The Crown: quinta temporada só chega em 2022 por causa de “pausa” na produção

Por Rafael Arbulu | 23 de Julho de 2020 às 09h40
Divulgação: Netflix
Tudo sobre

Netflix

Saiba tudo sobre Netflix

Ver mais

The Crown, série produzida pela Netflix e que retrata a história da família real britânica, deve estrear sua quinta temporada apenas em 2022, segundo informações do Deadline. A Left Bank Pictures, empresa responsável pelas filmagens, confirmou ao portal que tomará uma pausa temporária dos processos, retomando as produções apenas em junho de 2021. A Left Bank ainda disse que a atual pandemia da COVID-19 não foi o motivo por trás desse hiato, mas “o timing certamente ajudou”.

A série deveria acabar em sua quinta temporada, com a Netflix confirmando em janeiro de 2020 que essa seria a sua intenção, mas o criador Peter Morgan, no início do mês, voltou atrás e optou por assegurar mais um ano. Como as filmagens da sexta temporada começarão apenas em 2022, é seguro dizer que ainda teremos pelo menos mais três anos para a produção.

Vale citar que, entre a segunda e terceira temporadas, The Crown também passou por uma pausa similar, a fim de aclimatar a mudança de elenco no corpo principal da série: na ocasião, Claire Foy deixou o seriado e cedeu lugar para Olivia Colman interpretar uma rainha Elizabeth II mais velha. Dada a abordagem ao longo de vários anos da monarca britânica, a série passa por nova reformulação de elenco entre a quarta e quinta temporadas: sai Colman, entra Imelda Staunton, que perdurará no papel até o final da série.

A quarta temporada, com estreia prevista para o final de 2020 (a Netflix ainda não se comprometeu com uma data mais exata), deve concentrar sua narrativa nas décadas de 1970 e 1980, abrangendo os anos de Margaret Thatcher como primeira-ministra britânica, até a sua renúncia ao cargo em novembro de 1990. Na série, Thatcher será vivida por Gillian Anderson (a eterna Agente Scully de Arquivo X).

The Crown rapidamente se tornou um “ás na manga” para o catálogo da Netflix. Graças à série, a empresa de streaming ganhou fôlego renovado no território europeu, onde a história da rainha Elizabeth II tem imensa penetração. Em setembro de 2019, o CEO da Netflix, Reed Hastings, confessou que a produção de The Crown custava à companhia aproximadamente US$ 125 milhões (R$ 642,88 milhões, na cotação atualizada), mas que esse grande valor seria rapidamente compensado, haja vista que, na época, diversas empresas do setor cinematográfico e até uma de fora dele entrariam no mercado de streaming, aquecendo a indústria como um todo.

Fonte: Deadline

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.