SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

5 motivos para comprar a Chevrolet Montana RS

Por| Editado por Jones Oliveira | 10 de Dezembro de 2023 às 09h30

Link copiado!

Felipe Ribeiro/Canaltech
Felipe Ribeiro/Canaltech

Posicionada como a topo de gama na linha da caminhonete, a Chevrolet Montana RS trouxe alguns elementos interessantes que podem convencer mais clientes a apostarem na nova picape da General Motors — além de manter as principais valências das demais versões.

Se a missão da Montana é ingrata no mercado, já que concorre com rivais de peso em diferentes segmentos, a versão RS pode dar ao modelo algum tipo de vantagem justamente por ser a única com esse design mais esportivo.

O Canaltech passou um tempo com a picape intermediária e vai te contar os principais motivos para você comprar uma Chevrolet Montana RS.

Continua após a publicidade

Qual é o público-alvo da Chevrolet Montana RS?

Assim como acontece com a Chevrolet Montana Premier, a variante RS deve tentar atrair clientes que queriam um SUV, mas que gostam da ideia de ter uma caçamba enorme para levar seus utensílios, malas e demais objetos. O visual esportivo, porém, pode trazer também compradores mais jovens.

5 motivos para comprar a Chevrolet Montana RS

Continua após a publicidade

Veja abaixo os cinco motivos para comprar a Chevrolet Montana RS.

5. Desempenho

O motor 1.2 turbo de 133cv e 21,4 kgf/m de torque é o mesmo das demais versões da Chevrolet Montana, mas isso não deixa de ser um ponto positivo por aqui. O propulsor é mais do que suficiente para dar à caminhonete um comportamento ágil e bem competente seja na cidade, seja na estrada.

O 0 a 100 km/h é feito em 10s, segundo nossas medições, e o remapeamento do câmbio para a picape ajudou a trazer esse bom torque do motor 1.2 mais cedo até do que vimos no Tracker, embora a ficha técnica de ambos diga que é a 2.000rpm.

Continua após a publicidade

4. Consumo

Algo que agradou muito no convívio com a Chevrolet Montana RS foi o consumo. Apesar de ser feita sobre a mesma plataforma do Tracker e compartilhar o mesmo motor 1.2 turbo, os números na picape foram bem melhores. Na cidade, chegamos a marcar 11 km/l, enquanto na estrada anotamos surpreendentes 18 km/l. Ao final dos testes, o computador de bordo estava com marcador mostrando 12,7 km/l, sempre com gasolina.

A explicação pode estar no formato do carro, que é mais aerodinâmico do que o SUV.

Continua após a publicidade

3. Dirigibilidade

A Chevrolet Montana RS é um carro bem gostoso de dirigir e isso pode ser justificado não apenas pela plataforma adotada pela GM, a GEM, mas também pelo jeitão de sedan que ela tem graças ao seu bom balanço traseiro.

Por mais que a Chevrolet queira vender a ideia de que estamos em um SUV com caçamba, na prática, a Montana realmente lembra um sedan. Claro, a altura relativa ao solo não deixa esquecer que estamos a bordo de um veículo alto, porém a dinâmica é bem agradável.

Continua após a publicidade

2. Conectividade

A GM manteve o pacote de conectividade para a Montana RS e isso é um tremendo acerto. O Wi-Fi nativo segue operando muito bem e a picape também conta com o serviço de concierge e telemetria OnStar, que trabalha em conjunto com o app My Chevrolet. É um diferencial e tanto se pensarmos que ela também compete com a Fiat Strada, que não é munida desses itens.

Continua após a publicidade

1. Design

O principal motivo para fazer você comprar uma Chevrolet Montana RS (e não uma Montana Premier, por exemplo) é o design, a grande novidade para esse modelo. As mudanças efetuadas pelo time da GM foram certeiras e a deixaram mais bonita do que já é.

A começar pelo uso do chrome delete, que abusa de tons escurecidos na picape para eliminar cromados exagerados. As rodas de 17 polegadas são usinadas e o santantonio, novidade nessa versão, é acoplado ao rack de teto, dando um ar de esportividade e robustez a mais para a Montana.

Além disso, a grade frontal é em estilo colmeia e ajudou a tirar um pouco da "cara de Toro" que ela tem.

Continua após a publicidade