Publicidade

Windows 3.11 ainda é usado na operação de trens da Alemanha

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 29 de Janeiro de 2024 às 15h47

Link copiado!

Daniel Abadia/Unsplash
Daniel Abadia/Unsplash

Uma vaga de emprego na Alemanha exigiu uma qualificação um pouco convencional nos dias atuais: domínio do Windows 3.11, sistema da Microsoft lançado em 1993. O profissional procurado trabalharia para uma das principais empresas de operação de trens no país europeu, que ainda usa o SO antigo nos monitores e telas presentes nos veículos.

A vaga foi publicada pelo perfil Konkretor, no X (antigo Twitter). Vale notar que, além do domínio no 3.11, o processo seletivo ainda procura candidatos que saibam usar o sistema operacional MS-DOS (aquele que tinha a mesma interface do Prompt de Comando do Windows). Quem já tem experiência com sistemas de gerenciamento de trens também possui uma vantagem para o eventual recrutamento.

Continua após a publicidade

De acordo com a descrição da vaga, o profissional usaria toda essa bagagem de conhecimentos para a “manutenção do sistema antigo” e “atualização de drivers”. O anúncio do cargo foi tirado do ar nesta segunda-feira (29).

É provável que esses sistemas operacionais antigos sejam usados de forma interna para a transmissão de dados nas empresas responsáveis pelo serviço de trens, por isso o requisito, mas a estrutura completa deve contar com PCs atualizados com sistemas operacionais mais novos.

O que foi o Windows 3.11?

Continua após a publicidade

Windows 3.11 é uma atualização da interface gráfica lançada pela Microsoft em 1993. Toda a família de versões do Windows 3.0 ainda rodava no sistema MS-DOS, mas introduziu o Gerenciador de Programas, Gerenciador de Arquivos e Gerenciador de Impressão à interface gráfica, o que facilitava muitas tarefas do sistema. 

Além disso, vale ressaltar que a versão 3.11 introduziu o popular jogo de campo minado aos PCs e o suporte ao sistema foi oficialmente encerrado pela Gigante de Redmond em 2001.

O MS-DOS, por sua vez, era o sistema operacional da Microsoft usado em PCs da IBM, que executava ações e inicializada a interface gráfica a partir de prompts na tela principal. O sistema foi crucial para a popularidade da MS e durou até o Windows 95, que introduziu o menu Iniciar e uma experiência baseada na interface gráfica.