Review Samsung Q80T | Uma excelente TV para filmes, jogos e mais

Por Fábio Jordan | Editado por Wallace Moté | 17 de Junho de 2021 às 09h20
Ivo/Canaltech

A Samsung tem uma gama considerável de televisores dos mais variados tamanhos e tipos, mas os modelos da série Quantum certamente chamam a atenção pelas características refinadas — bem como pelo preço que é um tanto destoante de produtos concorrentes.

Esta linha ganha novidades com certa frequência, sendo que, no passado, ela já foi representada pela Q60/Q60T, Q70/Q70T e também pela Q80/Q80T. Sim, a televisão que vamos analisar hoje não é exatamente o produto mais avançado da fabricante, que também disponibilizou a Q90/Q90T.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Vale observar que a Samsung está atualizando esta família de produtos, com a substituição dos modelos Q80T pelas novas Q80A. Trata-se de um upgrade na qualidade de imagem, uma vez que as novas versões trazem painéis do tipo IPS no lugar do VA. E, claro, isso se reflete nos preços dos produtos, que estão notavelmente mais caros.

Bom, esclarecimentos dados, vamos ao que importa: a Samsung Q80T. Esta linha tem telas que vão desde 55 polegadas até 75 polegadas, todas com resolução 4K, tecnologia de pontos quânticos e algumas das tecnologias mais avançadas da fabricante coreana.

Hoje, nós vamos falar da Samsung 55Q80T, que tem todas as qualidades desta linha, porém dimensões e preço reduzidos, o que não significa um valor acessível. A questão que fica é: será que vale o alto investimento numa televisão com tecnologia de pontos quânticos? Vamos falar das qualidades e de alguns pormenores que você deve levar em consideração!

Prós

  • Design surpreendente
  • HDR brilhante
  • Ótima qualidade de imagem
  • Variedade de apps
  • Sistema de som impressionante

Contras

  • Painel VA tem suas limitações
  • Controle bem limitado

Design e Dimensões

A Samsung 55Q80T é uma televisão que se encaixa no segmento intermediário da Samsung, uma vez que já temos os modelos QN com tecnologia Mini Led e que ocupam a categoria top de linha. Por ser um modelo intermediário, podemos esperar um design ousado aliado a alguns dos recursos mais avançados que da fabricante coreana, mas sem trazer todas as tecnologias mais recentes (e consequentemente custosas) da marca.

Observando apenas o painel, é muito difícil distinguir a Q80T da TU8000, pois ambas têm bordas muito finas, que medem menos de 1 centímetro. Todavia, ao adicionar o suporte de mesa, a diferença entre elas é bem clara: a Q80T tem uma base mais discreta e que denota o acabamento premium do produto.

Ao olhar para a TV com a tela desligada, a impressão que temos é de que estamos vendo um monitor gigantesco, pois a semelhança com alguns displays da Apple é notável. Além do suporte, o único elemento perceptível na área frontal é o logotipo de tamanho diminuto encaixado na parte inferior da tela.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

O apoio utilizado na Q80T é elegante e robusto, porém há um inconveniente. Ao centralizar o peso do painel, a televisão pode balançar um pouco mais do que em sistemas em que há uma distribuição uniforme do peso, ou seja, em que há mais pontos de apoio.

As medidas da Samsung 55Q80T são bem reduzidas, sendo que a espessura é algo que chama muito a atenção, já que é uma das finas mais do segmento. A informação é ainda mais relevante para quem pretende fazer a instalação do produto numa parede, algo possível através da furação VESA 200x200.

  • Dimensões (L x A x P): 122,76 x 78,34 x 25,58 cm
  • Dimensões sem suporte (L x A x P): 122,76 x 70,67 x 5,39 cm
  • Peso: 21,0 kg
  • Peso sem suporte: 17,9 kg

Assim como os modelos mais simples, a Samsung 55Q80T também tem um recurso para "esconder os cabos". Basicamente, o suporte de apoio central tem canaletas que permitem a passagem dos fios sem grandes transtornos, deixando o ambiente livre dos fios.

A instalação do suporte na 55Q80T é fácil, sendo necessário apenas usar uma chave do tipo Philips. Vale tomar muito cuidado para realizar tal procedimento numa superfície macia para evitar riscos ao painel, até porque é bem complicado inserir a base com o televisor em pé.

Conectividade

As conexões da Samsung 55Q80T ficam disponíveis de forma paralela à TV, o que facilita a instalação dos cabos principalmente com montagem na parede, já que isso evita torções excessivas e eventuais danos aos conectores.

As TVs da linha Q80T trazem três portas HDMI 2.0, uma HDMI 2.1 (porta de número 4, que suporta 4K a 120 Hz) e uma conexão de vídeo composto, a qual não é padrão (aquela de três pinos RCA), sendo necessário o uso de um adaptador. Temos ainda duas portas USB, uma conexão de rede LAN (RJ-45), entrada RF para antena e uma saída de áudio digital óptica.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Esta TV tem compatibilidade com as tecnologias HDR10, HDR10+ e HLG, porém, assim como as TVs da série TU8000, ela não é compatível com Dolby Vision. Um recurso muito interessante é o suporte ao FreeSync VRR, que garante a adaptação da taxa de atualização de forma variável, algo muito útil para a jogatina, por exemplo.

Detalhe importante: esta TV usa HDCP 2.2, o que implica em eventuais restrições na execução de filmes com direitos autorais, então confira se os produtos conectados (como Home Theaters) são compatíveis com esta versão de proteção.

Na parte de conexões sem fio, a 55Q80T tem Bluetooth 4.2 e WiFi compatível com redes de 2,4 GHz e 5 GHz (esta última é recomendada para conteúdos em 4K, já que tem maior velocidade de transmissão). Com o Bluetooth, você pode conectar periféricos, espelhar o celular e transmitir áudio.

Tela

A Samsung 55Q80T tem painel do tipo VA que entrega alta fidelidade de cores. Segundo a Samsung, ela alcança 100% de volume de cor, mas a fabricante não informa baseado em que padrão. Tomando como base que a TU8000 já entrega 100% do padrão RGB, podemos presumir que seja algo similar.

Nas especificações do produto, há a informação de que este modelo alcança 3.800 pontos no PQI (Índice de Qualidade de Imagem), porém esse é um número próprio da fabricante que serve apenas para comparativos entre seus próprios produtos. Só para referência, a TU8000 consegue 2.100 pontos nesta escala.

Na prática, usando testes para averiguar diferentes tonalidades no padrão RGB, pudemos atestar que esta televisão consegue reproduzir perfeitamente todos os espectros de cores, sendo possível distinguir bem todos os tons, isso claro com ajustes dinâmicos de imagem desabilitados para evitar distorções.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

O ponto é que todo painel do tipo VA tem um inconveniente: distorções de cores quando o espectador não está visualizando a tela bem em frente ao televisor. No caso da 55Q80T, a Samsung conseguiu atenuar muito essa limitação através de uma camada que tenta corrigir as distorções de ângulos, de modo que a experiência é muito boa e as cores permanecem quase intactas, sendo que somente um espectador mais detalhista vai perceber essas alterações.

Por outro lado, o painel VA tem vantagens significativas, principalmente no que diz respeito às taxas de contraste. A Samsung 55Q80T tem um colorido que impressiona com contraste reforçado que ajuda principalmente na hora de reproduzir filmes compatíveis com HDR, garantindo resultados bem melhores do que aqueles da TU8000.

Além disso, por se tratar de uma TV mais robusta, o conteúdo se destaca com o sistema de retroiluminação que tem luminosidade reforçada. Em nossos testes, o brilho desta tela ficou próximo dos 400 nits, o que garante boa visualização até mesmo em salas com iluminação exagerada, então assistir aos seus filmes favoritos durante o dia não deve ser um problema.

(Imagem: Fábio Jordan/Canaltech)

Para quem gosta de cores exageradas, o painel da Q80T também consegue entregar um reforço significativo no modo dinâmico, mas ao custo de grandes alterações no colorido original, então não espere distinguir todas as nuances.

Vale notar que essa televisão ainda conta com iluminação local (local dimming), o que garante uma imagem mais natural, já que a TV consegue reduzir o brilho em partes escuras da imagem, de modo que áreas de penumbra tendem a ficar apagadas em vez de acinzentadas.

Falando nisso, a unidade que recebemos tinha uma severa deficiência na uniformidade de reprodução da cor cinza, de modo que cada região do painel apresenta uma tonalidade diferente. Isto não deve ser um fator decisivo na sua compra, principalmente porque se trata de uma questão que pode variar de acordo com cada unidade, porém fica o relato.

(Imagem: Fábio Jordan/Canaltech)

Para os jogadores de plantão, vale notar que a 55Q80T tem taxa de atualização de 120 Hz (apenas na porta HDMI 4) e com a tecnologia VRR, é possível obter melhores resultados seja ao conectar um console ou um computador. Ponto para a Samsung!

Sistema Operacional e Controle

A Samsung 55Q80T usa o Tizen OS, que é o sistema operacional proprietário da Samsung. Conforme eu já comentei no review da Samsung TU8000, particularmente, eu prefiro o sistema WebOS da LG, que me parece mais simpático e fluido, bem como não deixa nada a desejar na questão da variedade de apps. Contudo, isso é uma questão de gosto pessoal.

O Tizen é versátil e útil, sendo que ele tem os atalhos rápidos e opções de personalização. O grande problema é que algumas áreas no menu principal não podem ser alteradas e dificultam um pouco a usabilidade, como é o caso de alguns ícones que dão acesso ao manual e recursos que raramente são utilizados no dia a dia.

(Imagem: Fábio Jordan/Canaltech)

Apesar desses detalhes, o Tizen OS tem grande variedade de opções, incluindo apps da Globo, Disney, HBO e quase todos os principais streamings que você imaginar. Tudo fica mais fácil com as assistentes, sendo possível usar a Bixby ou a Alexa. A assistente da Samsung é um tanto limitada e não suporta o idioma português (informação oficial no site da fabricante). A Alexa funciona perfeitamente e pode ser ativada pelo controle remoto ou pelo app no smartphone.

O desempenho da Q80T é simplesmente incrível, de modo que o processador Quantum 4K está pronto para lidar com as melhorias de imagem ao mesmo tempo em que mantém o sistema muito rápido. Alternar entre apps, dar comandos ou navegar nas interfaces é sempre algo prazeroso nesta televisão.

O controle da Samsung 55Q80T talvez seja o “calcanhar de Aquiles” do produto. Ele tem atalhos úteis para apps famosos, mas a falta de botões dedicados para acessar as principais entradas e as configurações, por exemplo, fazem falta. Há espaço de sobra, mas a marca optou por simplificar ao máximo.

Sistema de Som

Para casar com a imagem de qualidade, a Samsung instalou uma configuração de som potente nesta televisão. A 55Q80T tem um sistema de 2.2.2 canais que entrega 60 watts de potência, o que realmente surpreende para um produto tão fino.

Com essa configuração, esta televisão é ideal para ver filmes ou conteúdos musicais, até mesmo com graves acentuados e sem precisar ligar o Home Theater em toda ocasião. A equalização é balanceada e o sistema de áudio entrega clareza nos diálogos, então sem reclamações na parte sonora.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Por fim, vale menção para a compatibilidade com Dolby Digital Plus, o que permite experimentar um som de melhor qualidade. A tecnologia Dolby Atmos não pode ser ativada nos alto-falantes da TV, mas ela pode ser retransmitida através de HDMI eARC para produtos compatíveis com o uso de Dolby TrueHD.

A Samsung Q80T entrega qualidade de imagem excelente, com contraste aprimorado, pouca distorção de cores e um brilho na medida certa para você curtir seus conteúdos favoritos a qualquer hora do dia e em qualquer ambiente.

Com resolução 4K e taxa de atualização de 120 Hz, a Samsung 55Q80T está pronta para atender aos cinéfilos e gamers nas mais variadas situações. O design com bordas finas é ideal para instalação na parede e a experiência fica completa com o som robusto.

Concorrentes Diretos

A Samsung Q80T é uma televisão de alta qualidade, que impressiona em imagem e áudio, sendo um produto que geralmente tem um preço um tanto elevado. Na época de publicação deste review, nós encontramos o produto com valores um tanto distintos, que variam desde a faixa dos R$ 5.000 até mais de R$ 7.000, sendo que esses valores elevados parecem ser decorrentes dos recentes lançamentos da linha.

Considerando as tecnologias deste modelo, bem como a faixa de preço, temos uma grande variedade de opções das mais diferentes fabricantes, o que pode deixar você com muito mais dúvidas. Todavia, para resumir, hoje vamos comentar sobre duas principais concorrentes: TCL e LG.

A TCL tem a QL55C715 com um bom conjunto de tecnologias. Essa TV de 55 polegadas usa painel QLED com resolução 4K e tem uma vantagem significativa: o sistema operacional Android TV que é adorado por muitos consumidores. Além disso, ela é compatível com Dolby Vision e Dolby Atmos. Por outro lado, ela tem um display de 60 Hz e um sistema de som de 20 watts. No momento de publicação desta review, esta TV custava R$ 3.099.

Já a LG concorre em duas frentes. Primeiro, temos a NanoCell com uma série de versões, que vão desde a 55NANO79 até a 55NANO90 (que seria a mais completa com resolução 4K de 2020). Com tantos modelos, os preços variam da casa dos R$ 3.100 (na 55NANO81) até R$ 3.700 (na 55NANO86). A versão mais completa é muito rara de encontrar. O preço mais acessível se reflete na qualidade de imagem, que não alcança o mesmo contraste da Samsung, pois o painel da LG é IPS e tem algumas limitações nesse sentido. Todavia, é uma boa opção se você quer economizar.

A segunda opção da LG é a linha OLED, principalmente com a OLED55CX. Trata-se uma tecnologia superior a que temos na QLED, uma vez que a OLED não precisa de um painel de retroiluminação. A qualidade de imagem é muito melhor na tela da LG, mas o brilho não alcança os mesmos níveis. Há ainda o raro risco de burn-in, mas que deve ser considerado na hora da compra.

A LG OLED55CX custava R$ 5.399.00 no momento da publicação deste review, o que é um valor bem competitivo e deve deixar ainda mais dúvidas. Particularmente, principalmente como um consumidor que tinha essa dúvida há três meses, eu optei pela televisão da LG e ao testar as duas posso atestar que tomei uma decisão acertada, pois a OLED é claramente superior em qualidade de imagem.

Conclusão

A Samsung 55Q80T é uma TV que entrega um conjunto completo em tecnologia de imagem e som, sendo uma das mais avançadas do segmento intermediário. Ficamos muito satisfeitos com o conjunto de recursos que melhora muito das versões de entrada 4K da Samsung para esta variante com melhor refinamento.

Com um painel que entrega maior nível de brilho, menor propensão a distorções e um contraste ideal para um melhor aproveitamento da tecnologia HDR, esta é uma televisão que tem tudo para ser um excelente “cinema em casa”. O áudio aprimorado com maior potência também é um quesito que faz toda a diferença.

Apesar de o conjunto da obra ser muito impressionante, nossa conclusão é de que a Samsung 55Q80T pode ter uma dificuldade séria: convencer os consumidores de que seu preço elevado vale a pena. Conforme mencionado anteriormente, este televisor está com seus dias contados, uma vez que o modelo Q80A vai tomar seu lugar, então os preços estão complicados.

Nossa dica é que você só invista seu dinheiro se o valor estiver próximo da faixa dos 5 mil reais, pois os preços abusivos recém-praticados são inadequados para um dispositivo intermediário. Além disso, frisamos que vale considerar as opções concorrentes que têm vantagens em preços e, ás vezes, até em tecnologia, como é o caso da LG OLED.

Gostou da Samsung 55Q80T? Então confira a oferta que separamos para você:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.