Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Como escolher uma câmera para gravar vídeos com entrada de som

Por| Editado por Wallace Moté | 21 de Junho de 2022 às 14h40

Link copiado!

Victor Carvalho/Canaltech
Victor Carvalho/Canaltech

A busca por câmeras profissionais tem aumentado nos últimos anos graças ao maior interesse de pessoas em popularizar seus trabalhos nas redes sociais como YouTube, TikTok e Instagram. Como consequência, também cresce a busca em profissionalizar a produção de áudio para entregar vozes mais limpas e uma maior qualidade sonora no geral. Mas como escolher a melhor câmera para isso? E será que vale a pena investir em um bom celular? É o que vamos discutir a seguir.

Qual câmera tem entrada para microfone?

Várias câmeras DSLR e Mirrorless (com visor eletrônico, sem espelhos) possuem conector dedicado para microfone, mas não é porque a câmera é cara que ela vai possuir suporte para captação de áudio externo.

Continua após a publicidade

O que você precisa buscar em uma câmera é a porta circular de 3,5 mm chamada P2. Esse é o mesmo conector de fones de ouvido encontrado (cada vez menos) em celulares e permite que você possa plugar um fone de ouvido com fio ou microfone dedicado, seja ele lapela, condensador ou qualquer outro.

Entre os modelos mais populares vendidos atualmente (acima dos R$ 2 mil) temos câmeras que entregam boa qualidade de vídeo como a Canon EOS 60D e a T3i, além de opções mais versáteis como Sony A6300 capaz de gravar em resolução 4K. É bom pesquisar, porém, se o conector P2 permite uso de microfones externos ou serve apenas para retorno do áudio captado pela câmera por meio de um fone.

Vale a pena trocar uma câmera por um smartphone?

Celulares avançaram muito em qualidade de vídeo e recursos de gravação os últimos anos, com smartphones capazes de gravar em 8K e oferecendo modo retrato (desfoque) em vídeo de forma natural.

Em relação à captação de áudio, modelos premium oferecem microfones de alta qualidade, mas poucos incluem o conector P2 para conectar um microfone externo, sendo necessário o uso de um adaptador.

Os smartphones se destacam ainda pela maior versatilidade, visto que produtores de conteúdo podem gravar, editar e publicar diretamente pelo dispositivo móvel sem grandes complicações, agilizando o trabalho no dia a dia.

Continua após a publicidade

Então sim, se você quer ter maior praticidade, substituir uma câmera profissional por um smartphone premium ou intermediário mais poderoso pode ser vantajoso.

Modelos como o iPhone 11 e versões mais recentes, bem como a série Galaxy S22 da Samsung ou Edge 30 da Motorola, são garantia de que você não enfrentará problemas em relação ao desempenho e qualidade de câmera e microfone.

Smartphones mais baratos podem entregar resultados semelhantes, visto que boa parte deles contam com ótimos microfones e boas câmeras, podendo ser mais que o suficiente para gravar voz com qualidade — desde que o ambiente não seja muito desfavorável.

Muito além do microfone

Continua após a publicidade

Mas o que verdadeiramente importa além de apenas um microfone é o ambiente em que você se encontra.

Utilizar um quarto ou sala com grande reverberação de eco faz com que a gravação de som fique prejudicada e pareça ruim mesmo em microfones profissionais. Por isso, adaptar o local de gravação com itens acolchoados — sejam eles espumas para isolamento sonoro ou até mesmo colchões, cortinas e tapetes — é uma das formas mais eficientes de diminuir o eco.

O mesmo vale para locais externos com vento forte ou grande concentração de pessoas, veículos ou outros tipos de ruídos, sendo recomendado buscar um ponto de menor poluição sonora para a produção do vídeo.