Confirmado! William Shatner voará com a Blue Origin neste mês

Confirmado! William Shatner voará com a Blue Origin neste mês

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 04 de Outubro de 2021 às 13h12

Na semana passada, o TMZ trouxe a público alguns rumores que sugeriam que o ator William Shatner, que interpretou o capitão Kirk na trupe original de Star Trek, estaria prestes a voar rumo ao espaço suborbital com a Blue Origin. Agora, a façanha foi confirmada: em publicações no Twitter feitas nesta segunda-feira (4), Shatner e a empresa de Jeff Bezos confirmaram a presença dele na tripulação do próximo voo. Com isso, o ator de 90 anos quebrará o recorde de pessoa mais velha a ir ao espaço — atualmente, o título é da piloto Wally Funk, de 82 anos.

Na publicação original, o TMZ afirmou que, de acordo com fontes envolvidas na empreitada, Shatner iria voar com a Blue Origin para filmar cenas de um documentário. Não há confirmação sobre isso, mas ele publicou em sua conta do Twitter que o voo é verdade, e que ele irá se tornar um “rocket man”. Além dele, o voo contará com por Chris Boshuizen, ex-engenheiro da NASA e cofundador da Planet Labs e Glen de Vries, cofundador da Medidata e vice-presidente da Dassault Systèmes.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Além de confirmar a presença de Shatner na tripulação, a Blue Origin revelou que Audrey Powers, vice-presidente de operações de missão e voo na empresa, será a quarta tripulante da empreitada. O grupo irá voar com o sistema New Shepard, que, após anos de testes, realizou seu primeiro voo comercial totalmente tripulado em julho. Naquele dia, os irmãos Jeff e Mark Bezos, Wally Funk e o jovem Oliver Daemen foram ao espaço suborbital e retornaram.

Shatner e os demais tripulantes irão voar com a missão NS-18, também com o New Shepard. Este sistema reutilizável segue até a altitude de aproximadamente 100 km e, depois, a cápsula é separada do propulsor — esta etapa oferece alguns minutos de sensação de ausência de peso para os turistas espaciais a bordo. Depois, as duas partes retornam para pousar autonomamente. O voo tem duração aproximada de 11 minutos.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.