Instalou o Windows 11 e não gostou? Prazo para voltar ao Windows 10 é curto

Instalou o Windows 11 e não gostou? Prazo para voltar ao Windows 10 é curto

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 07 de Julho de 2021 às 13h10
Andrea Piacquadio/Pexels

Você baixou o Windows 11, conheceu o software, mas não gostou dos recursos novos, do menu Iniciar com cara de bandeja de aplicativos mobile e das várias perfumarias da edição? Fique calmo, pois, quando a atualização começar a ser distribuída a todos os usuários, você poderá voltar para o sistema anterior em até dez dias após o upgrade.

Pelo menos essa é a estratégia da Microsoft até o momento, segundo a seção de Perguntas Frequentes da página de apresentação do novo sistema. A companhia define que você pode retornar ao W10 se desistir da migração, sem que o processo afete os arquivos pessoais (independente da partição que estiverem localizados).

O menu Iniciar em formato de balão é demais para você? Será possível retornar à versão anterior do sistema sem precisar de formatação completa (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Passado esse período, ainda será possível recuar, mas apenas por mecanismos tradicionais — a famosa “instalação limpa” de sistema operacional ou formatação do computador. Esse método, porém, pode apagar todos os seus documentos, se o armazenamento do PC não estiver devidamente particionado.

Quem está ligado nas características do Windows deve se lembrar que essa mesma propriedade também se aplica às atualizações convencionais do W10. Se o seu computador apresentar problemas em uma compilação instalada nos últimos dez dias, você pode desfazer a atualização e voltar para a versão anterior, sem qualquer risco para seus arquivos pessoais.

Abordagem é diferente do sistema antecessor

Em 2015, quando o Windows 10 foi lançado, a Microsoft foi consideravelmente mais amigável quanto ao prazo para desistência. Se você atualizasse o computador do Windows 7, 8 ou 8.1 para a edição mais recente, podia retroceder até 30 dias depois.

Naquele período de transição, a Microsoft informou que os arquivos pessoais dos usuários, bem como uma imagem do sistema anterior, ficavam armazenados no computador para permitir a restauração. Era uma decisão amigável, embora os softwares mais antigos já tivessem na reta final do suporte oficial.

Atualização para o Windows 11 será gratuita

Embarcar no Windows 11 não custará nada para quem tem computadores que rodam os Windows 7, 8, 8.1 ou 10. A MS manteve a estratégia de distribuição e dará meios oficiais fáceis para os usuários que desejarem trocar de sistema operacional.

Atualização garante suporte prolongado, novos aplicativos e visual retrabalhado (Imagem: Reprodução/Microsoft)

No entanto, aqueles que saltam do Win 7 ou Win 8 para a nova versão precisarão recorrer à instalação limpa do sistema (ou seja, formatação da partição em que estão os arquivos do SO). Se o armazenamento do seu computador estiver devidamente segmentado — e os arquivos pessoais estiverem em uma seção dedicada —, eles não correm risco de exclusão no processo. Caso contrário, é indispensável fazer o backup de tudo antes de migrar.

Para entrar no Win 11, porém, você precisará de uma máquina que atenda os requisitos mínimos determinados pela Microsoft — e eles não são poucos. O novo sistema operacional é bem mais exigente que o antecessor, e demandas se aplicam até a geração do processador que equipa a máquina.

Componentes lançados antes de 2017 não foram listados como compatíveis para o Windows 11. O computador também precisa contar com o chip TPM (ou solução equivalente) para rodar o novo sistema. Na maioria das vezes, esse módulo de segurança precisa ser habilitado nas configurações de BIOS para que entre em ação.

A possibilidade de atualização gratuita não tem data específica para acabar, então você pode ficar com o Windows 10 por mais algum tempo. O sistema operacional atual tem suporte garantido até 14 de outubro de 2025. A recomendação da atualização fica para os usuários que teimam em substituir um software sem suporte oficial, visto que sua permanência nessas edições implica na exposição da máquina a ameaças externas.

Quando sai o Windows 11?

Até agora, o Windows 11 não tem data para ser lançado. A Microsoft espera, no entanto, fazer o lançamento oficial no início de 2022. Atualmente, prévias do sistema operacional já estão disponíveis para membros do programa Windows Insider.

Entretanto, pistas nas imagens de divulgação do SO sugerem que a primeira aparição do W11 em versão final pode acontecer logo em outubro deste ano.

Fonte: Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.