TikTok lança app para usuário criar seus próprios efeitos

TikTok lança app para usuário criar seus próprios efeitos

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 12 de Abril de 2022 às 16h10
Captura de tela/Canaltech

O TikTok lançou um aplicativo para permitir que qualquer usuário possa criar seus próprios efeitos para a plataforma. O Effect House é uma funcionalidade que oferece uma liberdade inédita e dispensa a necessidade de entender de programação para produzir elementos de realidade aumentada ou que otimizem a produção de vídeos.

A ferramenta estava em versão beta fechada desde agosto de 2020, mas chega para todos os criadores, designers e desenvolvedores do mundo inteiro a partir desta terça-feira (12). O sistema já permitiu que 450 criadores publicassem seus próprios efeitos, fato este que inspirou a criação de mais de 1,5 bilhão de vídeos e 600 bilhões de visualizações.

O programa traz alguns modelos prontos (templates) para facilitar a criação (Imagem: Divulgação/TikTok)

Além do conjunto de ferramentas, o Effect House tem guias de aprendizagem para facilitar a vida de quem não tem tenta familiaridade com linguagens de programação. Segundo o TikTok, o programa possibilita a criação de efeitos imersivos e dinâmicos, sem precisar utilizar outras ferramentas complementares.

A rede social dos vídeos curtos é bastante famosa por entregar efeitos criativos nas mãos dos seus cadastrados. A tela verde, por exemplo, funciona como um chroma key digital para o usuário que deseja editar o fundo dos seus vídeos, sem precisar ter o item físico. Outro exemplo é a linha congelante, que possibilita a expressão e o compartilhamento de histórias em formatos inovadores.

Democratização dos efeitos, mas com responsabilidade

Os planos atuais do TikTok parecem ser voltados para essa democratização do acesso a ferramentas antes exclusivas de técnicos. Apesar dessa simplificação, o usuário precisará seguir as Diretrizes de Efeito, um conjunto de políticas adicionais destinadas a garantir a segurança na plataforma.

Não serão permitidos efeitos que promovam racismo ou reforcem estereótipos negativos contra grupos minoritários, como perucas de black power ou ridicularização de populações LGBTQIA+. Também são proibidas tentativas de simular efeitos de álcool, procedimentos estéticos (como filtros de preenchimento labial e emagrecimento forçado) ou que incentivem o bullying de alguma forma.

Tal como ocorre com os vídeos, os efeitos serão analisados por uma equipe de moderação para garantir o alinhamento às diretrizes do TikTok antes de serem liberados. Se houver violação das políticas, o criador terá o conteúdo excluído e será advertido — a reincidência poderá causar penalizações mais graves, como a suspensão e o banimento.

Usuários que se sentirem ofendidos por algum efeito poderão enviar um pedido de revisão à equipe por meio da funcionalidade "Reportar Efeito".

Efeitos do Effect House serão marcados

O TikTok ressalta que os efeitos criados com o aplicativo serão mostrados com diferenças na rede social. Na página do efeito, onde aparecem os resultados de vídeos com o uso do recurso, estará linkado o nome do perfil que desenvolveu a solução. Durante a gravação do vídeo, será possível encontrar o respectivo criador logo abaixo do nome do efeito.

Cada efeito é associado ao seu criador, o que incentiva a criação (Imagem: Alveni Lisboa/Canaltech)

Com isso, a plataforma espera dar mais visibilidade para quem se dedica a produzir efeitos. Um desenvolvedor famoso, portanto, poderá ter um fluxo grande de pessoas em busca do seu trabalho graças à vinculação de autoria às criações.

O Effect House somente é compatível com o sistema operacional macOS 10.14 ou superior, portanto ainda não possui versões para Windows, Android ou iOS. Há duas versões disponíveis: uma para chips Intel e outra para chips da Apple (modelos M1 mais novos). A empresa chinesa ainda não disse quando pretende levar o programa para mais plataformas.

Fonte: Effect House  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.