Análise | Fiat Toro Ranch une mundos dos SUVs e picapes com maestria

Por Felipe Ribeiro | 18 de Março de 2020 às 11h44
Matheus Argentoni/ Canaltech

Em nossas análises aqui no Canaltech, já falamos bastante que os SUVs estão dominando o mercado automotivo brasileiro, aposentando os hatches médios e peruas ano após ano. Com este cenário, as montadoras resolveram ser mais criativas e aproveitar essa onda para criarem produtos cada vez mais atrativos e com características para agradar aos consumidores, que estão com cada vez mais apetite por um utilitário.

A Fiat foi pioneira no Brasil com o lançamento de carros com aspecto aventureiro, o que podemos considerar, de certo modo, como o embrião para o que hoje são os SUVs. Não que os utilitários já não existissem por aqui, mas a popularização começou com esses “adventures”.

Em 2016, porém, a montadora italiana projetou o que hoje é um dos maiores sucessos de mercado em território brasileiro: o Fiat Toro. O veículo, que é considerado um Sport Utility Pick-Up (SUP), foi capaz de unir o melhor de dois mundos: o conforto e praticidade de um SUV com a força, robustez e capacidade de carga de uma picape.

A versão testada pelo Canaltech foi a topo de linha*, chamada de Toro Ranch. Mas há tantas outras que podem agradar diferentes estilos e bolsos, porém, falaremos disso mais para frente.

Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech

*A versão Ultra, lançada após a Ranch, ganhou apenas uma mudança na caçamba.

Chama a atenção

Inevitável olhar para o Fiat Toro e não elogiar seu design. A picape não tem o tamanho das que estão posicionadas na categoria de “picapes médias”, como a Ford Ranger, Toyota Hilux ou Chevrolet S10, mas também não é pequena a ponto de ser confundida com sua irmã menor, a Fiat Strada, que há anos é a picape mais vendida do Brasil.

Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech

O Fiat Toro foi feito para chamar a atenção de quem precisa de um veículo robusto, capaz de aguentar as pancadas do dia a dia, mas também que seja gostoso de guiar e que tenha o conforto que as grandes cidades exigem. E quem disse que para isso o carro precisava ser feio? Muito pelo contrário: o design é digno de elogios e merece, sim, ser destacado, pois ele transmite exatamente a mensagem que o veículo quer passar, ainda mais na versão Ranch, que é cheia de detalhes.

Como é posicionada com um tamanho intermediário, “subir” nesse Toro não é complicado, mesmo para pessoas de baixa estatura. Há, inclusive, uma alça bem perto da porta que facilita esse trabalho e uma plataforma lateral para que possamos apoiar os pés.

Foto: Matheus Argentoni/Canaltech

Quando entramos na cabine, o Toro chama ainda mais atenção. A qualidade dos materiais é muito boa e, como todas as picapes nessa faixa de preço, abusa do plástico duro. Isso, no Toro, porém, não chega a ser um problema — apesar de acharmos que cairia bem um material emborrachado pelos valores cobrados por essa versão.

Foto: Matheus Argentoni/ Canaltech

A versão Ranch tem um material de acabamento em duas cores, com bancos de couro na cor marrom e os detalhes das portas, também em couro, na mesma cor. Também há um compartimento “secreto” no banco do carona em que é possível guardar uma boa quantidade de objetos, tal qual acontece no Jeep Compass.

Eficiente no campo e na cidade, mas não no mesmo nível

Por mais que o Fiat Toro seja uma picape, temos algumas ressalvas a respeito de seu comportamento no off-road. As picapes do segmento superior, as médias, são equipadas com itens de segurança e desempenho que lhes garante um trabalho mais eficiente quando falamos de terra, barro, lama e afins. Não que o Toro não seja capaz disso, mas nossa sensação é de que o veículo foi pensado mais para a cidade do que para o campo.

Os números e o desempenho, porém, impressionam: o Toro é equipado com um motor 2.0 turbodiesel de 170cv e 35,7 kgf/m de torque a 1750rpm, o que lhe garante uma relativa agilidade e poderio muito bom para andar nas grandes cidades e na estrada. O câmbio automático de nove marchas lhe garante um conforto absurdo, seja qual for a situação, mas é mesmo na estrada que vimos o quão eficiente ele é. E isso pode ser aferido pelo consumo: apesar dos seus 1871kgs, o Fiat Toro Ranch foi capaz de fazer 13,5 km/l nas rodovias e 11 km/l na cidade. Seu 0 a 100 km/h é em 10 segundos.

Foto: Felipe Ribeiro/Canaltech

Quando o colocamos em um ambiente off-road brando, seu desempenho também foi digno de elogios. Utilizamos o Toro em uma estrada de terra próximo à região de Amparo, no interior de São Paulo, em uma subida bem íngreme e terreno bem judiado. Na subida, ele “jantou” a estradinha e foi superbem, sem a necessidade da utilização latente da tração integral (4x4), mesmo que ela possa ser acionada pelo sistema da picape automaticamente.

Na descida, o sistema de controle do automóvel nos garantiu total segurança, com pausas e frenagens sem solavancos. A suspensão do Toro, que é independente McPherson na dianteira e independente e multilink na traseira, deixa tudo muito leve, seja no off-road ou em nossas ruas esburacadas.

Foto: Matheus Argentoni/ Canaltech

Sua direção é elétrica e, tal qual pudemos conferir no Fiat Argo, a Fiat fez um excelente trabalho em sua calibragem – mas não no esterçamento. Sim, picapes não são veículos fáceis de manobrar, mas bem que o Toro poderia ter um raio de esterçamento um pouco melhor. Seu irmão de plataforma, o Jeep Renegade, não sofre deste problema, por exemplo.

Quanto à capacidade de carga, segundo a FCA, o Toro consegue levar até 1000 kgs em sua caçamba sem que cause grandes danos ao desempenho. Nós conseguimos encher a picape com 500kgs de carga e efetuamos grandes acelerações e arrancadas, tanto em solo plano quanto em subidas, e o resultado foi muito bom, sem perdas significativas.

Foto: Matheus Argentoni/Canaltech

Chegamos à conclusão que o Toro brilha muito mais nas cidades do que no campo. Com um modo de condução dos mais confortáveis do mercado e um motor potente e econômico, compensa mais ter este veículo se você tiver uma rotina que envolva apenas o lazer e o trabalho, com eventuais viagens. Se você tiver uma fazenda, sítio ou algo do tipo e quer botar a picape para trabalhar e fazer valer sua “intenção”, talvez haja decepções.

Conectividade, segurança e conforto

O Fiat Toro Ranch é a versão mais requintada da picape e isso também pode ser justificado em seus itens de série: não há opcionais, ela vem completa. Se você comprar o Fiat Toro Ranch, saiba que terá á disposição todo o arsenal de itens de tecnologia e segurança que a picape pode receber – mas não dos que poderia ter.

Como assim poderia ter? Como bem sabemos, o Toro é da Fiat, que detém, também, os carros da marca Jeep sob o guarda-chuva da FCA. E, pelo valor que é cobrado pelo Toro (R$ 165.990), alguns equipamentos deveriam ser obrigatórios, tais quais já aparecem em outros modelos da empresa com valor compatível, como alerta de colisão, sensor de ponto cego, park assist e sistema de permanência.

Foto: Matheus Argentoni/ Canaltech

Ressalvas à parte, o Toro Ranch tem um pacote infindável de itens de conforto, conectividade e segurança. A começar pela partida remota, que pode ser feita por meio da chave e, claro, do destravamento do carro com sensores presenciais. Os ajustes do banco do motorista são elétricos, o ar-condicionado é digital e de duas zonas e o console central da cabine é climatizado – este último item não visto em modelos maiores. Há, também, o rebatimento automático dos retrovisores, o espelho central é eletrocrômico e, ao realizar as manobras de ré, além da câmera e dos sensores, o motorista tem à disposição a movimentação do retrovisor direito para a visão da guia.

A central multimídia uConnect que equipa o Toro Ranch é uma versão bombada da que analisamos no Argo. A tela tem o mesmo tamanho, 7 polegadas, mas os componentes são muito mais rápidos e tornam o aparelho mais completo. Por exemplo: o abrir e fechar de programas pode ser feito por meio do controle de abas ou por voz, há GPS da TomTom nativo e o espelhamento com Android Auto e Apple Car Play é muito mais responsivo do que no compacto. A interface também exibe itens e funcionamento bem mais fluidos.

Foto: Matheus Argentoni/ Canaltech

No campo da conectividade também há ressalvas. As chamadas de voz, por exemplo, são atrapalhadas pelo som do motorzão da picape, que não chega a invadir tanto a cabine, mas causa vibração acima da média e interfere na captação da voz pelo microfone. Das vezes em que entramos em chamadas de telefone, as reclamações eram constantes por parte de quem (tentava) ouvir do outro lado.

Imagem: Matheus Argentoni/ Canaltech

O clutch central tem uma tela de 5 polegadas de ótima resolução e exibe todas as informações necessárias para o motorista, como pressão dos pneus, consumo imediato, controle de cruzeiro (que é adaptativo), entre outros. Completam os itens de conforto e segurança os sensores noturnos e de chuva, roda de liga leve de 18 polegadas, LED diurno, engate de reboque removível e santantônio cromados.

Vale a pena, mas...

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

É fácil dizer se valeria a pena ou não ter um Fiat Toro Ranch. A resposta é sim. Porém, há ressalvas. Existem versões do próprio Toro que são mais em conta e que ostentam o mesmo powertrain, ou seja, o motor 2.0 turbodiesel e a tração 4x4. Mesmo sem o requinte que esta versão possui, o interessado em uma picape intermediária como o Toro estará bem servido com as versões Volcano e Freedom.

Para os que não querem pagar os R$ 166 mil de jeito nenhum, existem opções com quase o mesmo valor e com tamanho e capacidade de carga superiores, como a Toyota Hilux e a Ford Ranger, que, futuramente, serão testadas pelo Canaltech.

A grande vantagem do Toro, porém, é que ele é capaz de aliar o melhor dos mundos das picapes e dos SUVs em um único produto; sem ser tão grande quanto uma picape superior e tendo capacidade de carga acima da dos SUVs compactos.

Fiat Toro: preços e versões

  • Fiat Toro Endurance 1.8 MT - R$ 96.990
  • Fiat Toro Endurance 1.8 AT - R$ 102.990
  • Fiat Toro Freedom 1.8 AT - R$ 114.990
  • Fiat Toro Volcano 2.4 AT - R$ 127.990
  • Fiat Toro Endurance 2.0 Turbodiesel AT - R$ 134.990
  • Fiat Toro Freedom 2.0 Turbodiesel AT - R$ 146.990
  • Fiat Toro Volcano 2.0 Turbodiesel AT - R$ 158.990
  • Fiat Toro Ranch 2.0 Turbodiesel AT - R$ 165.990
  • Fiat Toro Ultra 2.0 Turbodiesel AT - R$ 167.990

O Fiat Toro Ranch analisado pelo Canaltech foi gentilmente cedido pela FCA.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.