Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Huawei prepara rival para Apple Vision Pro com alta performance

Por| Editado por Wallace Moté | 29 de Novembro de 2023 às 14h28

Link copiado!

(Imagem: Divulgação/Apple)
(Imagem: Divulgação/Apple)
Tudo sobre Huawei

A Huawei pode ser uma das próximas empresas a entrar de vez no mercado de headsets de realidade aumentada e virtual (AR/VR). Segundo rumores publicados recentemente, a marca chinesa planejaria apresentar um rival para o recente Apple Vision Pro, mas com um preço mais baixo para atrair mais consumidores.

É dito que o produto deve trazer alto desempenho, ainda que seja difícil recriar a performance do Vision Pro com os chips M2 e R1 para processamento e sincronização de quadros no display, respectivamente.

Continua após a publicidade

Ainda não foram confirmadas quaisquer características do headset da Huawei, mas é possível imaginar que ele não trará o chip Kirin 9000s inaugurado com a linha Mate 60 de smartphones. Mesmo que se trate de uma plataforma considerada competente para o mundo mobile, é provável que ela não entregue a potência suficiente para fazer o vestível disputar entre os topos de linha.

Além disso, também foi dito que o produto teria um sistema avançado de resfriamento integrado, incluindo a presença de ventoinhas para ampliar a circulação de ar. Ainda não se sabe como isso será implementado sem afetar a ergonomia do produto, já que não parece muito confiável colocar um ventilador girando em alta velocidade na cabeça do usuário, especialmente dos que possuem cabelo mais volumoso.

Outras medidas devem ser tomadas para tornar o headset mais leve e confortável, incluindo a alimentação de energia por bateria externa e separada do produto — uma solução parecida com o que a Apple adotou no Vision Pro.

Desta forma, a Huawei continuaria sua estratégia de ampliar as opções de produtos além dos smartphones, mercado que fez a empresa sofrer bastante nos últimos anos por conta das sanções impostas pelos Estados Unidos.

Continua após a publicidade

Outra questão relevante deve ser a escala de produção do headset da Huawei, que não deve ser tão grande. Afinal, marcas concorrentes têm sido cautelosas em relação à demanda destes produtos, em que a Apple deve ter estoque limitado, e a Samsung não deve vender mais de 30 mil unidades de seu novo vestível quando lançado.

A Honor, que no passado foi uma submarca da Huawei, também pode apresentar seu novo headset em um futuro próximo. Porém, ainda não foi confirmado se ele será um produto realmente novo, ou apenas uma versão renomeada de algo que a Huawei já tenha feito.

Fonte: Tom's Hardware