Quem é o Vigia, a entidade cósmica de What If...? e o que ele pode trazer ao MCU

Quem é o Vigia, a entidade cósmica de What If...? e o que ele pode trazer ao MCU

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 07 de Agosto de 2021 às 11h30
Reprodução/Marvel Comics

Desde o anúncio de What If…?, todo mundo tem falado sobre o surgimento do multiverso e as diferentes realidades alternativas que a primeira animação do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) traz. Contudo, conduzindo todas essas histórias está um personagem que vem passando quase que despercebido por tudo isso e que pode ter um papel muito maior do que a gente imagina: o Vigia.

Quem assistiu aos trailers da nova série ou conferiu alguns dos pôsteres já deve ter visto o personagem. Bem, não tem como não reparar no estranho ser de vestes e uma cabeçorra assustadoramente desproporcional. Só que, apesar de seu visual bastante característico, ele é uma figura bem importante tanto para What If…? quanto para os próprios quadrinhos, estando presente em várias sagas importantes para os heróis, além de ser sempre uma espécie de indicativo de que algo grande vem por aí.

Uatu vai ser o grande condutor das histórias de What If...? (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Assim, sua presença na série não está ali por acaso. Embora o Marvel Studios o tenha apresentado apenas como uma espécie de narrador por esse passeio pelo multiverso, a presença de Uatu, o Vigia, pode nos mostrar o caminho do que o MCU nos reserva.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Aqueles que vigiam os vigilantes

A primeira aparição do Vigia nos quadrinhos da Marvel aconteceu em 1963 na revista Fantastic Four # 13. Na época, ele era apenas um ser estranho que morava em uma área da Lua e que observava os acontecimentos da Terra, mas logo passou a ser mais e mais utilizado nas histórias a ponto de ter sua origem ampliada e suas participações ganharem mais relevância — tanto que se tornou peça-chave de uma das grandes sagas da editora.

Os Vigias são minicraques da Marvel que observam toda a existência sobre o juramento de não interferir em nada (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Só que, para que possamos entender quem é Uatu, precisamos primeiro voltar alguns passos atrás. Isso porque o personagem faz parte de uma raça alienígena tão antiga que já perdeu até mesmo o seu nome, sendo chamada apenas de Vigias. Eles surgiram quase no início do universo e, desde então, observam mundos e realidades diferentes para reunir todo o conhecimento possível sob o juramento de jamais interferir nesses acontecimentos que eles testemunham.

O porquê desse comprometimento foi explicado no ano seguinte, em Tales of Suspense #53, quando vimos que a ideia original dos Vigias era ajudar raças menos evoluídas a avançarem — em uma espécie de adaptação da teoria dos deuses astronautas. Só que o conhecimento transmitido por eles levou um planeta inteiro à própria destruição e, a partir disso, eles juraram apenas observar e nunca mais interferir em nenhum evento. E é aí que a gente conhece Uatu.

Aquele que quebra a regra

Uatu é o Vigia mais famoso dentro das histórias da Marvel, sendo o responsável por observar os acontecimentos da Terra em todas as realidades possíveis. E, apesar de viver sobre essa promessa de não interferência, a verdade é que ele é conhecido justamente por suas participações indevidas. Tanto que a sua estreia acontece com ele se revelando para o Quarteto Fantástico quando o grupo enfrentava o vilão Fantasma Vermelho na Lua.

Uatu entrou no universo Marvel já quebrando seu juramento (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

É nesse episódio que descobrimos a existência dos Vigias e conhecemos a cidadela em que Uatu vive na Área Azul da Lua. E, a partir dessa revelação, ele passou a ser uma presença cada vez mais constante nas histórias dos heróis, sobretudo nas aventuras do Quarteto Fantástico, mas também com participações em HQs dos Vingadores e até mesmo em grandes sagas da Marvel. Por isso, suas aparições começaram a ser vistas como uma espécie de presságio: se o Vigia precisou se revelar, é porque algo muito grande vai acontecer.

Entre as suas interferências mais simbólicas para o estado atual do MCU está uma história em que Uatu presencia uma tentativa do vilão Kang, o Conquistador de dominar a Terra no século VI. Ao entender a gravidade daquilo, o Vigia aparece para o Quarteto e os alerta sobre o que está acontecendo no passado, o que permite que o grupo viaje no tempo e impeça o déspota temporal.

Contudo, há também aquelas participações mais pitorescas desse grande observador cósmico e multiversal. Exemplo disso foi durante o casamento de Reed Richards e Sue Storm, quando ele viu que o vilão Doutor Destino iria realizar um ataque durante a cerimônia e decidiu ajudar o noivo. De quebra, provou ser um enorme voyeur e levou os recém-casados para passarem a lua-de-mel em sua cidadela na Lua.

Para tentar proteger a terra,o Vigia quase saiu no soco com Galactus (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Só que Uatu também tem grandes participações nos grandes eventos da Marvel. Foi graças a ele, por exemplo, que o Quarteto Fantástico conseguiu derrotar o devorador de mundos Galactus pela primeira vez.

Essa interferência nos acontecimentos começa já quando ele percebe que o Surfista Prateado, o arauto do vilão, está indo em direção à Terra. Para evitar isso, cria uma artimanha para tentar ocultar o planeta, mas sem sucesso. Depois, quando Galactus chega ao seu destino, o Vigia ainda tenta convencer o gigante a ir embora e também não consegue. Por fim, eleva os poderes do Tocha Humana para que ele consiga chegar ao Nulificador Total, a arma mais poderosa do universo Marvel e a única coisa capaz de fazer o vilão recuar.

Por alguma razão, Uatu gosta muito do Quarteto Fantástico e está sempre aparecendo para eles (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

E diante de tantos pitacos nos rumos da Terra, Uatu acabou sendo julgado pelos outros Vigias por ter quebrado o juramento de sua raça de jamais se meter nos assuntos dos outros. De acordo com o Sonhador, um dos Celestiais da Marvel, foram mais de 400 interferências causadas pelo personagem. E é nesse momento que ele revela que seu crime foi amar demais. Segundo ele, esse impulso de se intrometer onde não deve acontece porque ele se identificou com as ações e emoções do povo da Terra e, por isso, fazia de tudo para protegê-los. Diante disso, o observador cósmico é solto com a condição de parar de causar confusão e nunca mais interferir novamente — o que ele, obviamente, não cumpriu.

O que a entrada do Vigia no MCU representa?

O mais curioso disso tudo é que What If…? não é a primeira vez que os Vigias aparecem dentro do MCU. Esses personagens apareceram antes em uma das cenas pós-crédito de Guardiões da Galáxia 2 ouvindo histórias de Stan Lee. Contudo, eles eram apenas uma piada e agora vamos ter a verdadeira introdução dessa raça no universo cinematográfico.

Vigias já apareceram com Stan Lee em Guardiões da Galáxia 2 (Imagem: Reprodução/Disney+)

No caso, Uatu será interpretado pelo ator Jeffrey Wright (Westworld), que dá voz ao personagem. “Ele é alguém bastante dramático e poderoso que observa o multiverso e que tem um papel um pouco de Rod Sterling”, afirma Wright. “Ele meio que narra o que temos nesses outros mundos ao mesmo tempo que não”.

Sterling a quem o ator se refere é o criador do clássico seriado Além da Imaginação (The Twilight Zone, no original), que acompanhava histórias isoladas e com situações absurdas. E uma das principais atrações do formato era esse narrador onisciente que não apenas descrevia o que estava em cena, mas também brincava com a situação e provocava o espectador. E essa foi uma inspiração direta que tanto Wright quanto o diretor e roteiristas de What If…? quiseram puxar para o seriado.

Por isso, o dublador diz que a sua versão de Uatu é como o maior fã da Marvel, olhando tudo o que acontece e lidando com as tentações que envolvem essa tarefa: “De certa forma, eu tenho certeza de que os fãs vão se enxergar nele e se relacionar de várias maneiras”. Segundo ele, assim como nos quadrinhos, o Vigia também desenvolveu uma paixão por aqueles personagens ao observar e se conectar com seus atos de heroísmo e também em suas falhas.

O grande voyeur da Marvel estará acompanhando cada uma das histórias de What If...? (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Diante disso, podemos esperar uma relação próxima àquela que temos nos gibis. Ainda não sabemos se Uatu vai interferir nos acontecimentos apresentados no multiverso em What If…?, mas é certo que a Marvel não o colocou dentro da série por acaso e isso deve irromper em algo maior ao término da temporada.

O próprio produtor executivo da série, Brad Winderbaum, deu a deixa em relação a isso durante entrevista coletiva sobre a série que o Canaltech participou. Segundo ele, a ideia sempre foi apresentar esse multiverso e todas as suas possibilidades, mas também ter alguns personagens que fossem mais importantes em termos de ter uma relação mais forte com o Vigia e que, no caso, seria a Capitã Carter — que, inclusive, estará na segunda temporada da animação.

Isso significa que Uatu deve se intrometer de alguma forma e trazer a versão bombada de Peggy Carter para a linha temporal dos filmes? Não sabemos, da mesma forma que não sabemos se ele vai interferir e fazer com que todas as histórias de What If…? se cruzem em algum momento. E parte da graça de brincar com o multiverso é imaginar o que pode acontecer.

Uatu é tão importante que ganhou um pôster próprio para a série (Imagem: Divulgação/Marvel Comics)

Contudo, já em relação ao futuro do MCU como um todo, essa participação do Vigia é bastante curiosa por mais um motivo. Além de ele ser um excelente personagem para conectar todas essas realidades distintas, ele também tem uma forte conexão com as grandes sagas da Marvel. Como dito, ele é quase que um sinal de presságio de que algo grande está por vir e a gente já sabe que as peças já estão se movendo nesse sentido.

Mais do que isso, suas participações nos quadrinhos estão quase sempre relacionadas ao Quarteto Fantástico e, por mais que a gente saiba que a família está mesmo a caminho do MCU, ver alguém tão conectado a eles já dando as caras é um forte indício de que não deve demorar para que surjam os primeiros sinais de sua entrada nesse universo de heróis.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.