Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

As 4 vantagens competitivas do desenvolvimento low-code para empresas

Por| Editado por Claudio Yuge | 14 de Dezembro de 2022 às 22h00

Link copiado!

Divulgação/Run2biz
Divulgação/Run2biz

O desenvolvimento de aplicativos através do método low-code é uma das principais tendências para o futuro da programação. Segundo o Gartner, até 2024, o desenvolvimento de aplicativos low-code representará mais de 65% na atividade do setor, enquanto 75% das grandes organizações já estarão utilizando alguma ferramenta de baixo código.

As plataformas de low code (LCPD) possibilitam a criação de aplicações com mais agilidade, ao fornecer uma interface gráfica do usuário que permite "arrastar e soltar" blocos de componentes que representam tarefas comuns de desenvolvimento de software. Este modelo estimula o processo de transformação digital e aumenta a competitividade.

Dados do Gartner ainda reforçam que a tecnologia está alinhada com as necessidades reais do mercado, visto que 41% dos funcionários fora dos setores de TI personalizam, criam tecnologias ou soluções de dados atualmente. Com isso, especialistas da Liferay, empresa desenvolvedora de uma plataforma de experiências digitais (DXP) baseada em nuvem, listaram algumas vantagens competitivas do desenvolvimento em baixo código para empresas.

Continua após a publicidade

4 benefícios do desenvolvimento low-code

Confira os quatro benefícios do low-code que impulsionarão o desenvolvimento tecnológico a curto e médio prazo, a seguir;

1. Redução do tempo de desenvolvimento

As tecnologias low-code se destacam pelo dinamismo e rapidez, tendo como ponto forte a minimização da quantidade de código necessário para construir uma aplicação.

“É um conjunto de componentes e ferramentas visuais que, juntamente com outras capacidades de uma plataforma de experiências digitais, auxiliam no lançamento de projetos web como: sites corporativos, portais, e-commerce, reduzindo o time to market”, explica Daniel de Francisco, Lead Sales Engineer na Liferay.

2. Otimização das equipes de TI

Cerca de 80% das empresas afirmam que treinar usuários de outros setores para fazer o trabalho de desenvolvimento deu mais tempo e recursos para os profissionais de TI se concentrarem em outras iniciativas. Para os especialistas, como a transformação digital ainda é um desafio para empresas e equipes de TI, a otimização das tarefas é fundamental para liberar recursos e cobrir com mais eficiência as frentes onde os profissionais da área tecnológica são mais necessários.

3. Capacidade de resposta à mudança

Graças à facilidade do low-code, soluções como landing pages, workflows de aprovação de conteúdo, pedidos de compra ou processos de integração podem ser implementados de forma mais rápida. Isso proporciona às empresas maior flexibilidade, grande capacidade de adequação no cotidiano e melhorias contínuas nos processos.

Continua após a publicidade

4. Experiência do cliente otimizada

Para além da melhora no desempenho dos processos internos da empresa, o low-code também possui impacto na otimização da experiência do cliente e dos usuários.

Com a análise de dados, as empresas de hoje têm uma abundância de informações úteis e podem monitorar a jornada digital de seus clientes. A tecnologia low-code pode ser um complemento importante nesse processo de melhoria contínua ao capacitar equipes para reverter um ponto problemático ou corrigir uma ferramenta que não está funcionando.

"É fato que as empresas que estão imersas em processos de transformação digital geralmente sabem por que precisam fazer isso, mas nem sempre possuem todo o conhecimento tecnológico necessário. Soluções que incluem recursos de low-code podem ser usadas para minimizar essa lacuna", conclui Daniel de Francisco.