Publicidade

7 tesouros esquecidos da Disney para você conhecer

Por| Editado por Durval Ramos | 16 de Outubro de 2023 às 14h32

Link copiado!

Reprodução/Disney
Reprodução/Disney
Tudo sobre Walt Disney Company

A Disney é conhecida por seus clássicos animados e filmes para toda família. Só que, ao longo desses 100 anos de histórias, muitas de suas produções acabaram sendo esquecidas ou simplesmente não receberam a atenção devida no seu lançamento. São filmes que são tão bons quanto muitos de seus clássicos, mas que acabaram não conseguindo repetir o mesmo sucesso desses medalhões.

As razões para essas injustiças são várias, seja um lançamento em uma época errada ou simplesmente eram esquisitos a ponto de se tornaram cult. Você com certeza deve ter alguns desses tesouros perdidos da Disney entre seus favoritos, mostrando como o estúdio consegue atingir o público para muito além de Rei Leão, Branca de Neve e os Sete Anões e Toy Story.

Pensando nessa injustiça, reunimos alguns títulos dentro dos 100 anos de existência dda Disney que merecem receber uma segunda olhada.

Continua após a publicidade

7. O Caldeirão Mágico

Conhecido por muitos como o filme que quase matou as animações da Disney, O Caldeirão Mágico é baseado nos dois primeiros livros da série As Crônicas de Prydain, de Lloyd Alexander.

O filme conta a história de um místico caldeirão desejado pelo Rei de Chifres, um vilão que o quer para dominar seus poderes e tomar o mundo para si. Descobrindo os planos do bandido, um jovem chamado Taran, acompanhado de uma princesa e um grupo de criaturas partem em uma jornada para tentar alcançar o caldeirão primeiro.

Continua após a publicidade

O longa tem um tom um pouco mais sombrio que as animações da Disney na época, o que acabou causando seu fracasso nas bilheterias. Porém, a produção se tornou cult com o passar dos anos, ainda que permaneça desconhecido por muitos espectadores.

6. Rocketeer

Baseado nos quadrinhos de Dave Stevens, Rocketeer foi lançado em 1991 e pode ser definido, de um jeito bem grosseiro, com Capitão América misturado com Homem de Ferro.

Continua após a publicidade

Estrelado por Billy Campbell (The 4400) e Jennifer Connelly (Hulk), o filme se passa em 1938 e conta a história do piloto de acrobacias Cliff Secord que, após encontrar um jetpack, o usa para voar sem a necessidade de um avião.

Ele acaba ajudando pessoas, se tornando um herói, mas chama atenção do FBI, que estava em busca do jetpack, assim como de forças nazistas que o haviam roubado do governo.

O filme é bem divertido e uma curiosidade é que seu diretor, Joe Johnston, foi lembrado pelo filme, ajudando a garantir a direção de outra adaptação de quadrinhos anos mais tarde: Capitão América: O Primeiro Vingador.

5. Frankenweenie

Continua após a publicidade

Frankenweenie é um filme de stop motion dirigido por Tim Burton (Wandinha), adaptando o curta metragem que o diretor havia feito em 1984. Uma homenagem ao monstro de Frankenstein, o filme conta a história de um garoto chamado Victor que usa o poder da eletricidade para trazer de volta à vida o seu cachorrinho que morreu. Sparky volta dos mortos, mas a descoberta faz com que colegas tentem reanimar seus próprios bichos de estimação, gerando um caos na cidade.

Lançado em 2012, o filme acabou estreando e saindo logo da mente do público, talvez pelo seu estilo de animação ou por ser todo em preto e branco. Mesmo assim, Frankenweenie é um prato cheio para os fãs de filmes infantis mais sombrios ou simplesmente gostam bastante do estilo do diretor Tim Burton.

Continua após a publicidade

4. A Princesa e o Sapo

Apesar de a personagem principal, a Princesa Tiana, ter alcançado certo status dentro do universo de princesas da Disney, o filme A Princesa e o Sapo não recebe tanta atenção quanto outros filmes desse tipo.

A animação de 2009 é parcialmente inspirada no livro A Princesa Sapo, de E.D. Baker, e conta a história de uma garçonete na Nova Orleans de 1929 que sonha em abrir seu próprio restaurante. Um dia, após beijar um príncipe que havia se tornado um sapo, a própria Tiana se transforma em um anfíbio, precisando encontrar um jeito de virar humana novamente antes que seja tarde demais. Tudo isso ao som de muito jazz.

Continua após a publicidade

É também a última grande animação 2D da Disney. O fraco desempenho da história nos cinemas fez com que o estúdio migresse de vez seus esforços para o 3D.

3. A Nova Onda do Imperador

Apesar de o personagem Kuzco ter se tornado conhecido, A Nova Onda do Imperador merecia mais atenção e destaque dentre os clássicos da Disney. O filme passou por uma produção conturbada, surgindo como uma animação completamente diferente da que foi lançada, sendo um milagre que ela seja tão divertida assim.

Continua após a publicidade

O filme conta a história do Imperador Kuzco, um narcisista que é transformado em lhama em uma tentativa de assassinato pela sua ex-conselheira. Para tentar voltar a ser humano, ele acaba pedindo a ajuda para Pacha, um camponês que tenta levá-lo de volta ao palácio para recuperar o trono.

A versão dublada, com a voz de Selton Mello como Kuzco, faz toda a diferença aqui, tornando o filme ainda mais engraçado do que já era.

2. O Menino que Queria Ser Rei

Continua após a publicidade

Dirigido por Joe Cornish, parceiro do diretor Edgar Wright (Scott Pilgrim Contra o Mundo) em vários filmes e responsável por Ataque ao Prédio, O Menino que Queria Ser Rei tem um elenco com nomes como Rebecca Ferguson (Duna) e Patrick Stewart (X-Men) e segue um jovem menino britânico que encontra por acaso a Excalibur, lendária espada do Rei Arthur. Conseguindo usá-la, ele acaba se tornando a única esperança para impedir que uma antiga feiticeira acabe com a humanidade.

O filme recebeu boas críticas no seu lançamento, mas por chegar aos cinemas em janeiro de 2019, época em que a Fox ainda estava passando pelo processo de aquisição pela Disney, não teve marketing muito forte. Isso fez com que ele não conseguisse encontrar um público para pagar o seu investimento, mesmo sendo um bom filme.

1. Atlantis: O Reino Perdido

Continua após a publicidade

Atlantis: O Reino Perdido sempre aparece como um tesouro oculto da Disney, mas as pessoas parecem continuar sem dar uma chance ao filme. Tendo a voz de Michael J. Fox (De Volta Para o Futuro) no papel principal, o filme mostra o linguista Milo Thatch, que descobre um livro capaz de decifrar enigmas que podem levar até a Atlântida.

Junto de um grupo de mercenários, ele forma uma expedição para encontrar a cidade perdida e descobrir os mistérios por trás dela. Lançado em 2001, Atlantis teve o azar de chegar aos cinemas durante uma mudança no mercado de animações, que passaram a priorizar mais produções 3D, com o público deixando de lado desenhos tradicionais.

Nem mesmo as boas críticas salvaram o filme do seu fracasso nas bilheterias, mas os anos seguintes permitiram que ele alcançasse status de cult entre amantes da animação.

Todos os filmes da lista estão disponíveis para assistir na Disney+.