Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

GWM Ora 7 | Visual de Panamera e desempenho surpreendente

Por| Editado por Jones Oliveira | 25 de Abril de 2024 às 10h25

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech

A visita da reportagem do Canaltech às instalações da GWM em Xushui, cidade perto do município de Baoding, serviu não apenas para ver de perto como são feitos o Haval H6 ou o Ora 03, hoje entre os eletrificados mais vendidos do Brasil.

A viagem também nos proporcionou a oportunidade de conhecer modelos que chegarão ao Brasil em breve, como os SUVs da Tank, e até os que não estão nos planos para o nosso país.

Esses são os casos do Ora Ballet Cat, o "Fusca chinês" que rendeu briga jurídica com a Volkswagen, e do Ora Lightning Cat, também chamado de Ora 07, modelo com o qual tivemos um contato mais "íntimo ", vamos dizer assim.

Continua após a publicidade

Aceleramos o gato relâmpago na pequena pista preparada pela GWM e, ao fim do percurso, podemos dizer, com absoluta certeza. que é uma pena a marca ter optado por não vender o modelo no Brasil. E vamos explicar o porquê agora.

Lightning Cat seria arma contra BYD Seal

O jargão popular que diz que as aparências enganam poderia muito bem ser o slogan do Ora 07. Afinal, apesar do visual pouco convencional, o desempenho é digno de elogios.

O design é um mix de estilos, que combina partes de Ora 03 com traços de Fusca e que, para muitos jornalistas presentes ao evento, acabou se tornando o "Panamera chinês", por lembrar remotamente o modelo da Porsche.

A sensação é que o Lightning Cat é um Fusca "esticado". E não tem problema nenhum nisso.

O que impressinou mesmo foi o desempenho, e é isso que certamente colocaria o modelo da GWM em rota de colisão com o Seal, sedan da BYD, caso fosse lançado por aqui.

Continua após a publicidade

Ora Lightning Cat é rápido como um raio

Ao contrário dos testes em outros modelos, que foram mais disputados, demos 4 voltas a bordo do Ora Lightning Cat, duas ao volante e duas como passageiro.

Em todas elas a sensação foi a mesma. O carro tem força e torque suficientes para encarar os 531 cv do rival da BYD, e também é seguro nas curvas e equilibrado no desafio do slalom.

Por dentro, o acabamento e os itens tecnológicos também são de níveis elevados, com direito a um botão vermelho que, quando acionado, emula o som do motor para avisar que o modo esportivo está pronto para impressionar.

Continua após a publicidade

Diante de tudo isso, a única explicação para a GWM não lançar o ótimo Lightning Cat no Brasil é o temor de o visual não ser bem aceito ou, então, comparado ao Porsche Panamera, esse sim um rival que segue alguns degraus acima do modelo chinês.