Adeus! Microsoft detalha fim de suporte ao Adobe Flash Player no Edge

Por Alberto Rocha | 06 de Setembro de 2020 às 13h00
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Com o Flash Player enfim deixando de receber suporte oficial pela Adobe no dia 31 de dezembro de 2020, muitas empresas que ainda utilizam o software responsável pela reprodução de animações e vídeos em seus produtos terão de definitivamente buscar por alternativas mais seguras como o HTML5, WebGL e WebAssembly, por exemplo. A Microsoft é uma delas e detalhou, na última sexta-feira (4), como será o esse processo no navegador Edge após o período.

Em postagem no seu blog oficial, a companhia de Redmond destaca que a partir de janeiro de 2021 o plugin será desabilitado por padrão com o lançamento do Microsoft Edge v88. A mudança entra em vigor tanto no novo Microsoft Edge baseado no Chromium quanto o Microsoft Edge Legacy, além do Internet Explorer 11, através de atualizações cumulativas ou de rollup mensal de forma opcional, removendo o Flash por completo de todos os dispositivos com o Windows.

“A Microsoft continuará fornecendo atualizações de segurança para o Adobe Flash Player e manterá o sistema operacional e a compatibilidade do navegador até o final de 2020. Conforme você faz a transição do Adobe Flash Player, encorajamos você a continuar a atualizar seus sistemas com as atualizações de segurança mais recentes, enquanto ainda está em apoio. Se precisar de assistência adicional, entre em contato com a equipe de contas da Microsoft”, revela a companhia em comunicado.

Microsoft Edge perderá suporte ao Adobe Flash Player em 31 de dezembro de 2020 (Imagem: Captura de tela/Alberto Rocha)

Usuários corporativos terão alternativa

Após a atualização instalada não será possível reverter o processo, porém clientes corporativos que ainda utilizarem o Flash Player em seus sistemas poderão executá-lo no Edge como um plug-in no modo Internet Explorer. Contudo, esse será considerado como de terceiros e não terá o suporte oficial da Microsoft.

No entanto, a companhia ressalta no comunicado que a Adobe ainda oferecerá suporte a usuários interessados em licenciamento comercial através da empresa HARMAN, cujas informações completas podem ser encontradas no blog oficial da Adobe.

Fonte: Microsoft  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.