O Livro de Boba Fett | 5 Motivos para assistir à nova série de Star Wars

O Livro de Boba Fett | 5 Motivos para assistir à nova série de Star Wars

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 29 de Dezembro de 2021 às 10h30
Divulgação/Lucasfilm

Vamos ser sinceros: a gente não sabe absolutamente nada sobre O Livro de Boba Fett — e é justamente esse o grande charme do seriado. Assim como o seu personagem principal, a série estreou rodeada de muito mistério, sem muitos detalhes sobre sua história, mas repleta de visuais interessantes e promessas que esperamos que sejam cumpridas. E isso é o que torna tudo mais interessante.

Isso ressoa bem com a figura de Fett, que nasceu dentro do universo Star Wars exatamente desta forma. O caçador de recompensas deveria ser apenas um figurante, mas chamou a atenção e cresceu muito ao longo desses mais de 40 anos, ainda que nunca tenha tido uma história muito desenvolvida para além de seu visual icônico. E o seriado do Disney+ é a chance de mudar isso tudo.

Boba Fett chega para governar Tatooine e mostrar que ele nõa era apenas um delírio dos fãs (Imagem: Divulgação/Lucasfilm)

Assim, mais do que ser apenas um spin-off de The Mandalorian, O Livro de Boba Fett é a oportunidade de os fãs conhecerem mais sobre o homem por baixo do elmo ao mesmo tempo em que responde a algumas perguntas que sempre ficaram no ar sobre ele e sobre o submundo do crime do qual o primeiro dos mandalorianos sempre fez parte. Isso sem falar da expansão que isso traz para o universo de Star Wars, que é algo que sempre anima os fãs.

E por mais que a série estreie em um período bem incomum — afinal, quem lança algo entre o Natal e o Ano Novo? —, não faltam razões para acompanhar a cruzada pessoal de Fett pelas areias desérticas de Tatooine. E o Canaltech listou 5 motivos para você assistir à O Livro de Boba Fett.

5. A lenda em ação

Como dito, Boba Fett surgiu em O Império Contra-Ataca quase como um figurante, um personagem feito apenas para vender bonecos e sem grande importância na história. Contudo, foi justamente o seu visual e a sua pode de bandido perigoso que chamou a atenção e despertou a atenção dos fãs ao longo dos anos.

Já tivemos uma rápida demonstração das habilidades de Fett em Mandalorian (Divulgação/Lucasfilm)

E mesmo que os filmes nunca tenham feito justiça à popularidade que Fett conquistou pelo público, o chamado Universo Expandido de Star Wars apresentou diferentes aventuras do caçador de recompensas que mostravam por que ele era tão temido a ponto de o próprio Darth Vader pedir moderação para o homem por baixo do capacete.

Só que, de novo, todas essas lendas nunca foram realmente mostradas dentro do cânone da saga. Até então, Boba Fett sempre foi aquele cara que todo mundo diz que é perigoso e que só se alimenta da fama de mau, mas sem nunca ter mostrado de fato nada que confirmasse isso. E mesmo que The Mandalorian tenha dado uma pequena amostra de suas habilidades, vai ser na sua série que vamos vê-lo realmente em ação.

Alguns dos trailers divulgados já mostram que O Livro de Boba Fett vai colocar o protagonista, vivido pelo ator Temuera Morrison, em guerra com outros grupos criminosos em Tatooine e essa é a deixa perfeita para vermos que o perigo em torno do personagem vai muito além da lorota de caçadores de recompensas. Depois de décadas sob uma aura mítica, é a hora de provar que tudo isso é verdade.

4. Respostas sobre seu retorno

Apesar de sua popularidade em O Império Contra-Ataca, a última participação de Boba Fett na cronologia canônica de Star Wars tinha sido com uma morte um tanto quanto patética em O Retorno de Jedi, em que ele cai no poço de Sarlacc após uma falha em seu jetpack.

O Universo Expandido até criou diversas teorias sobre seu retorno e imaginou maneiras em que o caçador de recompensas escapou do monstro e voltou à atividade criminosa, mas isso nunca chegou a ser incorporado pela trama oficial da saga — até agora. Com a volta de Fett na segunda temporada de The Mandalorian, foi confirmado que ele escapou da criatura de Jabba e arranjou uma forma de sobreviver. E a série deve apresentar justamente como ele conseguiu fazer isso.

Alguns dos materiais promocionais divulgados abordavam justamente essa lacuna do passado recente de Fett, com o personagem contando que foi deixado para morrer no deserto de Tatooine e, mesmo assim, ele conseguiu dar um jeito de voltar.

Dessa forma, O Livro de Boba Fett chega para responder a essa pergunta que há tanto tempo vem instigando a imaginação dos fãs. E o mais importante não é só como ele fez isso, mas também quais as repercussões que essa volta dos mortos vai ter tanto no personagem quanto no mundo à sua volta.

3. Mais destaque para Fennec Shand

Assim como o próprio Boba Fett na trilogia original, Fennec Shand (Ming-Na Wen) também surgiu como um personagem relativamente irrelevante, mas com um visual legal e muita pose de mal em The Mandalorian. Ele era apenas parte de um episódio da primeira temporada, mas que voltou na segunda e ganhou mais importância, transformando-se no braço direito do caçador de recompensas.

Ming-na Wen merece um papel de destaque na cultura pop (Imagem: Divulgação/Lucasfilm)

Só que, mesmo assim, ela não teve muita personalidade além do fato de ser uma mulher que sabe fazer cara de má e que luta muito bem. Assim, levando em conta o destaque que ela vem recebendo nos trailers e pôsteres divulgados pela Lucasfilm, é possível crer que devemos ter um aprofundamento da personagem e podemos esperar ver mais sobre seu passado e suas motivações — além, é claro, de mais cenas de ação da mestre assassina.

Ainda que Fennec seja apenas uma coadjuvante, dar mais destaque a ela é uma ótima forma de valorizar o trabalho de Ming-Na Wen, uma atriz que já tem um longo histórico de trabalhos com a Disney, desde Mulan, e que sempre usou suas habilidades marciais muito bem em produções voltadas para o público nerd.

E se a sua Chun-li, de Street Fighter, não foi o que os jogadores esperavam e Agents of S.H.I.E.L.D. tenha sido esnobada pelo Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês), O Livro de Boba Fett é a oportunidade que Wen tem de viver uma personagem realmente marcante dentro de uma saga tão importante para a cultura pop quanto Star Wars. Ela merece.

2. Retorno ao submundo de Tatooine

Tatooine não é apenas o planeta de origem de Luke Skywalker. Mais do que ser esse pedaço de deserto espacial em que toda galáxia decide se esconder, o planeta também possui um vasto e influente submundo do crime operando há gerações por lá. A gente vê elementos dessa rede ilegal desde A Ameaça Fantasma até O Retorno de Jedi — e O Livro de Boba Fett é a nossa oportunidade de revisitarmos essa escória do espaço.

Como a cena pós-crédito de The Mandalorian já apresenta, Fett vai retornar ao planeta e assumir o trono deixado por Jabba. Com isso, ele se torna o novo rei desse submundo e que vai procurar governar com respeito ao invés do medo, como acontecia com o Hutt.

E essa mudança é crucial, pois deve ser o motor de todo o conflito da série. Ao mesmo tempo em que ela vai dizer muito sobre quem é Boba Fett pós-Sarlacc, essa dança das cadeiras também vai fazer com que outros grupos criminosos se rebelem e iniciem uma guerra no planeta desértico.

Essa é uma premissa muito interessante por alguns motivos. Primeiro porque vai mostrar mais das raças e bandidos que se escondem naquela areia toda. É a oportunidade perfeita da Lucasfilm criar novos alienígenas, resgatar conceitos que foram mal aproveitados nos filmes e expandir ainda mais todo esse mundo que sempre foi abordado en passant na saga.

Submundo de Tatooine vai ter que engolir o novo líder (Imagem: Divulgação/Lucasfilm)

Além disso, voltar a Tatooine sob essa perspectiva depois dos eventos de O Retorno de Jedi é também uma ótima maneira de mostrar como a queda do Império, o nascer da Nova República e o surgimento da Primeira Ordem impactou nessas atividades criminosas. É uma ótima forma de expandir o universo Star Wars a partir de coisas mundanas que acabaram ficando de fora dos últimos filmes.

1. Expandindo Star Wars

Enquanto o MCU sempre nos leva a pensar no futuro, a palavra de ordem em relação a Star Wars ainda é expandir. As séries, livros e demais produções relacionadas não estão ali para mostrar para onde a saga vai, mas para ampliar os limites desse universo, deixando-o ainda mais rico.

Foi o que vimos com The Mandalorian e que provavelmente teremos também em O Livro de Boba Fett. E isso não se limita apenas a esse mundo criminoso de Tatooine e como ele reage à queda do Império, mas também na própria relação dos personagens e como tudo isso está interligado às histórias que a gente já conhece em outros meios.

O simples retorno de Temuera Morrison já é uma bela conexão com todo o restante do universo Star Wars (Imagem: Divulgação/Lucasfilm)

O que torna Star Wars tão interessante é o quanto a saga vai se tornando mais complexa ao longo do tempo. O próprio Boba Fett é um exemplo bem claro disso, tendo surgido como um boneco vazio e inspirando toda uma cadeia de eventos que detalha mais da raça, sua cultura, seus conflitos e agruras que vão resultar no caçador de recompensas que começou com tudo.

É esse ouroboros, a cobra que engole o próprio rabo em um ciclo sem fim, que nos fascina nessa história. Assim, O Livro de Boba Fett tem a oportunidade de expandir ainda mais essa história, se conectando com pontos ainda soltos da saga ao mesmo tempo em que leva a história para frente.

Isso sem falar de possíveis conexões com personagens já conhecidos. O retorno de Fett em Mandalorian foi isso, assim como a aparição surpresa de Luke. Assim, que outras revelações o caçador de recompensas pode oferecer? É o que estamos ansiosos para ver.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.