Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Windows 11 vai atualizar sem reiniciar o PC em alguns casos

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 28 de Fevereiro de 2024 às 11h20

Link copiado!

Divulgação/Microsoft
Divulgação/Microsoft

Atualizar computadores com Windows 11 vai ficar menos incômodo: a Microsoft iniciou experimentos para evitar a necessidade de reiniciar o PC depois de instalar os updates do sistema operacional. A expectativa é de que a novidade seja liberada na versão 24H2, prevista para o fim de 2024, mas com algumas possíveis restrições.

As informações constam num documento da própria Microsoft. Ao liberar a compilação 26058 da versão de testes do Windows 11, a empresa afirmou que não era preciso desligar e ligar o PC após a instalação do pacote se a Segurança com Base em Virtualização (VBS) estiver habilitada.

O VBS, como a funcionalidade é conhecida em inglês, é uma virtualização que cria um ambiente isolado para garantir mais uma camada de segurança ao computador.

Continua após a publicidade

Atualização o Windows 11 sem reiniciar o PC

O nome do pacote de atualização traz a menção ao “hotpatch”, um recurso do Windows Server usado para instalar atualizações sem reiniciar o computador — e, consequentemente, nenhum processo precisa ser encerrado. 

Apesar da esperança de encerrar a obrigação de reiniciar o Windows ao instalar correções e outras novidades, infelizmente esse processo não deve afetar todos os updates. isso, porém, deve se aplicar às atualizações mensais de segurança.

Continua após a publicidade

Pode não ser para todos

Contudo, ainda não está claro quem vai receber a funcionalidade, uma vez que o Windows 11 oferece versões para uso doméstico (Home) e para empresas ou instituições de ensino (Pro, Pro for Education, Pro for Workstations, Enterprise e Education).

Em outras palavras: existe a chance de a ferramenta desembarcar apenas nas versões corporativas do Windows para manter as operações críticas sem interrupções.

Além disso, caso os rumores se confirmem, apenas computadores com arquitetura x64, com chips da Intel ou AMD, teriam acesso à novidade. Os PCs que utilizam a instrução ARM, que é o caso dos processadores da Qualcomm, precisariam esperar até 2025 para receber o benefício.