Em que ponto da história de Star Wars acontece a série The Mandalorian?

Por Claudio Yuge | 12 de Dezembro de 2020 às 13h00
Disney

The Mandalorian é um dos maiores sucessos do Disney+ e revigorou Star Wars, após os dois últimos filmes polêmicos da franquia. A trama traz o Mandaloriano Din Djarin se aventurando pelo espaço enquanto tenta encontrar respostas a respeito da misteriosa Criança, que se parece muito com um certo mestre Jedi — não à toa seu apelido é Baby Yoda, embora os capítulos mais recentes tenham revelado seu verdadeiro nome.

Uma das buscas de Djarin também envolve seu próprio povo, os Mandalorianos, que estão espalhados em uma galáxia ainda em reconstrução, após a queda do Império. As constantes menções, referências e participações de personagens de todo o cânone (o antigo e o novo) de Star Wars têm deixado uma dúvida entre os fãs: quando exatamente acontecem os eventos de The Mandalorian?

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Disney

A própria descrição da série aponta para algum momento depois de O Retorno de Jedi, mas, ainda assim, como a trama costura personagens e eventos já explorados nas animações, livros, jogos e quadrinhos, muita gente fica confusa sobre a linha temporal. Então, abaixo estão mais explicações sobre isso e a respeito do próprio status dos Mandalorianos.

Atenção: os textos abaixo contêm alguns spoilers sobre The Mandalorian, então, se ainda não viu a série, leia por sua conta e risco.

Quando acontece The Mandalorian?

A primeira temporada da atração do Disney+ ocorre cerca de cinco anos após os eventos de O Retorno de Jedi e, consequentemente, aproximadamente nove anos depois de Uma Nova Esperança — ou seja, envolve tudo o que já aconteceu na trilogia original e na segunda, que remonta a ascensão de Darth Vader. Ainda, a busca de Din Djarin é situada quase 30 anos antes de O Despertar da Força, o início da fase atual de Star Wars nos cinemas.

Quando a segunda temporada começa, Din aparece com uma nova peça de Beskar, o poderoso metal que cobre sua armadura. Portanto, assume-se que alguns meses e aventuras aconteceram após o final do primeiro ano — algo que eventualmente pode ser explorado em livros, quadrinhos e games. Contudo, o status não mudou muito: a galáxia ainda sofre os resultados da queda do Império e não conta com o controle da Nova República.

Imagem: Reprodução/Disney

Ficamos sabendo também que o Baby Yoda definitivamente não se trata de uma versão infantil do Yoda, que, cronologicamente, está morto há cinco anos — embora isso não seja comentado na atração do Disney+. Ele é uma criatura da mesma espécie, que atende pelo nome Grogu e possui cerca de 50 anos, com acesso semelhante à Força. E, ainda que seja um “cinquentão”, Grogu ainda está em fase de aprendizado e age como uma criança.

O que aconteceu na linha temporal de Mandalore?

Mandalore é o mundo natal dos Mandalorianos, localizado nos Territórios da Orla Exterior. O povo desse planeta era temido em toda a galáxia, especialmente por ser especialista em armas e conflitos. Os Mandalorianos vestem uma armadura característica e construíram grande reputação no passado, o que deu a eles certa influência política em mais de dois mil outros sistemas estelares no cânone de Star Wars.

Eles chegaram a lutar contra os Jedi e ajudaram a invadir templos durante a queda da Velha República. Contudo, com tantos anos em guerra, Mandalore se tornou um planeta inóspito, obrigando os Mandalorianos a viverem em cúpulas isoladas em diversas cidades. Liderados pelo regime pacifista da duquesa Satine Kryze, Mandalore mudou e aqueles que se recusaram a trilhar caminhos, digamos, menos violentos, foram exilados para a lua Concordia. Durante as Guerras Clônicas, os Novos Mandalorianos foram derrotados pelo Coletivo das Sombras do renegado Lorde Sith Maul, embora o Império já governasse o planeta após o conflito. Mas ainda não se sabe até que ponto isso tudo é considerado canônico para a série do Disney+.

Quando O Despertar da Força chegou em 2015, não se sabia muito sobre os mais de 30 anos que separaram a trilogia original das sequências anteriores. A Disney vem preenchendo essas lacunas por meio de livros e, especialmente, com a ajuda dos quadrinhos da Marvel Comics. Assim, agora sabemos que a Aliança Rebelde constrói a Nova República a partir da vitória da Batalha de Endor, explorada tanto em O Retorno de Jedi quanto no filme oitentista Ewoks: A Batalha de Endor.

Imagem: Reprodução/9Gag

Segundo as novas histórias, a verdadeira derrota do Império aconteceu dois anos após a morte do Imperador Palpatine, na Batalha de Jakku — o que explica todos os Star Destroyers abatidos vistos em O Despertar da Força. Enquanto alguns ex-senhores da guerra imperiais como Moff Gideon ainda mantêm frotas e tropas em The Mandalorian, está claro na série que, embora ainda seja considerado por muitos como uma ameaça, o Império não tem o mesmo poder de outros tempos.

Isso é confirmado na segunda temporada da série, no segundo episódio, quando o piloto Trapper Wolf, da Nova República, revela que a República está lentamente recuperando os últimos sistemas que ainda estão sob controle imperial. E essa fase vai ao encontro com a nova trilogia de livros escritos por Chuck Wendig, que mostra essa reconstrução e células dormentes do Império espalhados pela galáxia.

Enquanto isso, os jogos da série Star Wars: Battlefront narram a Batalha de Jakku, mostrando o papel central do ex-agente imperial Iden Versio no conflito. O mais recente game da franquia, Star Wars: Squadrons, também ocorre nesta era pós-Episódio VI (O Retorno de Jedi), com o título mostrando um período caótico de guerras entre os esquadrões rebeldes e imperiais na disputa pelo domínio aberto.

Imagem da capital de Mandalore, Sundari, nos tempos áureos (Imagem: Reprodução/StarWars.com)

Ou seja, o período em que acontece The Mandalorian mostra o Império quase completamente destruído, enquanto a Nova República ainda tenta consolidar seu poder nos Mundos Centrais da galáxia. Contudo, nos vários mundos da Orla Externa, todos vivem uma era de anarquia e ilegalidade. E é exatamente nesse cenário de “Velho Oeste” em que Din Djarin e o Baby Yoda viajam pelos planetas.

Como o Império sobrevive no período que acontece The Mandalorian?

Todos os novos projetos da Disney relacionados ao novo cânone de Star Wars, incluindo a conclusão da trilogia mais recente, mostraram que os rebeldes, embora estivessem construindo um governo legítimo e democrático com a Nova República, subestimaram a ameaça crescente da Primeira Ordem. Com A Ascensão Skywalker, ficamos sabendo que Palpatine conseguiu sobreviver à traição de Darth Vader na Estrela da Morte e teve seu espírito conservado em um clone gerado no planeta Exegol, um local deserto e sombrio baseado nas Regiões Desconhecidas.

Moff Gideon (Imagem: Reprodução/Disney)

Enquanto muitos davam o Império como morto, Palpatine vinha orquestrando silenciosamente a ascensão da Primeira Ordem, com a ajuda do Líder Supremo Snoke. Como vimos em O Despertar da Força, Snoke tentava seduzir Ben Solo (que ainda não respondia pelo nome Kylo Ren) para o Lado Sombrio da Força — a exemplo do que aconteceu com seu avô, Anakin Skywalker. O plano de Palpatine era o de usar sua neta Rey como novo corpo hospedeiro permanente, em uma escalada para lançar a Ordem Final.

Acontece que, em The Mandalorian, estamos cerca de 30 anos desses eventos, já que Rey ainda nem nasceu e, provavelmente, é muito cedo para que a Primeira Ordem apareça na série. Contudo, é bem possível que já vejamos algumas pistas disso acontecendo. Como vimos em A Ascensão Skywalker, o General Pryde revelou que os planos de Palpatine envolviam alguns oficiais imperiais de alto escalão — e isso pode incluir personagens de The Mandalorian, a exemplo de Moff Gideon.

Qual é o estado atual de Mandalore?

O planeta natal dos Mandalorianos é uma incógnita no cânone de Star Wars. E talvez seja exatamente por isso que o showrunner Jon Favreau bateu o martelo para explorá-lo, já que ele é um “papel em branco”, pronto para ser escrito na série. Assim, não dá para saber exatamente o estado atual desse mundo nos cinco anos que se passaram após os eventos de O Retorno de Jedi.

Na temporada final de Star Wars Rebels, que acontece antes de A Nova Esperança, Mandalore estava prestes a reafirmar sua independência. Porém, na conclusão da primeira temporada de The Mandalorian, vimos que o planeta ainda estaria sofrendo com resquícios do domínio imperial. A dúvida que fica é se isso será explorado na série.

Imagem: Reprodução/Disney

Com base no que vimos até agora, há diferentes facções de Mandalorianos espalhados pela galáxia e o próprio Din Djarin parece estar bastante deslocado dentro de sua comunidade — aliás, ele nem mesmo é considerado um Mandaloriano “puro”. Então, pode ser que o planeta e a própria localização de Djarin e Grogu se tornem irrelevantes — até porque o “road movie” que é cada episódio torna a exploração do rico universo de Star Wars ainda mais interessante.

Certo é que os fãs vão continuar seguindo onde eles forem, pois The Mandalorian é um sucesso absoluto e a terceira temporada já está em desenvolvimento.

*Com informações do IGN.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.