Hands-on: Fonepad da ASUS, o tablet que faz ligações telefônicas

Por Pedro Cipoli
photo_camera GSM Insider

É estranho descrever com palavras a sensação de usar um "smartphone" de 7 polegadas, afinal, não estamos falando de um celular, de um tablet ou mesmo um phablet, e sim um gigantão que até pouco tempo atrás nunca seria entendido como um smartphone. O conceito por trás do Fonepad da ASUS é sim bastante interessante, já que muitos de nós acabamos utilizando nossos smartphones para tudo, de agenda até um videogame portátil, e de quebra para enviar e receber ligações.

Fonepad 08

Se você achava que o Galaxy Mega da Samsung ficaria muito estranho na sua orelha, imagina o Fonepad. Para a maioria das tarefas ele é um ótimo quebra-galho, afinal traz uma tela de excelente qualidade (que por sinal é exatamente a mesma que equipa o Nexus 7) com boa resolução e tecnologia IPS, bastante prático até o momento de utilizarmos como telefone. Para dizer o mínimo, ficou muito, mas muito feio.

Fonepad 03

Por mais que o Fonepad seja capaz de fazer ligações, ele não é um smartphone. Pode sim ser considerado um híbrido que tem as funções de um tablet e, junto com um fone de ouvido (que não está incluso), é capaz de fazer uma ou outra ligação. Pensando dessa forma, ele é um aparelho excelente. Basta levar um dispositivo para cima e para baixo e aposentar tanto o smartphone quanto o tablet.

Fonepad 05

O dispositivo tem 1 GB de memória RAM e um processador Intel rodando a 1,2 GHz que, embora seja de uma geração mais antiga, a Lexington, tem fôlego o suficiente para bater muito tablet por aí rodando os jogos mais novos, como Dead Trigger e Real Racing 3. Filmes com resolução Full HD também não são problema para o gadget. Tecnicamente falando, ele perde para o Razr i por trazer uma arquitetura mais antiga, mas ainda tem poder de fogo de sobra para não deixar o usuário na mão em aplicativos mais pesados.

Fonepad 06

A bateria nos deixou surpresos. Ainda vamos testá-la com mais calma quando publicarmos a nossa análise, mas, mesmo depois de um bom tempo brincando, ela mal alterou 1% de sua capacidade, o que é uma excelente notícia para quem se acostumou a levar o carregador para todo lado. Mas vamos ser sinceros: com 7 polegadas de tamanho e capacidade para uma grande bateria, isso não é nenhuma surpresa.

Fonepad 04

Um ponto que sinceramente não entendemos foi a estranha escolha de câmeras: uma de 3 megapixels traseira e outra de 1,3 megapixel frontal. Se pensarmos no Fonepad como um smartphone, a câmera traseira deixa a desejar. Se pensarmos como um tablet, onde costumamos utilizar aplicativos VoIP como o Skype, não seria melhor somente uma câmera frontal com mais qualidade? Parece que a ASUS tentou fazer o meio termo, que sinceramente não achamos que foi uma boa escolha.

Fonepad 07

Trazer o Android 4.1 Jelly Bean de fábrica é uma boa notícia, afinal, alguns fabricantes estacionaram na versão 4.0 Ice Cream Sandwich. A atualização do sistema do Google traz animações melhores e otimizações mais finas para rodar os aplicativos sem gargalos. Pela data de lançamento esperávamos a versão 4.2 (também Jelly Bean), que, mesmo trazendo upgrades incrementais, mostraria um compromisso maior de trazer a versão mais atualizada do Android para o usuário.

Em breve, publicaremos um review completo e um vídeo com a análise do Fonepad da Asus. Acompanhe!