Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Anatel inicia planos para desativar sinais 2G e 3G, priorizando 5G

Por| Editado por Wallace Moté | 06 de Outubro de 2023 às 08h58

Link copiado!

Pablo Le Roy/Mcom
Pablo Le Roy/Mcom
Tudo sobre Anatel

A Agência Nacional de Telecomunicações anunciou esta semana durante o evento Futurecom 2023 a abertura de uma consulta pública até o final deste ano para iniciar a substituição das redes móveis 2G e 3G pelo 5G, liberando as frequências mais antigas para outras utilidades e suspendendo a homologação em eletrônicos.

Segundo a Conexis, representante das grandes operadoras de telefonia móvel no Brasil, dispositivos compatíveis apenas com as redes 2G e 3G "utilizam o espectro de forma menos eficiente e [...] tais dispositivos tendem a ter custos onerosos para sua manutenção e obrigação de se manterem ativados.”

O plano da Anatel é iniciar uma transição das redes 2G e 3G para sinais 4G e, ainda mais especificamente, 5G, sendo este último um padrão móvel mais seguro, estável e veloz.

Continua após a publicidade

Para Carlos Baigorri, presidente da Anatel, o debate tem como objetivo estabelecer “um ecossistema saudável”. Para ele, a regulação atual cria uma rigidez que não teria sentido e uma desregulação poderia ampliar a negociação entre os envolvidos.

“O que estamos querendo discutir com as operadoras, fabricantes e todo o ecossistema é como se começa a planejar o desligamento do 2G e 3G para que se possa utilizar melhor o espectro de radiofrequências em tecnologias mais modernas, como 4G e 5G”, disse Baigorri durante a Futurecom.

2G e 3G já são obsoletos

O 2G foi a tecnologia móvel mais popular entre os anos 2005 e 2010, onde o uso principal da rede era para mensagens de textos. Com a popularização da internet e redes sociais, o 3G ganhou o mundo entre 2010 e 2015 com a capacidade de troca de imagens e download mais veloz.

Enquanto isso o 4G ainda domina a popularidade global pela ampla disseminação do sinal e capacidade de baixar vídeos em alta velocidade.

Atualmente, o 5G ainda cresce no Brasil com 10 milhões de usuários e disponibilidade em todas as capitais do país.

A tomada de subsídios para a substituição do 2G e 3G é conduzido pela Superintendência de Outorgas e Recursos da Anatel e terá duração de 30 dias.

Continua após a publicidade

Fonte: Anatel, via CNN