Como economizar espaço no PS5

Como economizar espaço no PS5

Por Caio Carvalho | Editado por Guadalupe Carniel | 01 de Outubro de 2021 às 08h00
Kerde Severin/Unsplash

Com o lançamento do PlayStation 5, a Sony prometeu jogos em altíssima definição, com menor tempo de carregamento e retrocompatibilidade com títulos de PS4. De fato, a empresa está cumprindo tudo isso, mas com um porém: a memória interna do console não está acompanhando tanta evolução.

De fábrica, o PS5 vem com um SSD de 825 GB. Desse total, quase 200 GB são reservados para o sistema operacional do aparelho, o que significa que você terá disponíveis pouco mais de 600 GB para salvar games, aplicativos, imagens e vídeos de suas jogatinas. Parece muito, certo? Mas não é, uma vez que já existem títulos que ultrapassam os 100 GB. Logo, você só conseguiria manter cerca de cinco a seis jogos instalados.

É verdade que o PS5 já permite expandir a capacidade interna por meio de SSDs licenciados ou HDs externos. Contudo, há algumas dicas extras para gerenciar melhor o armazenamento e economizar espaço no seu PlayStation 5. E é isso o que vamos listar as seguir.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como economizar espaço no PS5

Salve apenas os jogos que você realmente joga

Com o sistema operacional instalado, o PS5 oferece pouco mais de 667 GB de espaço disponível. Gerenciar esse armazenamento ajuda a organizar melhor a biblioteca do console (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Eu sei que pode parecer óbvio deixar no console somente aquilo que você usa, mas nem sempre nos lembramos de apagar títulos já finalizados ou que esteja ocupando espaço à toa. Principalmente se você for um assinante da PS Plus e tem o costume de baixar os títulos mensais disponibilizados mensalmente: na maioria das vezes são games menores. E de um em um, o PS5 vai ficando cheio sem que você se dê conta disso.

Lembre-se também que um jogo, seja ele comprado em mídia física ou digital, pode ser instalado a qualquer momento no PlayStation 5 sempre que você quiser revisitar o game. Portanto, o ideal mesmo é deixar apenas o essencial para evitar deixar para depois o que você vai desinstalar quando for jogar algo novo.

Fique atento ao download dos jogos

Muitos jogos de geração cruzada acabam baixando as versões de PS4 e PS5 ao mesmo tempo. Esteja atento caso isso aconteça para evitar downloads desnecessários (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Uma das melhores funções do PS5 é a retrocompatibilidade com jogos de PS4, o que significa que toda a sua biblioteca da geração passada funciona com o novo console. Muitos games, inclusive, ganharam versões separadas de PS4 e PS5.

Foi aí que surgiu uma questão um tanto peculiar: ao colocar um determinado título para baixar, ele faz o download das duas versões, e não apenas a versão de PlayStation 5. Isso não está relacionado a mau funcionamento, nem a um erro do console — trata-se apenas de uma opção que fica disponível toda vez que você for instalar um novo jogo no aparelho.

Por esta razão, ao baixar um jogo novo no seu PS5, verifique na aba “Downloads/Uploads” se as duas versões do mesmo título estão sendo baixadas. Se fim, você pode cancelar a versão de PS4 e evitar que ela ocupe espaço extra no console. Você ainda pode checar em “Armazenamento" quais games estão salvos no dispositivo e, se houver versões de geração cruzada, mantenha apenas a versão de PS5.

Desative as atualizações automáticas

Uma das formas para economizar espaço no PS5 é desabilitar o download automático de atualizações (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Particularmente, prefiro que as atualizações de jogos e aplicativos sejam automáticas, assim eles ficam sempre na última versão dos desenvolvedores, diminuindo a chance de surgirem erros de funcionamento. Por outro lado, desativar essa opção no sistema é uma alternativa que pode ajudar a economizar espaço SSD no PS5.

As atualizações automáticas sempre aparecem quando você fica online no console, e podem ser desativadas nas configurações do PlayStation 5. Ao desabilitar o recurso, você precisará verificar cada jogo individualmente por novos updates. Pode ser um trabalho a mais fazer isso com cada título, mas com certeza evita que grandes pacotes de atualização sejam instalados, especialmente de games que você não joga há algum tempo.

Desative o salvamento automático de vídeos de troféus

Outra medida eficaz para aumentar o espaço do PS5 é desabilitar a captura de vídeos de troféus conquistados (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

O PS4 já tinha uma função que salvava automaticamente capturas de tela no momento exato em que novos troféus eram conquistados. Isso continua o mesmo no PS5, com a adição de que, além da imagem, o console armazena um vídeo de poucos segundos de troféus desbloqueados. Por padrão, o aparelho salva o arquivo, o que, a longo prazo, pode acumular uma quantidade considerável de memória do console.

Para quem deseja evitar esse acúmulo desnecessário de mídia, você pode desabilitar que vídeos de novos troféus sejam criados e salvos na galeria do PS5. Basta acessar as configurações do console e, dentro de “Capturas e transmissões”, selecionar a opção para não salvar vídeos de captura de troféus.

De vez em quando, faça uma limpa na galeria de mídia do PS5

Separe um tempo para limpar arquivos na sua galeria de mídia que podem estar ocupando espaço sem necessidade no PS5 (Captura de tela: Caio Carvalho/Canaltech)

Gerenciar o espaço do PS5 também significa que, uma vez ou outra, é indicado fazer uma ronda nos arquivos salvos na galeria de mídia do console. Durante um jogo, é natural que façamos o salvamento de algumas cenas ou gameplays que queremos guardar ou compartilhar nas redes sociais. A questão é que esses arquivos precisam ser deletados manualmente. Caso o contrário, os conteúdos ficam fazendo volume na memória do PS5.

Não precisa ser todos os dias, mas uma vez ao mês, por exemplo, você pode abrir a galeria de mídia do videogame para ver o que está salvo lá e decidir o que continua e o que será excluído. Além de garantir um espaço extra, você mantém seus arquivos de gameplay mais organizados.

Utilize uma mídia externa

Desde o lançamento, o PlayStation 5 permite que você use mídias externas de armazenamento, seja para salvar arquivos que seriam guardados no PS5 como carregar saves de jogos no console. É uma solução que pode ajudar a gerenciar o espaço do videogame, mas há algumas ressalvas a se levar em consideração.

Em HDs e outros periféricos externos, o PS5 não usará o próprio SSD. Ou seja, a velocidade de carregamento vai depender do tipo de mídia externa. Você pode conectar HDs e até pen drives, desde que não se importe em gastar alguns segundos a mais em telas de carregamento nos jogos.

Lembrando que nem todos os games são compatíveis com o uso de mídias externas no PS5.

Troque o SSD do PS5 por um modelo com mais capacidade

Se mesmo após as dicas anteriores você acha que o PS5 tem pouco espaço para suas exigências, aí não vai ter jeito: a solução é partir para um upgrade no SSD do console.

O problema? O PlayStation 5 só aceita modelos certificados pela própria Sony e que atendam alguns requisitos mínimos:

  • Interface: PCIe Gen4 x4 M.2 NVMe;
  • Capacidade: de 250 GB a 4 TB;
  • Velocidade de leitura sequencial: 5.500 MB/s ou superior;
  • Tamanho: 22 mm de largura máxima; 30 mm, 42 mm, 80 mm ou 110 mm de comprimento; 11,25 mm de altura (incluindo dissipador de calor);
  • Soquete: Socket 3 Key M.

Mesmo com essas exigências mínimas, o SSD precisa ter uma certificação da Sony, então não é simplesmente estar compatível com todos os requisitos e trocar o componente no PS5. A Sony já declarou que mais modelos de SSD serão compatíveis com o PS5, mas não revelou fabricantes, nem uma data para ampliar o portfólio.

Até setembro de 2021, o único modelo que atende os requisitos técnicos da Sony e recebeu certificação oficial da empresa é o FireCuda 530, da Seagate, que tem versões de 500 GB, 1 TB, 2 TB e 4 TB. Os preços no Brasil variam entre uma média de R$ 700 e R$ 2.250.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.