SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Após ter licença cassada, GM pausa produção e faz recall em táxis autônomos

Por| Editado por Jones Oliveira | 13 de Novembro de 2023 às 16h55

Link copiado!

Divulgação/Cruise
Divulgação/Cruise

Os robotáxis da Cruise, divisão autônoma da GM, ficarão sumidos por um tempo das cidades em que vinham sendo testadas nos Estados Unidos. E não apenas por terem perdido a licença para funcionar temporariamente por lá.

A cassação imposta pelo Departamento de Veículos Motorizados da Califórnia, na verdade, foi o que motivou a Cruise, braço da General Motors responsável pelo desenvolvimento dos carros autônomos, a interromper a produção de táxis sem motorista por um período indeterminado.

A empresa afirmou, em comunicado distribuído à imprensa, que “ainda acredita que os veículos autônomos transformarão a forma como as pessoas se deslocam em todo o mundo”, mas que “vai interromper momentaneamente a produção para analisar e identificar possíveis melhorias”.

Continua após a publicidade

Série de incidentes pesou na decisão

Os robotáxis tiveram a licença cassada na Califórnia após se envolverem em uma série de acidentes de trânsito, incluindo o atropelamento de um cachorro, que acabou morrendo, e de um pedestre, que acabou se machucando.

Os problemas causados pelos táxis sem motorista também motivaram a empresa ligada a GM a realizar um recall e retirar das ruas quase 1.000 unidades de seus carros autônomos. Os reparos serão concentrados principalmente no software dos carros, que teria problemas, inclusive, para reconhecer crianças no trânsito.

Continua após a publicidade

As informações extraoficiais dão conta de que o prejuízo causado pelos robotáxis à empresa já giram na casa de US$ 1,9 bilhão, e ficarão ainda mais altos pela parada forçada na fabricação dos táxis autônomos, agora sem data para voltar às ruas de San Francisco e demais cidades dos Estados Unidos.