eletrônicos de todos os tipos e até em veículos e nos quadros de luz das casas, o fusível é otimizado para suportar um limite de tensão (ou voltagem, como é popularmente conhecida) e de corrente elétrica. Caso haja variações bruscas em uma dessas duas medidas, o fusível “queima” no lugar dos seus aparelhos, evitando consequências mais graves.

Mas como saber que o fusível do filtro de linha queimou? O Canaltech reuniu os sinais claros para ajudar na identificação do estado do fusível, junto de dicas cruciais para garantir uma troca mais tranquila.

Continua após a publicidade

Como saber se o fusível queimou?

Antes de tomar qualquer atitude, é preciso confirmar se de fato houve a queima do fusível. O sinal mais óbvio é observar se o seu filtro de linha está funcionando — caso a luz de status não esteja acendendo, mesmo que o acessório esteja na tomada, temos um indício forte apontando para falhas no fusível.

Também é possível que a luz acenda, mas os eletrônicos conectados ao filtro não estejam funcionando. Em todos os casos, a etapa seguinte é conferir o estado do fusível.

Pequeno cilindro de vidro com pontas de metal e fio metálico no interior, o fusível apresenta tons de preto quando está queimado. No entanto, tente verificar se o fio não foi rompido. Em incidentes mais leves, o componente não chega a queimar, mas o fio condutor acaba sendo estourado, exigindo a troca.

Onde encontrar o fusível?

A localização do fusível no filtro de linha varia de acordo com o modelo, mas é comum que o mecanismo esteja próximo ao LED de status, instalado em uma pequena porta retangular. Para ter acesso a ele, basta usar um cartão, chave de fenda ou outro acessório resistente para alavancar a porta e puxar a gaveta para fora.

Continua após a publicidade

Caso não encontre o compartimento dedicado, é possível que o fusível esteja soldado em uma placa internamente. Neste caso, é preciso desmontar o acessório para acessá-lo, com a substituição exigindo uma nova solda — o ideal é procurar por uma loja especializada em consertos de eletrônicos para realizar o reparo.

Confira se seu modelo usa disjuntor

Alguns filtros de linha mais avançados utilizam disjuntores em vez de fusíveis. O funcionamento é similar aos mecanismos usados no quadro de luz das casas — quando há variações intensas de tensão ou corrente, os disjuntores “desarmam”, impedindo a passagem da energia.

Continua após a publicidade

Se este for o caso do seu filtro de linha, o processo é mais simples: basta localizar o disjuntor e reativá-lo. Enquanto em alguns modelos o disjuntor é posicionado em uma região de destaque, em outros o mecanismo é integrado ao próprio botão para ligar e desligar o filtro, sendo preciso pressioná-lo na região em que há a inscrição “Reset”

Cuidado com a tensão e corrente

Na ocasião de ser necessário trocar o fusível, atente-se às especificações de tensão e corrente elétrica. Usar um modelo com limites mais baixos pode causar queimas com maior frequência, dependendo dos eletrônicos ligados, enquanto opções com limites muito altos não protegerão seus aparelhos ao deixar que correntes ou tensões mais altas cheguem a eles.

Para saber quais os níveis do fusível do seu filtro de linha, basta observar as extremidades de metal, área em que normalmente os números estão inscritos.

Continua após a publicidade

Para uso domiciliar, o tipo mais comum opera a tensões de até 250 V (Volts) e correntes de até 10 A (Ampère), apesar de existirem fusíveis com limites maiores e menores, portanto sempre confira antes da compra.

Há duas boas notícias: certos filtros de linha mais robustos contam com um fusível reserva no próprio compartimento. Se esse for o caso do seu modelo, basta trocar o fusível queimado e o novo de lugar. Ainda assim, mesmo que seja preciso comprar um, os preços são bastante acessíveis e costumam ficar na casa dos centavos.

Atenção a perdas recorrentes

Continua após a publicidade

Por fim, se os fusíveis do seu filtro de linha costumam queimar com frequência, é recomendável investigar a causa por trás dessa recorrência. Os motivos podem variar de problemas na instalação elétrica a uso de tomadas inadequadas para o eletrônico. Independente de quais sejam, todos os casos exigem atenção e podem levar a problemas mais sérios se não forem devidamente investigados e resolvidos.

Também não tente contornar o uso do fusível com improvisos. Lidar com eletricidade é perigoso, e um conserto mal feito pode tanto levar a efeitos indesejados nos dispositivos conectados, incluindo a queima, como ainda causar incêndios ou acidentes graves.