Claro perde recurso no Cade contra compartilhamento de antenas da TIM e Vivo

Por Rubens Eishima | 19 de Maio de 2020 às 16h15
Tudo sobre

TIM

Saiba tudo sobre TIM

Ver mais

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) negou o recurso aberto pela operadora Claro contra a autorização do compartilhamento de antenas entre as concorrentes TIM e Vivo. A Claro alegava efeitos anticompetitivos na prática, que havia sido liberada pelo órgão federal.

O Conselho autorizou no final do mês passado que TIM e Vivo compartilhassem suas redes 4G em cidades com menos de 30 mil habitantes, o que afetaria cerca de 800 municípios brasileiros. A medida se estenderia ainda a outras 2.700 cidades onde as empresas foram autorizadas a dividir a rede 2G.

A prática é comum no exterior e reduz o custo de ampliação da cobertura de rede. No Brasil, TIM e Oi já tinham autorização do Cade e da Anatel para compartilhar suas redes.

Em resposta à Claro, o Cade disse que a queixa pode ser enviada diretamente à Anatel, que já tinha aprovado a operação, ou “até mesmo para a Secretaria de Advocacia da Concorrência e Competitividade do Ministério da Economia”.

A Claro ainda não se posicionou a respeito da decisão.

Fonte: Teletime

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.