Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Sonos reacende rumores de primeiro fone com compra de empresa de Bluetooth

Por| Editado por Wallace Moté | 01 de Fevereiro de 2022 às 11h05

Link copiado!

Divulgação/Sonos
Divulgação/Sonos

Renomada marca premium de speakers e sistemas de som para entretenimento, a Sonos reacendeu os rumores de que estaria desenvolvendo seu primeiro fone de ouvido com a compra da T2 Software, como reporta o site Protocol. Antes conhecida como T2 Labs, a startup é especializada no desenvolvimento de tecnologias de áudio via Bluetooth, mais especificamente no Bluetooth LE e no novo codec LC3.

Sonos reacende rumores de fone com nova compra

Conforme descoberto pelo Protocol, a aquisição foi realizada sem alardes em novembro de 2021, ponto confirmado pela própria Sonos ao portal. "Ocasionalmente, nós iremos adquirir times, talentos e/ou tecnologias que aprimorem nosso roadmap de produtos existente e futuros", explicou um porta-voz da fabricante de speakers.

Continua após a publicidade

Fundada em 2018 por um ex-funcionário da Qualcomm, a T2 Software vem trabalhando no desenvolvimento e aprimoramento de uma nova versão do Bluetooth LE (Low Energy), e no chamado Low Complexity Communication Codec (Codec de Comunicação de Baixa Complexidade, em tradução livre), também conhecido pela sigla LC3.

Estabelecida e aprovada pela Bluetooth SIG em 2020, a tecnologia realiza transmissão de áudio em taxas de transferência de bits, ou bitrate, significativamente mais baixas que os codecs de áudio tradicionais, prometendo, no entanto, apresentar perdas de qualidade menos perceptíveis que outras soluções.

O órgão possui uma página que compara áudio sem compressão com o codec SBC, mais popular em celulares e outros portáteis, e o LC3, ambos operando em baixo bitrate. Utilizando fones de ouvido, é possível perceber perdas notáveis ao utilizar o SBC, com presença de artefatos, enquanto o LC3 mantém o som limpo, ainda que haja redução nos detalhes.

Continua após a publicidade

A combinação de Bluetooth LE com o baixo bitrate sem perdas do LC3 podem fazer a diferença no desenvolvimento de fones de ouvido, já que reduziriam drasticamente o consumo de energia. Somar isso às múltiplas patentes vazadas dedicadas a headphones e à aquisição da T2 Software reforça ainda mais os rumores da entrada da Sonos no mercado de fones de ouvido.

Fones da marca devem competir com Sony e Bose

Reunindo as informações divulgadas por rumores, vazamentos e patentes, o primeiro par de fones de ouvido da Sonos pode apostar no formato over-ear para competir com soluções como o AirPods Max, o Sony WH-1000XM4 e o Bose QC45. Tomando como base o posicionamento da marca no mercado de caixas de som, o acessório deve buscar oferecer uma experiência premium, mirando assim na faixa dos US$ 300 (~R$ 1.590).

Seu maior diferencial, inexistente em toda a concorrência, é a integração com os speakers e sistemas de som da Sonos, no estilo Swap — com um gesto, o usuário pode solicitar que a reprodução de músicas e outras mídias saia da soundbar e vá diretamente para os fones, e vice-versa, por exemplo. Fora isso, são aguardados recursos comuns como porta USB-C, conector P2, cancelamento de ruído, integração a assistentes virtuais, peças intercambiáveis e mais.

Continua após a publicidade

Não se sabe quando a Sonos oficializará os planos de entrar no mercado de fones, mas a própria companhia confirmou sua entrada "em um novo segmento" neste ano, possivelmente em março, período de novos anúncios da marca.

Vale destacar ainda que a empresa adquiriu recentemente a RHA Audio, fabricante especializada em fones de ouvido in-ear, como o AirPods Pro e o Galaxy Buds 2, o que sugere que também pode haver planos para o lançamento de um modelo nesse formato futuramente.

Fonte: The Verge, What Hi-Fi?