Com tablets em alta, Apple mantém liderança no setor no 2º trimestre de 2020

Por Claudio Yuge | 03 de Agosto de 2020 às 22h30
Richard Polzin
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Embora não apresente detalhes sobre as vendas de seus dispositivos, a estimativa é de que ela tenha vendido cerca de 14,3 milhões de iPads no segundo semestre deste ano — confirmando a alta no setor de tablets durante a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Os números são da firma de análise de mercado Canalys e representam uma alta de 19,8% em relação ao primeiro trimestre, quando a Maçã teria distribuído mais 11,9 milhões de unidades de seus iPads.

Os ganhos da Apple entre abril e junho ficaram na casa dos US$ 6,5 bilhões, confirmando sua liderança no setor, com 38% de participação no mercado. A Samsung foi a segunda fornecedora mundial de tablets no período, com 7 milhões de unidades comercializadas; seguida pela Huawei, Amazon e Lenovo, que venderam 4,7 milhões, 3,2 milhões e 2,8 milhões desses dispositivos, respectivamente.

Reprodução/Canalys

Segundo a Canalys, o mercado desse setor cresceu 26% no segundo semestre devido ao aumento de trabalho e estudos à distância. “As remessas mundiais de tablets atingiram 37,5 milhões de unidades no segundo trimestre de 2020, um notável aumento de 26% em relação ao ano anterior. Os tablets, parte do mercado de PCs, oscilaram nos últimos anos, mas a demanda no segundo trimestre de 2020 foi impulsionada por consumidores e empresas que queriam acesso ao poder básico da computação e telas maiores para facilitar o trabalho remoto, aprendizado e lazer”, diz o relatório.

Reprodução/Canalys

“Os fornecedores conseguiram aumentar a produção para atender a essa nova demanda. Ao mesmo tempo, varejistas e operadoras em vários mercados forneceram incentivos financeiros para incentivar a compra de tablets”, complementou a Canalys.

Remessa total da Apple também aumentou

A Canalys também forneceu dados sobre remessas mundiais de PCs, com dados de tablet incluídos. Ao contabilizar as vendas combinadas de Mac e ‌iPad‌, a Apple vendeu 19,6 milhões de dispositivos no segundo trimestre, com participação de mercado de 17,7%. A Maçã ainda ficou atrás da Lenovo, com 20,2 milhões de dispositivos comercializado no período. A HP e a Dell venderam 18 milhões e 12 milhões de unidades, respectivamente.

Reprodução/Canalys

Os lucros da Apple com Macs aumentaram, gerando US$ 7 bilhões — US$ 1,2 bilhão a mais que os US$ 5,8 bilhões do segundo trimestre de 2019. Como Tim Cook afirmou que a oferta de dispositivos para o período de pandemia poderia afetar a receita, a Maçã vem tentando aumentar a fabricação e espera ter mais unidades para distribuir até o quarto trimestre, já que a expectativa é de que a demanda seja contínua até o final da temporada.

Fonte: MacRumors  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.