E3 2019 | Bethesda anuncia Orion, pacote de otimização para jogos por streaming

Por Wagner Wakka | 09 de Junho de 2019 às 23h43
Divulgação/Bethesda

A Bethesda apresentou na noite deste domingo (9) o Orion, um pacote de otimização voltado para streaming de jogos. No palco da conferência da empresa na E3 2019, os produtores explicaram que a ideia é fornecer otimização às engines de jogos para que os games funcionem de forma mais leve e precisem de menos largura de banda para rodarem lisos em qualquer dispositivo por qualquer plataforma de streaming.

O Orion não é somente uma engine ou uma plataforma. A Bethesda apresentou a tecnologia como uma série de ferramentas de otimização de engine para jogos via streaming. Ou seja, a empresa deu a entender que a novidade não é voltada apenas para o seu próprio motor gráfico, o Id Tech, mas também para todos os outros do mercado.

Segundo apresentação, é possível fazer com que um game precise de 40% menos largura de banda. “Isso significa menos custo para o jogador e também para a produtora”, informou James Altman, diretor da empresa.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Uma das qualidades é que o Orion consegue diminuir o tempo de codificação dos arquivos em 30%, exigindo 20% menos do dispositivo do usuário. Ele ainda é compatível com serviços como Stadia, da Google, e o xCloud da Microsoft. “Além de outras plataformas”, aponta Altman.

Doom Eternal rodando com otimização do Orion (Foto: Diculgação/Bethesda)

Os jogos vão precisar ser compatíveis com o Orion, sendo que o serviço vai funcionar junto com as engines, portanto, ainda depende de empresas abraçarem a ideia. O diretor, contudo, aponta que “alguns jogos já estão sendo desenvolvidos assim”. Ainda, é preciso que as plataformas de streaming permitam que o Orion seja compatível, o que acontece já com as duas primeiras anunciadas.

A companhia apresentou a tecnologia em funcionamento em um smartphone no palco da conferência. O jogo em questão foi Doom 2016. Foi possível ver que o smartphone roda de forma muito rápida, orgânica e responsiva ao jogo de tiro, o qual exige muita agilidade. Segundo Altimam, é possível jogar em 4K com 60 fps usando o serviço.

O sistema pode ajudar a diminuir o gargalo dos jogos por streaming. A Google anunciou que sua plataforma vai exigir 35 Mbps para títulos em 4K a 60 fps. Com o Orion, esse número poderia cair para 21 Mbps.

No caso dos 1080p a 60 fps, o número poderia cair de 20 Mbps para 12 Mbps. O mínimo, para funcionar, seria de apenas 6 Mbps. Todos os cálculos foram feitos levando em conta uma redução de 40% na largura de banda.

A Bethesda também disse que as apresentações do Stadia com Doom não contavam com a tecnologia ainda.

A empresa permitiu o registro para que usuários possam jogar Doom 2016 a 60 fps e 4K apenas pela internet pelo site do Slayers Club.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.