Loki │ Quem é Alioth e o que o monstro-fumaça revela sobre o futuro do MCU?

Loki │ Quem é Alioth e o que o monstro-fumaça revela sobre o futuro do MCU?

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 08 de Julho de 2021 às 10h40
Reprodução/Disney+

O episódio 5 de Loki não trouxe as revelações que a gente esperava, mas introduziu mais alguns conceitos para a já complicada ideia de linhas temporais e realidades alternativas que a série vem construindo. É nesse contexto que conhecemos O Vazio, o mundo no fim do tempo em que a Autoridade de Variância Temporal (TVA, na sigla em inglês) descarta todos aqueles que são podados. E é lá que descobrimos que o verdadeiro responsável por apagar tudo e todos é Alioth.

No seriado, ele é representado como uma espécie de grande tempestade, como se fosse uma criatura em forma de nuvens que avança sobre os recém-chegados ao Vazio para se alimentar de sua matéria e de sua aura temporal. Mais do que isso, descobrimos que ele impede que as variantes que foram podadas escapem de lá, além de ser o guardião que aparentemente protege o grande responsável pela TVA — seja lá quem for.

O monstro-fumaça é bem mais complexo nos quadrinhos (Imagem: Reprodução/Disney+)

O curioso é que ninguém esperava que esse ser fosse aparecer na série, mesmo o personagem tendo sido retirado diretamente das páginas dos quadrinhos. Isso porque, embora ele seja uma criação das HQs, ele é desconhecido até mesmo por boa parte dos leitores — ainda que sua origem esteja, de certa forma, ligada a um dos vilões que todos esperam ver no episódio derradeiro de Loki.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Assim, se você assistiu ao episódio 5 da série e ficou se perguntando de onde tiraram esse monte de fumaça devoradora de vidas, fique tranquilo! O Canaltech te explica.

A fumaça temporal

Assim como vimos na série, o Alioth dos gibis também é uma enorme fumaça cuja existência está atrelada a viagens no tempo — não por acaso, ele é conhecido como o O Ser Supremo do Tempo. Sua primeira aparição foi na revista Avengers: The Terminatrix Objetive, publicada originalmente em 1993.

Visual é bem parecido na HQ e na série (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Nessa minissérie, o vilão Kang, o Conquistador está em animação suspensa e Ravonna Renslayer assume o comando da cidade-temporal de Chronopolis. E é ao tentar expandir seus domínios que ela descobre sobre a existência de Alioth e como a criatura sem forma sempre foi um rival para o inimigo dos Vingadores.

É aí que é explicado que Alioth foi o primeiro ser a quebrar as barreiras do tempo e, por isso, seus domínios temporais são muito maiores que os de Kang. É um tanto quanto confuso, mas é por causa de Alioth que o vilão viajante-temporal nunca estendeu seu império temporal para antes de 2.000 a.C, por exemplo. No caso de Alioth, sua influência vai desde os primórdios da vida.

Isso tudo faz com que ele seja um personagem muito poderoso — e, por essa razão, pouco usado nos quadrinhos. Nas poucas histórias em que ele apareceu, foi mostrado que suas habilidades e comportamento são bem parecidos com aqueles que vimos em Loki: devorar matéria e energia de tudo aquilo que toca, com a diferença de que ele ainda consegue criar distúrbios temporais e avançar por entre dimensões.

As HQs têm até um mapa para explicar a divisão dos impérios temporais de kang, Alioth e até da TVA (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

É por ser tão perigoso assim que Kang criou barreiras em Chronopolis para impedir que Alioth invada seus domínios e, na minissérie, Ravonna acaba derrubando essas restrições e permitindo que o monstro-tempestade invada a cidade. É nesse contexto que o Conquistador é revivido e, com a ajuda dos Vingadores, consegue superar Alioth — e, em seguida, passa a usar a criatura para atacar outros impérios temporais.

E o que isso representa para o MCU?

Pelo que o episódio 5 de Loki mostrou, dificilmente o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) vai seguir por esse caminho de reinos temporais e fazer de Alioth essa grande ameaça. Até porque, como foi apresentado, a versão da série do personagem é bem mais bestial, quase como se fosse um monstro mesmo.

MCU já aparesentou um reino de destruição deixado por Alioth (Imagem: Reprodução/Disney+)

Ao mesmo tempo, o seriado estabeleceu que ele atua tanto como um guarda que impede que variantes enviadas para o Vazio escapem quanto como um guardião do verdadeiro criador da TVA. É por isso que, quando Loki e Sylvie conseguem encantar o ser-tempestade, eles ganham acesso para um lugar que a gente ainda não sabe bem qual é.

E enquanto essa questão ainda segue em aberto, a presença de Alioth na série é mais um dos vários indicativos de que devemos ver mesmo Kang — ou uma de suas variantes — aparecendo no episódio final de Loki. Por mais que o monstro não seja tão ameaçador quanto nos quadrinhos, sua relação com o vilão temporal é direta e o Marvel Studios não costuma apresentar personagens assim tão desconhecidos sem ter alguma relação com outros mais famosos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.