Microsoft encerra suporte ao Windows 7 em alguns processadores antigos

Por Eduardo Hayashi | 26 de Junho de 2018 às 11h22
Reprodução
Tudo sobre

Microsoft

Com a popularização e o aumento dos números de usuários do Windows 10, é totalmente esperado que a Microsoft concentre cada vez mais esforços no novo sistema operacional e deixe de lado as versões mais antigas, como o Windows 7.

Embora a companhia tenha prometido oferecer atualizações de segurança para o Windows 7 até 2020, o ZDnet informou que o último update do sistema removeu o suporte a processadores antigos que não oferecem compatibilidade com a tecnologia "Streaming Single Instruction Multiple Data Extensions 2" (SSE2). Isso significa que processadores da linha Pentium III e outros modelos mais antigos de CPUs da Intel perderam suporte ao sistema operacional.

A SSE2 foi inaugurada juntamente com os processadores Pentium 4 no final de 2000, viabilizando a execução de múltiplas tarefas de forma simultânea. Desde então, o suporte à tecnologia foi mantida em todos os processadores posteriores da marca.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Há grandes chances de a decisão de encerrar o suporte estar relacionado aos incidentes de falhas críticas de segurança apelidadas de Meltdown e Spectre, que foram solucionadas apenas nos produtos mais recentes da Intel, deixando os modelos mais antigos vulneráveis ao exploit.

Levando em conta que os processadores que não serão mais compatíveis com o Windows 7 possuem 20 anos ou mais de existência no mercado, as recomendações óbvias são que os usuários realizem um upgrade para um PC com hardware atualizado e utilizem as versões mais recentes do sistema operacional da Microsoft.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.